Seguidores

Recanto das letras

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

O SILENCIAR DAS PALAVRAS!

Cala-se a voz, no semblante a brancura,
A garganta dói, ao raspar-lhe a palavra,
Não disse nada e ninguém nunca soube,
Quão linda seria, sua, última frase...

Com os olhos fechados a trancafiava,
Queria dizê-la, mas estava grudada,
Agitava os braços, ela não se movia,
Gritava em silêncio... E a voz, não lhe saia...

Com os olhos, pedia, - Não desapareça,
Queria sentir-te, falar - Não me esqueça,
Gritar por um nome, não o conseguia,
Um ronco, tão triste... E a voz, já não saia...

Tentou dizer tudo, ouviu-se um gemido,
Não era palavra, só, um triste grunhido,
Doeu tão profundo, que a alma o sentia,
Corriam as lágrimas... E a voz... Não mais saia...


   Lani  (Zilani Celia)

97 comentários:

  1. Emoção intensa, deixa-nos sem palavras ou com palavras, porém difícil de expressar, de externar a grandeza dos sentimentos. Belíssimo seu poema!
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  2. Solte esse grito que tem preso no peito!
    Bfds

    ResponderExcluir
  3. Bom dia. Deixando sair a voz através da escrita, direi que, este poema é simplesmente maravilhoso
    .
    { tema: "" Mãe, a mulher, ventre sagrado, que dá à luz, vida "" }
    .
    Deixando saudações poéticas.
    .

    ResponderExcluir
  4. Intensi e dolorosi versi. Molto bella, complimenti.
    Felice weekend, un abbraccio
    enrico

    ResponderExcluir
  5. Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderExcluir
  6. Cara Celia, credo che una volta passati da te, non si può fare a meno di non ritoornare, complimenti.
    Ciao e buona giornata con un forte abbraccio e un sorriso:-)
    Tomaso

    ResponderExcluir
  7. Poema lindo demais. Parabéns.

    Beijinhos e um dia feliz
    Bom fim de semana

    ResponderExcluir
  8. Que triste!
    Palavras bem tocantes e com muita profundidade.
    Bjs Zilani e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  9. Palavras engolidas pelo silêncio humano é um tesouro não revelado, infelizmente...
    Profundo poema!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Zilani. Lindo poema!
    Será que nós sabemos, instintivamente, quando estamos dizendo a nossa última palavra?

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente belíssimo querida amiga ,gostei muito de o ler ,muitos beijinhos no coração felicidades

    ResponderExcluir
  12. Que poema lindo, cheio e emoção e reflexão, gostei muito!
    Tenha um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  13. Um poema repleto de emoção. Quando as palavras não saem, geralmente essa voz, sai através das lágrimas.
    .
    Bom dia, feliz fim de semana.
    .

    ResponderExcluir
  14. Olá, Lani!

    Ah, ainda bem que estão todos bem, que teu silêncio tem sido devido à praia, ao facto de não ser fácil comentar por celular e ao pane k deu no teu PC.

    Não sabes francês? Te pergunto isso, pke não te referiste ao vídeo, que coloquei no meu blog. É o Sr. Charles Aznavour, mundialmente conhecido. Se vires o vídeo, repara no olhar dele para a cantora. O "homi" (rs) tem 93 anos, mas no vídeo se celebrava o 85º aniversário dele.

    Já li teu poema, por alto, que depois comentarei. Se há coisas, de k não tenho faltas é de palavras e se eu deixar 2 ou 3 intervenções minhas num blog, mesmo recebendo só uma, pra mim, acho normal, pke eu preciso de escrever mto, embora, não devesse.

    Beijos e bom domingo.

    ResponderExcluir
  15. Poema profundo...bello......saludos....un gusto estar aquí

    ResponderExcluir
  16. OI Zilani! Sempre toda essa linda, sensibilidade. Apesar de triste, muito belo! Obrigado pela tão prazerosa visita! Grande beijo. Te desejo uma ótima semana minha querida.

    ResponderExcluir
  17. Olá boa noite, estava passando ao acaso e encontrei este bolg e me revi um pouco no seu tipo de escrita.
    Gostei, obrigada.
    Se quizer visitar a minha página, deixo aqui o meu link.
    https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  18. Um poema forte intenso e triste.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  19. Zilani...o que dizer diante de um momento como esse... que palavras poderiam fazer a ligação entre o ser e o não ser, qual seria aquela que preencheria tal momento supremo. Só a alma pode entender e calar dentro de si a dor.Pema que cala fundo no coração!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  20. Bom dia

    Poema muito bonito. Lindo demais
    .
    Hoje: { Se o pôr-do-sol eu pudesse abraçar }
    .
    Deixo cumprimentos poéticos
    .

    ResponderExcluir
  21. Oi Zilani! Que emocionante poema, voltei no tempo, na última noite que passe com minha avó no hospital, ela completaria 103 anos no dia seguinte...Não me esqueço de seu olhar apagado, quase sem vida, sua boca seca que eu molhava suavemente...Queria saber o que ela poderia estar querendo neste instante, se sentia dor...Coincidência, ela gostava muito dessa música que toca aqui no seu blog, tinha muita fé em deus...na falta de palavras, na falta de minha fé, cantei para ela os poucos versos que sabia da música...
    Segura na mão de deus, segura...
    Segura na não de deus e vai, pois ele te guiará...

    As lembranças dos bons momentos aliviam a dor da partida.
    Abraço, querida, Zilani!

    ResponderExcluir
  22. Parece aqueles sonhos que tentamos falar, gritar e nada... Uma agonia e aflição tomam conta.

    Pois é, cada vez o ano passa mais rápido, independente se de Nimbus ou Jumbo rsrs. Então, vamos prosseguindo fazendo devagar e sempre, né?
    Obrigada pelo carinho com os Anjos.

    Uma semana maravilhosa.
    Abraços esmagadores.

    ResponderExcluir
  23. Muita intensidade! Achei interessante!
    Bj e boa semana

    ResponderExcluir
  24. Boa tarde, querida Zilani,
    tantas são as palavras que nos faltam para dizer o que nos vai ao coração.
    A emoção pegou aqui, lembrei de quando,minha mãe, no hospital queria dizer algo, mas as palavras não saíram e, até hoje me pergunto,o que ela queria me dizer. Seu poema é lindo, emocionante. Beijos!

    ResponderExcluir
  25. ¡Hola Zilani!!!

    Nos dejas un bellísimo poema para una reflexión profunda, como profundos son estos versos.
    Si es verdad que a veces calla la voz y dejan de salir las palabras porque el alma angustiada las retiene y es casi imposible expresarlas, mas en nuestro interior si gritan y gritan con desgarro. Es la vida que a pesar de ser bella, también tiene sus contradicciones y nos falla.

    Me ha encantado volver a leerte, se me van quedando atrás algunos blogs amigos, y agradezco que me den la oportunidad de pasar a leeros. Gracias, voy con mucha calma no doy para más

    Te dejo mi gratitud y estima.
    Un abrazo y se muy -muy feliz.
    Pasaré en otra ocasión, pues esta preciosidad es para leer y releer.

    Un beso.

    ResponderExcluir
  26. Tão belo! Cheio de emoção. Palavras que são como fogo-preso...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  27. Boa noite!!!
    Que poema mais intenso, mais cheio de emoção, muito lindo.
    Um abraço!!!
    Paz e Luz!!!

    Anna Lírios em Letras

    ResponderExcluir
  28. Olá Zilani! Mais uma vez nos presenteias com um belo e profundo poema.

    Abraços,

    Furtado

    ResponderExcluir
  29. Hay ocasiones en la vida, en que a la palabra se le hace difícil trasponer la garganta. Duele la palabra, y mejor se queda muda. Cuántas interpretaciones sugiere el poema sobre el dolor, que hace que las palabras aborten. Es que el dolor no es uno, es tan vario y multipolar, pero lo seguro, es que basta que haya dolor, para que la palabra enmudezca. Un beso. carlos

    ResponderExcluir
  30. Querida Lani
    Quanto desespero!
    Às vezes ficamos sem palavras, mesmo que queiramos pronunciá-las! Momentos difíceis da vida que a amiga aqui expressou tão poeticamente!
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  31. Olá, querida Lani!

    Parece que fiquei sem palavras, agora, depois de ler teu poema, duas vezes.
    Está muito bem feito, excelentemente estruturado e podemos acompanhar as diversas fases do escrito, pensando eu que a palavra irá acontecer, se iria libertar, talvez no final, mas isso não sucedeu.

    Correram as lágrimas, gemidos e grunhidos saíam, mas a palavra, nunca. O silêncio imperou e dominou.

    Beijos e dias bem felizes. Boas férias!

    ResponderExcluir
  32. Um sufoco qdo queremos dizer algo e a palavra fica embargada na garganta! Versos de intensa beleza e sentimentos doridos.
    Desejo uma noite bem feliz!
    Bjs querida.

    ResponderExcluir
  33. Oi Zilani
    Sufocar palavras dói o peito e o corpo adoece.Nada de guardarmos só para nós os problemas que temos na vida. Vamos soltar os "bixos" do contrário adoecemos.
    Adorei seu carinho
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  34. Saber dizer embarga a voz e a Alma cala.
    Poema forte, intenso, real...

    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  35. Olá Zilani, caríssima.
    Passei aqui para agradecer tua visita e comentário e tantas coisas lindas encontrei. Parabéns. Como sempre lindíssimos. Teu comentário, por um problema técnico não foi de pronto anexado ao meu post, porém copiei e publiquei, perdoe-me a falha. Na verdade o problema técnico não está dentro do computador e sim na frente do monitor (kkk). Tenhas uma semana cheia de alegria, saúde e paz junto aos teus.

    ResponderExcluir
  36. Caramba, Lani, senti um arrepio daqueles ao ler o seu poema. Espero que a minha despedida daqueles que amo não seja um sufoco desses, que tudo fique dito, amado e resolvido.
    Muito intenso.
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  37. Muito belo o seu poema que li de um fôlego e como que me deixou suspensa.
    Adorei!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  38. Poema lindo! Com uma grande beleza!
    Gostei muito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  39. Boa noite, Zilani
    Que lindo e emocionante poema.
    Bravo!
    Obrigada por brincar junto conosco.
    Ficamos felizes.
    Um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  40. "Só pra dizer"... mas que dizer posso?
    Acontecem frustrações destas.
    À poeta coube o papel de nos inquietar com a perplexidade de uma não resposta.
    Gostei, amiga Zilani.
    Bj.

    ResponderExcluir
  41. Quando o silêncio e a emoção se impõem.
    Mas a poeta dá voz à dor e livre curso
    à expressão através da palavra.

    Bj

    Olinda

    ResponderExcluir
  42. Oi Zilani,
    A Sensibilidade brotando em cada palavra.Um belo poema. Parabéns. Obrigada pela visita. Um abraço amiga.

    ResponderExcluir
  43. Bom dia Zilani! Sabes escrever tão bem sobre a dor...sobre isso todos nós temos alguma experiência, infelizmente, mas aqueles que conseguem expressá-la em palavras desabafam, lavam a alma.
    Teu lindo poema é triste e sensível, como as ondas de um mar cinzento. Mas o mar também tem seus dias de resplandecente azul, que espero que aconteçam seguidamente em tua vida.
    Abraços!
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  44. Oi Zilani.
    Aí está mais um dos teus belos poemas. Este é um poema triste, que nos faz lembrar de momentos que vimos um amigo ou parente despedir-se da vida. Parabéns, minha amiga, é sempre com prazer que visito o teu blog.
    Um abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  45. Quando as palavras se embargam na garganta, alma fica acorrentada.
    Sentido, profundo e belo poema
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  46. Olá Zilani, td bem?
    Belo e triste poema, de alguém que tentou dizer uma última frase, mas não teve mais tempo para isso. Adorei os versos, vc escreve lindamente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  47. Bonito e forte poema. Palavras não ditas... Dores na alma e um silêncio choroso!
    O meu carinho... Gostei de vê-la no Vida & Plenitude, obrigada.

    ResponderExcluir
  48. Oi, Lani!

    Grata por teu abraco a que junto beijos.

    Bom final de semaan.

    ResponderExcluir
  49. Oi Zilani,
    Amei teu poema!Você como eu, gostamos de versinhos de quatro linhas, até escrevi sobre isso, ontem!
    Os meus classifico-os "singelos"! Já os seus são intensos, muito bem construidos!
    Não menosprezando minha singeleza, pois nossos versos são nossa alma, nossa inspiração!
    Sou eternamente grata as Palavras!
    Beijo carinhoso, feliz semana!

    ResponderExcluir
  50. Boa tarde, querida Zilani
    passei novamente para te deixar um abraço e desejar a você uma linda e abençoada semana! Beijos!

    ResponderExcluir
  51. Tanta dor, tanta amargura, até a voz lhe abandonou.
    Triste, Zilani, mas lindo.
    Beijo, ótima semana!

    ResponderExcluir
  52. Querida Lani
    Este poema é tão intenso que causa um aperto na garganta.
    Gostei imenso, embora ficando com um gosto amargo de tristeza.
    É excelente!

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  53. poema muito belo
    grato por me dar a conhecer este espaço de poesia

    bem vinda!

    abraços

    ResponderExcluir
  54. Olá, Zilani

    Vim ver como está.

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  55. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  56. Por vezes, há dores tão profundas... que não se consegue arranjar forma de as verbalizar...
    Magnífico poema, Zilani... com a qualidade habitual... que até nos deixa sem palavras...
    Mais um formidável momento poético, por aqui... Parabéns!
    Beijinho! Bom resto de domingo... aproveitando para deixar os meus votos de Festas Felizes, para todos aí desse lado... com muita saúde, paz e amor...
    Tudo de bom!
    Ana

    ResponderExcluir
  57. Boa noite Zilani!
    Um poema cheio de emoção, e muito belo.
    Desejo um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!
    Que a luz divina ilumine o seu caminho neste e em todos os Natais que virão.
    Que 2018 lhe traga muitas coisas boas.
    Abraço e boa semana!

    ResponderExcluir
  58. Oi, Lani!

    Tudo bem no seu Porto Alegre? Por aqui, mto frio, mas o inverno está quase chegando e tu curtindo praia e sol.

    Não sei ainda irás publicar antes do natal, eu, já só para o próximo, e por isso quero desejar a ti e família um santo natal e um esperançoso ano novo.

    Beijos e até apra o ano.

    ResponderExcluir
  59. Bom dia, Lani
    A minha visita de hoje tem apenas como finalidade desejar BOAS FESTAS.
    E, para isso, nada melhor do que fazer-me acompanhar de Mahatma Gandhi (Mahatma – “A grande Alma”), e suas sábias palavras:

    “Se eu pudesse deixar algum presente a você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida dos seres humanos.
    A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo afora.
    Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem.
    A capacidade de escolher novos rumos.
    Deixaria para você, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável:
    Além do pão, o trabalho.
    Além do trabalho, a acção.
    E, quando tudo mais faltasse, um segredo:
    O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída."
    (Gandhi)

    UM SANTO E FELIZ NATAL!

    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  60. Un bello poema.

    Te deseo una Navidad muy feliz.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  61. Zilani, sua sensibilidade é ímpar! Aproveito para agradecer o carinho durante o ano todo, desejo boas festas,muitas alegrias! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  62. Zilani, desejo-lhe um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de saúde, alegria, realizações pessoais e profissionais, paz e amor.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  63. Amiga, com os preparativos para reunir a família e amigos neste Natal, o tempo para os bloques ficam mais resumido e como você é tão importante quanto qualquer amigo real, não poderia deixar de vir aqui com meus votos de um feliz Natal!
    É Natal e o espírito de confraternização natalino aquece os nossos corações, renova os nossos ânimos e os nossos sonhos. Nesta época fazemos uma retrospectiva do ano que passou e passamos a limpo a nossa vida. Obrigada pelas visitas, comentários, as palavras amigas e a valorização que deu as minhas publicações neste ano que termina.

    Lhe desejo um Natal especial, cercado de familiares e amigos, e um início de ano maravilhoso! Que esta energia positiva se mantenha durante todo o ano novo em nossas vidas.

    Boas festas E que venha mais um ano de muito trabalho e muitas realizações profissionais e pessoais, muita saúde, prosperidade e paz para todos nós.

    FELIZ NATAL
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  64. Poema muito belo e dorido na alma. ..
    Deixo o meu carinho nos votos de um
    Natal abençoado junto com a sua
    família e 2018 repleto de sonhos e
    realizações!
    Sempre grata com a sua visita e
    leitura atenciosa no meu espaço e
    também a oportunidade de leituras
    especiais aqui no seu espaço.
    Beijo e Abraço de Paz, querida Zilani!

    ResponderExcluir
  65. Oi Zilani,
    Desejo a você e seus familiares feliz e abençoado Nata e Ano Novo!
    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  66. Boa tarde querida Zilani.
    Que poema intenso. Conseguimos também ficar sem voz tamanha emoção ao ler cada palavra. Vim lhe desejar amiga de coração um Natal cheio de muita alegria para você e toda família. Eu abraço bem apertadinho.

    ResponderExcluir
  67. Amiga Zilani, os meus votos de um FELIZ NATAL e de um PRÓSPERO ANO DE 2018 repleto de saúde, amor, paz, alegria e de outras coisas igualmente boas.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  68. Amiga, você que tem sido um presente m minha vida, sempre me visitando e deixando lindos comentários, não poderia deixar de vir aqui deixar os meus votos de um FELIZ NATAL!
    Que neste Natal o amor e a esperança aqueçam seus corações e o Ano Novo traga grandes realizações e muita felicidade.
    Que no ano novo possamos continuar nessa interação na blogosfera que é muito positiva.
    FELIZ NATAL E UM ANO NOVO CHEIO DE PAZ E FELICIDADE.
    Genilda Maria.

    ResponderExcluir
  69. Zilani. tenho andado ausente por motivo de doença.
    O poema é excelente e muito belo.

    FESTAS FELIZES PASSADAS COM SAÚDE, CONTENTAMENTO, HARMONIA E TERNURA
    ENTRE FAMILIARES, AMIGOS E TODOS QUE QUE CONVOSCO PRIVAREM.

    Grande abraço natalício, querida amiga.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  70. Voltei para lhe desejar um Feliz Natal, junto com a família e os netos lindos, aproveitando para agradecer a sua amável companhia ao longo deste ano.
    Beijinho e votos de Boas Festas.
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  71. Querida Zilani
    A distância só nos ensinou o quão é grande e poderosa a nossa amizade. As nossas vidas foram ligadas desde que nos conhecemos virtualmente e não vai ser o tempo, espaço ou lugar que vai nos separar. Que seu natal seja repleto de amor e muita felicidade, porque pessoas especiais como você sempre deverão ser abraçadas pelas coisas boas da vida. Feliz Natal!
    Um abraço com carinho e beijos no coração

    ResponderExcluir
  72. Olá Zilani.
    Passei para lhe Desejar Um Santo e Feliz Natal e Um 2018 com tudo de Bom.
    Um Abraço.

    ResponderExcluir
  73. Olá caríssima Zilani.
    Passei por aqui na sexta-feira, porém não foi possível postar o comentário.
    Na verdade, seguindo a tradição, havia por aqui passado para desejar-te muitas saúde, paz, alegria e concórdia. Mas isto tenho por hábito fazer sempre, não precisando de uma data especial. Que o ano que está prestes a começar, seja para ti e para os teus cheio de boas realização e saúde.
    Respeitoso abraço.

    ResponderExcluir
  74. Boa tarde. Admirando a beleza natural e maravilhosa da sua publicação/poema, passo a fim de desejar um ANO NOVO de 2018, muito feliz, extensivo a família e amigos..
    .
    hoje: * Embriaga-me nas tuas Emoções *
    .
    Continuação de boas festas.

    ResponderExcluir
  75. Oi, querida Lani!

    Espero, tb, que teu natal tenho sido vivido na sua essência. O meu foi leve, frugal e sem consumismos.

    FELIZ E MARAVILHOSO ANO de 2018.

    Beijos e um big abraço.

    PS: estarei off-line a partir de manhã e até dia 02 de janeiro.

    ResponderExcluir
  76. Lindo teu poema e beleza e inspiração são a tua marca!
    Feliz 2018, cheio de muiiiita saúde, amor e paz! beijos, chica

    ResponderExcluir
  77. Zilani , seu poema é intenso e belo . A beleza também dói , não é ? Coração pulsando . Aproveito para lhe agradecer os votos de Natal e lhe desejar um 2018 com
    Saúde junto dos seus . Mais poemas , mais esperanças e muito amor . Beijos

    ResponderExcluir
  78. Amei o poema
    .
    Passando, lendo, e deixando a minha mensagem de Ano Novo
    .
    Tema: -- FELIZ ANO NOVO DE 2018 --
    .
    Abraço

    ResponderExcluir
  79. Feliz ano 2018 repleto de oportunidades, saúde, esperança e prosperidade.
    AG

    ResponderExcluir
  80. Gostei de reler o seu excelente poema.
    Amiga Zilani, o meu desejo de um BOM ANO NOVO, extensivo à família e amigos.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  81. Oi Zilane, quanta festa! nasceu, casou e ainda teve sua
    primeira filha muito legal, tudo isso.
    Aproveito o ensejo para te desejar uma boa entrada de ano.
    PAZ E BEM aos teus!

    ResponderExcluir
  82. Relendo este maravilhoso trabalho, e esperando que tenha passado um excelente Natal, deixo um beijinho, e os meus votos de um Novo Ano, muito feliz, para si e todos os seus!
    Tudo de bom! Feliz 2018!
    Ana

    ResponderExcluir
  83. Poema muito triste. Espero que no Ano Novo de 2018 que está prestes a começar tenhas condições para publicar algo mais alegre. A cor da esperança é verde, como verdes são as cores da Primavera...
    Podes ver os meus votos para 2018 no «Hora de Poesia».

    ResponderExcluir
  84. Bom dia, Lani
    ESTA É A MINHA MENSAGEM DE ANO NOVO:
    Para desejar um feliz Ano Novo faço-me acompanhar DAS PALAVRAS de Carlos Drummond de Andrade, que muito admiro:
    “Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.”
    FELIZ E PRÓSPERO ANO NOVO
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  85. ~~~
    VOLTEI PARA DESEJAR UM 2018 PLENO DE SAÚDE, PAZ, ALEGRIAS E CONCRETIZAÇÕES.
    GRANDE ABRAÇO, LANI
    ~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  86. Olá Zilani,
    Desejo um 2018 com muitas realizações, esperança, alegrias e conquistas. Que venha o ano novo com muitas oportunidades para todos nós.
    Bjs

    ResponderExcluir
  87. Na impossibilidade de o ter feito antes, desejo que a quadra natalícia tenha sido vivida em plenitude pessoal e familiar e que o eco das Boas Festas se faça sentir no hoje e sempre. Formulo, agora, os meus sinceros votos para que o ano de 2018 se cumpra em conformidade com os teus desejos.
    Com afeto, deixo um bjinho
    (Belíssimo e intenso poema, querida!)

    ResponderExcluir
  88. Oi Zilani
    Não existem sonhos impossíveis para aqueles que acreditam que o poder realizador reside no interior de cada ser humano e projeta suas ações para transformá-los em realidade. Desejo muita força, fé e perseverança para conquistares tudo o que desejares. Um feliz 2018!
    Beijos no coração

    ResponderExcluir
  89. Passando para lhe desejar um feliz ano novo. De 1 de Janeiro a 31 de Dezembro, que sejam 365 dias de saúde alegria paz e amor.
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  90. http://aviagem1.blogspot.pt/
    Oi amiga Zilani, lindo poema, adorei!
    Hoje vim aqui para desejar-lhe, um Feliz Ano Novo 2018, com muita saúde, paz, amor e alegria...junto de todos os que você mais ama.
    Beijinho amigo.
    Luisa Fernandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
      Peço desculpa o erro do blog.
      Oi amiga Zilani, lindo poema, adorei!
      Hoje vim aqui para desejar-lhe, um Feliz Ano Novo 2018, com muita saúde, paz, amor e alegria...junto de todos os que você mais ama.
      Beijinho amigo.
      Luisa Fernandes

      Excluir
  91. Passando para lhe desejar um ano novo bem feliz, cheio de paz, amor, felicidades, realizações e conquistas!
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  92. De quanto silêncio são feitos os versos impressos...
    A voz que não sai da garganta
    mas sai pelas mão inquietas
    e nervosas dos poetas!
    Adh2BS

    ResponderExcluir
  93. Que poema lindo ... lindo intenso e triste .Espero que em 2018 e aempre continues a criar poemas tão belos,.Beijo

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.