Seguidores

Recanto das letras

sábado, 6 de janeiro de 2018

ESPECTRO DE MIM!



Extirpaste de meu peito a esperança,
Com golpe certeiro, quebraste nossa aliança,
Frágil, como o eram as falsas juras,
Corrompidas, contaminadas, impuras...

De peito aberto, doendo, sangrando,
Sublimei a dor, segui te amando,
Fechei meus olhos, engoli o pranto,
Um passo atrás de ti, continuei andando...

Arranquei ervas daninhas, de teu caminho,
Com duras pedras, construí meu ninho,
Arrumei-te a cama, com lençóis de puro linho,
Estendi-te a taça, para sorveres um bom vinho...

Em bandeja de ouro ofereci-me, como prêmio,
Desdenhaste de meu corpo, olhei-me no espelho,
O que vi foi o espectro, de alguém, que eu conhecia,
Destruída, nem perto...  Do que já fui um dia...

       Lani ( Zilani Celia)

68 comentários:

  1. Tristes versos, linda poesia! Inspiração sempre à mil,Lani! beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia. Excelente poema. Adorei. Parabéns...


    Deslaço memórias, d'amor ausente.
    .
    Bjos
    Bom Domingo

    ResponderExcluir
  3. O amor não correspondido dói muito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga a beleza da tristeza das palavras que mexem com os mais belos sentires que podemos possuir dentro do nosso coração ,muito belo ,desejo-lhe um domingo muito abençoado ,beijinhos no coração felicidades

    ResponderExcluir
  5. Instigante poema. que amei!!

    Beijinhos e um excelente Domingo

    ResponderExcluir
  6. Apesar de... Temos que nos apreciar e fortalecer nossa autoestima... Caso contrário... Nada compensará.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Triste. É sempre triste um amor não correspondido.
    Ainda convalescente mas graças a Deus bem melhor, estou de volta.
    Abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  8. Unos tristes versos en los que me parece ver violencia por una de las partes y siempre suele ser por la que se cree mas fuerte.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  9. Versos tristes de uma lembrança que ficou para trás.
    Lindo Zilani.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  10. Poderoso Zilani.
    Um Abraço Amigo.

    ResponderExcluir
  11. Muito triste, verdadeiro, mas bela construção! E a obra está de arrepiar...
    Um beijo, Zilani, uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  12. Olá, Lani!

    Grata por teu comentário lá no blog.

    Um poema mto bem escrito e concebido.
    Há pessoas, que, infelizmente, têm como dom maléfico destruir outras, mas, um dia, terão a resposta. Gostei mto de te ler.

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  13. Um poema que transmite emoção, dor, revolta.
    Gostei de ler apesar de ficar com a sensação que não gostou muito de o escrever.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  14. Oi Zilani! Lindo poema!! Uma pena que o amor raramente acabe junto, sem sofrimentos...Mas o tempo transforma, cura.
    Abraço

    ResponderExcluir
  15. Um poema cheio de melancolia e muito belo! De quem sabe sublimar a dor...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  16. Olá, Lani
    A passagem do tempo deixa as suas marcas, é inevitável.
    Mas quando o amor é verdadeiro não as nota, e, se as nota, ama-as como fazendo parte do ser amado.
    Um poema algo melancólico, até talvez um pouco triste, mas muito belo!

    Votos de uma boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  17. Um poema forte, verdadeiro!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  18. Por vezes, há relações assim... destrutivas...
    É triste, quando chega nesse ponto... mas infelizmente, acontece tanto, por esse mundo fora... quando o amor e o respeito terminam... e só sobra a desolação e a humilhação...
    Belíssimo e tocante poema, Zilani! Mais um magnifico trabalho, por aqui, com a qualidade e o talento, de sempre!...
    Beijinho! Feliz semana, e um óptimo mês de Janeiro!
    Ana

    ResponderExcluir
  19. Triste, mas muito belo.. a base realista é muito comum. infelizmente...
    Um texto poético de grande criatividade e construção exemplar.
    Boa semana Zilani.
    Abraço
    ~~~

    ResponderExcluir
  20. Caríssima Zilani, voejei nas entrelinhas desse poema de sublime encanto. O contexto remete à profunda decepção pelo rompimento de um pacto que é a promessa suprema dos que amam, mas você consegue fazer com que sua poética magistral se sobreponha à desilusão. Meus sinceros parabéns e um grande e fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  21. Bom dia, querida Zilani,
    cada verso do seu poema nos mostra a tristeza e muita dor,quantas pessoas passaram ou ainda passam por esta situação de sofrer calada e engolir a dor, deixando cicatrizar os ferimentos superficialmente, o que aumenta mais a dor de existir. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  22. Essa sua poesia é muito característica
    de uma época clássica da poesia brasileira.
    O grande Cruz e Sousa tinha essa linha linda.
    Nós poeta temos essa possibilidade
    de envolver as pessoas e de faz-las crer que somos
    alegres ou tristes,
    felizes ou felizes.
    Adoro!
    Espero você la no Espelhando
    uma vez que te sigo e nunca vi por la,
    ou será que já?
    Bjins
    Catiaholc.

    ResponderExcluir
  23. Hello dear your Blog is very nice and now I have become your reader!(#1121) Do you want to return the subscription? The gfc bar, on my blog, is on the RIGHT scrolling the Blog page a lot! Thank you http://casaninnamamma.blogspot.it

    ResponderExcluir
  24. Oi, Nossa.
    Depois de tudo que fizeste ninguém olhou pra trás.
    Um espectro que não morreu.
    Quanta dor!
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  25. Boa noite amiga Lani, que prazer voltar aqui e te ler, aproveito para agradecer sua amável visita!
    Versos lindos, embora tristes, pois mostra o fim de uma ilusão de amor e dedicação!
    Inspirados versos que há e muito de identificação de muitos amores que terminam assim!
    Abraços apertados e desejo um lindo e feliz ano novo pra ti e sua família!

    ResponderExcluir
  26. Amor não correspondido ou que não deram certo doí, é triste, mas nos dá uma inspiração muito fértil para criarmos belos poemas como esse seu.
    Beijos afetuosos!

    ResponderExcluir
  27. Olá querida Zilani, td bem?
    Lindo e ao mesmo tempo triste o seu poema, muitas vezes esperamos demais da outra pessoa e acabamos nos decepcionando e sofrendo muito. Te desejo um ótimo 2018.
    Bjs

    ResponderExcluir
  28. Oi, Zilani...parece impossível um amor doentio, mas infelizmente ainda existem histórias de seres que se destroem por "amor de servidão"...é muito triste ver alguém se destruir numa relação neurótica. Mas, atire a primeira pedra quem nunca sofreu por amor; a poesia é linda em sua melancolia!
    um abraço

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde, Zilani
    Poesia linda, querida.
    Te desejo um feliz 2018.
    Beijinhos muitos de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  30. Ah!
    A melancolia do amor desprezado...
    Linda poesia!
    Adh2BS

    ResponderExcluir
  31. Ai que medo$$$
    Deveria mandar esse homem para o inferno.
    Mas a sua escrita é fabulosa
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  32. Zilani , conseguiu fotografar , através de poema intenso, a tristeza e decepção contidas numa alma sofrida . Muito bom . Agradeço a partilha . Bom final de semana . Beijos

    ResponderExcluir
  33. Olá amiga!
    Hoje como estou evitando ficar digitando devido está melhorando da tendinite, para que ela não volte, estou passando para deixar o meu carinho e lhe desejar um fim de semana feliz, com muita saúde e paz.
    Deixo também esse pensamento que que uma amiga me enviou e nos leva a reflexão.
    “Semeei flores... colherá o perfume. Semeei o carinho... colherá a amizade. Semeei sorrisos... colherá a alegria. Semeei a verdade... colherá a confiança. Semeei a vida... colherá milagres. Semeei a fé... colherá a certeza. Semeei o amor... colherá a felicidade”
    Abraços da amiga Lourdes Duarte

    ResponderExcluir
  34. Triste, mas muito lindo. Maravilhosa composição.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  35. Quanta beleza em tão doridos versos. Um amor não correspondido, que quebra o espírito, inspira momentos de reflexão e compaixão.
    Abraço, um lindo domingo
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  36. versos tristes, mas mesmo assim cercado de uma beleza inexplicável!
    Tenha uma ótima terça feira!

    ResponderExcluir
  37. Minha amiga, o poema é lindo, mas a mensagem ... nenhum homem merece essa adoração. Acho que quando alguém assim se anula tem de ser sacudido por uma mão amiga. Beijo

    ResponderExcluir
  38. Olá, Zilani!
    Neste teu belo poema, "Espetro de mim!" sente-se uma inegável melancolia. Parabéns.
    Um beijo.
    Pedro

    ResponderExcluir
  39. Melancólico, porém belo! Passando para lhe deixar beijos e abraços Zilani. Sempre sensibilidade.

    ResponderExcluir
  40. Um poema expressando desilusões e fatalidades. A imagem é interessante, subliminar...
    Um abraço e muita paz, querida Lani. Gostei de vê -la no Vida & Plenitude.

    ResponderExcluir
  41. Olá, lindo mas triste poema, o amor trás felicidade mas também, causa dor, leva algum tempo que a dor passe, com ajuda do melhor remédio que é outro amor, a felicidade regressa e causar novos sorrisos lindos e contagiantes.
    AG

    ResponderExcluir
  42. Poema nostalgico onde a dor se faz presente. Abraços querida. Amei sua doce visita

    ResponderExcluir
  43. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  44. Seu poema é bem expressivo e melancólico e não deixa de ser bonito. Parabéns!!


    Você pode dar uma olhadinha no meu blog? Escrevi sobre ótimos músicos cearenses : https://arteculturaespiritualidade.blogspot.com.br/2018/01/um-toque-cearense.html

    ResponderExcluir
  45. Antes de amar o outro é preciso amar a si mesma. Em alguns momentos, isso significa abrir mão de quem não mais nos valoriza.
    Um abraço, Sônia

    ResponderExcluir
  46. Antes de amar o outro é preciso amar a si mesma. Em alguns momentos, isso significa abrir mão de quem não mais nos valoriza.
    Um abraço, Sônia

    ResponderExcluir
  47. Alguém nos destrói assim o coração não merece o nosso amor, por isso há que partir e tentar esquecer.
    Nostálgico, sofrido e belo poema.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco


    ResponderExcluir
  48. O descaso, aliado ao desdém, se manifesta em tua poesia inspirado, poetisa!! Bom dia!!

    ResponderExcluir
  49. Passando a deixar um beijinho, e votos de continuação de um óptimo mês de Janeiro...
    Ana

    ResponderExcluir
  50. A nostalgia de um tempo que deixou marcas na beleza ritmada de um belo poema.
    Beijinhos, Lani!


    ResponderExcluir
  51. Olá ZILANI.
    Agradecendo tua visita e comentário desejo que tenhas bons dias vindouros junto aos teus.
    Quando pela primeira vez ouvi a história por mim narrada em meu blogue, confesso que uma dor muito grande, como uma adaga em brasa deixou meu coração apertado. São coisas que a vida, em momentos duros nos oferece. Lágrimas? sim! O tempo passou e guardo essa e outras histórias que nos fazem pensar muito sobre a vida, muitas vezes cruel. Belíssimo teu poema, carregado de emoção, entrega e amor.
    Bom final de semana com os teus.
    Adoro esse cantinho róseo e florido.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  52. Lindo poema, Zilani. Tenha um maravilhoso 2018. bjssss

    ResponderExcluir
  53. Realmente, amiga, dá que pensar. Nas palavras a dor escalpelizada.

    Também gosto do teu cantinho. Voltarei!
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  54. Boa tarde Lani,
    Uma triste realidade de quem
    prioriza os outros e esqueci de si...
    Você, sempre inspirada!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  55. Sobrevivo em meio a dor da perda do filho amado.
    Estou me dando o direito de viver o luto como preciso.
    Sabiamente, dizia minha mãe, que o luto leva um ano, o
    ano das "primeiras vezes", primeiro aniversário sem ele,
    primeiro Natal sem ele, primeira virada de ano, primeira
    praia... A dor é intensa. Intensa é a saudade...
    Perdão pela ausência. Volto aos poucos. Ainda não sei fazer
    poesia que não fale na saudade. Mas elas virão. Eu tenho certeza.
    E aqui estarei compartilhando contigo.
    Muito obrigada pelo teu carinho.

    ResponderExcluir
  56. Querida Lani
    Um belíssimo poema que reflecte, também, uma certa saudade! É o passar do tempo, que nos faz pensar assim!
    Parabéns, pois a sua inspiração deleita-nos.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  57. Nostálgico, Melancólico, Reflexivo;
    Mas a gente sempre se doa a alguém em algum momento, e o
    que vem junto com essas bagagens pode ser bem intenso.
    Bonita inspiração.
    Boa entrada de mês.
    PAZ E BEM.

    ResponderExcluir
  58. Olá Zilani, td bem?
    Como o tempo anda passando rápido, já estamos em fevereiro e a partir de agora o ano vai ser ainda mais acelerado com carnaval e depois Copa do Mundo.
    Hoje eu publiquei um novo post no meu blog, vou adorar a sua visita!
    Te desejo uma ótima semana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  59. Deixando um beijinho, bem como votos de um excelente domingo, e um óptimo mês de Fevereiro!
    Tudo de bom!
    Ana

    ResponderExcluir
  60. Que tocante seu poema , Zilani .Esta estrofe realmente me tocou :Arranquei ervas daninhas, de teu caminho,
    Com duras pedras, construí meu ninho,
    Arrumei-te a cama, com lençóis de puro linho,
    Estendi-te a taça, para sorveres um bom vinho..."

    Muita emoção nestas palavras que mostram a realidade de tantos perdidos de amor . Bjs

    ResponderExcluir
  61. Bom dia, apesar do poema ser triste é lindo, está bem escrito, gosto!.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderExcluir
  62. Olhar num espelho, encontrar sua dura realidade,
    viajar pelas rugas, pelos fios brancos e deles extrair
    uma vida que se foi, mas sem amor tudo fica mais dolorido.
    Uma bela construção/inspiração neste mergulho no tempo.
    Abraços amiga.





    ResponderExcluir
  63. Divulgue aqui seu blog https://www.waaap.net

    ResponderExcluir
  64. Olá Zilani.
    Ouvindo esta música uma paz interior toma conta, mesmo de corações empedernidos, creio. Passei neste teu espaço tão lindo para desejar-te um belo final de semana junto aos teus.
    Um terno abraço.

    ResponderExcluir
  65. Uma boa escritora de poemas lindos misturados com algo a mais
    deixando encatamento qdo escreve
    Bjuss de bom domingo
    Rita

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.