Seguidores

Recanto das letras

sábado, 9 de julho de 2016

DE MINHA VIDA ÉS PEREGRINO!


És doce perfume, no frasco de teu corpo,
O ar saudável, que tonta respiro,
O sol que me aquece o rosto,
És água pura, de minh’alma o batismo...

És a noite enluarada, em minha companhia,
A estrela que espia e cúmplice, suspira,
A cortina que se afasta, deixando o vento entrar,
És a luz que se apaga, ao meu corpo acariciar...

És a música suave, que aguça meus sentidos,
Fugindo pelas frestas, em loucos desatinos,
Deixando em meus ouvidos, um resto de canção,
És o som das batidas, de meu triste, coração...

És a chama tênue da vela que tremula,
A estrada curva, que por mim passa e continua,
Meu sonho, que gravita paralelo, a teu destino,
És de minha vida... Apenas peregrino...


      Lani (Zilani Celia)

60 comentários:

  1. Quatro quadras belíssimas!
    Bom domingo, Zilani.

    ResponderExcluir
  2. piękne słowa !
    pozdrawiam serdecznie :)

    ResponderExcluir
  3. ~~~
    Uma sucessão de magníficas metáforas
    numa imagética requintada que aborda
    todos os sentidos.
    Um poema muito belo.
    Beijo, Zilani.
    ~~~~~~

    Ps ~ O meu 'post' sobre Pablo Neruda
    vai com certeza agradar-lhe.

    ResponderExcluir
  4. Oi Zilani, que lindo poema de amor! passa por todos os sentidos e caminhos da alma com beleza e essência.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Soberbo o seu poema! Amei.

    Bom Domingo. Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Zilani,me encanto com seus poemas ao som dessa maravilhosa música.
    Adorei.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  7. Muito belo querida amiga ,todos somos um pouco de peregrinos nesta busca constante da vida ,muitos beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Zilani! Pelo que vejo o poema conta a história de alguém muito importante que gostaria que tivesse presença permanente, mas que passa, somente, embora deixe marcas inesquecíveis e profundas nos sentimentos. Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Lindo poetar. Expressivas palavras de um intenso amor. Desejo uma feliz e bela semana.

    ResponderExcluir
  10. Esse peregrino que nos leva a peregrinar pelo melhor em nossa vida é que nos alenta a continuar!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Oi Zilani! Um belo poema, adorei ler!! Alguns encontros nessa estrada da vida são tão fugazes e mesmo assim deixam seu perfume pelo resto do caminhos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Uma linda peregrinação pelos caminhos do amor coroado de muita sensualidade e belas metáforas
    Uma linda semana, Zilani
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Gracias amiga por tu cariñoso comentario en mi blog!!

    Tu poema hermoso como la propia Naturaleza y de vida como el latir de tu corazón

    Besitos mi niña

    ResponderExcluir
  14. E peregrinos nos tornamos dos sonhos e do amor... Gostei muito do poema.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  15. Um poema deveras encantador e profundo... característica de quase todos os seus trabalhos, Zilani! Que sempre nos tocam tão fundo...
    Magnifico trabalho! Adorei!
    Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  16. Lindo e muito profundo o teu poema Zilani. Com ênfase para a estrofe abaixo:

    És a música suave, que aguça meus sentidos,
    Fugindo pelas frestas, em loucos desatinos,
    Deixando em meus ouvidos, um resto de canção,
    És o som das batidas, de meu triste, coração...

    Abraços,

    Furtado

    ResponderExcluir
  17. Há amores assim... que não se deixam ficar, mas que nos enche de encantamentos.
    Belo, Zilani.

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  18. 'És a chama tênue da vela que tremula,
    A estrada curva, que por mim passa e continua,
    Meu sonho, que gravita paralelo, a teu destino,
    És de minha vida... Apenas peregrino...'

    Inspiração sobrando, querida Zilani!
    Muito bonito
    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. A delícia que é escorrer os olhos por teu poema e mergulhar em pura poesia, como uma dança bem coreografada, torna-se um balé aos olhos, aos ouvidos, aos sentidos que amam e se deixam levar pela poesia...quem sabe já não tive um amor peregrino e que se foi...uma inspiração, concordo com a a miga Tais.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  20. A poetisa estava muito inspirada
    no dia em que escreveu este poema.
    Um belo poema. Parabéns.
    Abraço, Lani.
    Pedro.

    ResponderExcluir
  21. Querida Zilani,

    Belíssimo o seu poema,
    uma inspiração encantadora.

    Uma semana luminosa para você!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  22. Ah, o Amor! Um doce peregrino
    Que viaja o tempo duma vida.
    Nasceu num olhar bem pequenino
    E a sua dimensão nunca esquecida.



    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  23. Lani...
    Bonito poema! Presença constante e saudosa...
    Um beijo

    ResponderExcluir
  24. Que bela inspiração Lane, em nome do amor.
    Por ele movemos céus e permanecemos...
    Lindo demais!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  25. Gran sensibilidad hay en tu poema, somos peregrinos de la vida.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  26. Olá Zilani, td bem?
    Vim agradecer o seu comentário carinhoso no meu blog e dizer que tbm te add nos meus favoritos.
    Depois volto com calma pra ler os teus poemas e comentar.
    Tenha uma ótima semana!
    Bjs

    ResponderExcluir
  27. Zilani

    Belíssimo poema!
    rico em sensibilidade
    que é tua característica!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  28. Muy hermoso poema.
    Bellas letras.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  29. Muy hermoso poema.
    Bellas letras.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  30. Um lindo poema de amor com um toque de nostalgia pela ausência, perfeito!
    Uma ótima noite, beijos

    ResponderExcluir
  31. Um dia esse peregrino assentará arraiais
    na terra prometida, prenhe de leite e
    mel. Não precisará mais viajar atrás de
    outras devoções. Nesse lindo poema terá
    tudo para preencher a sua vida.

    Bom fim de semana, queria Zilani.

    Bjs

    Olinda

    ResponderExcluir
  32. Um dia esse peregrino assentará arraiais
    na terra prometida, prenhe de leite e
    mel. Não precisará mais viajar atrás de
    outras devoções. Nesse lindo poema terá
    tudo para preencher a sua vida.

    Bom fim de semana, queria Zilani.

    Bjs

    Olinda

    ResponderExcluir
  33. Um peregrino que chega e se torna perfume, ar, sol, água pura, noite enluarada, estrela, luz, e como música suave passa e continua... Mas deixa saudades, lembranças, que se fixa num sonho, que marca um destino... E que um dia, quem sabe, pelo tanto que representou, pelo tanto que ainda representa, possa voltar... Agora não mais como peregrino, como viajante, mas como aquele que quer aportar velas, ancorar os sonhos e para sempre ficar...
    E é isto, minha doce amiga, que todos nós queremos, alguém que nos chegue com uma bagagem de riqueza tanta pensando em conosco dividir o tesouro colhido num longo caminhar.
    Meu anjo, teu primoroso poema, tão rico de significado, tão pleno de belas imagens, me fez viajar nos versos tão bem construídos. Parabéns pela delicadeza do poema e pela escolha da imagem. Tudo lindamente ornamentado com esse teu talento de poetisa sonhadora.
    Que nos sorrisos possas encontrar as estrelas a brilharem no teu doce olhar.
    Com carinho,
    Helena

    ResponderExcluir
  34. Zilani, que poema fantástico. Super bem escrito. As analogias super bem feitas. Tu escreves muito bem. Adoro poemas assim. Que exalam delicadeza e sensibilidade. Parabéns! Ótimo fim de semana. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  35. Passando para fazer uma visita
    deixar meu abraço e convidar para
    participar do meu sorteio, espero por
    vc sua visita será bem vinda bjuss de bom
    final d semana
    Rita..🍀

    ResponderExcluir
  36. Que coisa linda, Zilani! Bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  37. Lindo poema, Zilani querida
    Aplausos!
    Um forte abraço e beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  38. Zilani , seu poema é forte e doce nos deixando encantados com toda peregrinação do amor . Agradeço a partilha e sua visita ao meu espaço . Beijos

    ResponderExcluir
  39. Era um peregrino e todos encantamentos maravilhosos a povoar cada cantinho.
    Linda construção em iluminada inspiração.
    Aplausos amiga.
    Bjs de paz no seu lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  40. Olá:

    Agradeço a tua visita ao Magia e Fogo.Gostei deste peregrino que te trará sempre luz na tua caminhada.

    Beijinho doce:)

    ResponderExcluir
  41. Olá:

    Agradeço a tua visita ao Magia e Fogo.Gostei deste peregrino que te trará sempre luz na tua caminhada.

    Beijinho doce:)

    ResponderExcluir
  42. Gracias por tu visita a mi blog. Bellas letras que acarician el alma, muy hermoso.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  43. A vida é assim, com peregrinos que nos acompanham mais ou menos perto.
    Magnífico poema, minha amiga, gostei imenso.
    Zilani, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  44. Lindo espaço... traduz uma escritora de alma...
    Convido a seguir meu blog: http://guerreirafeliz.blogspot.com.br/
    Abraços!!!!

    ResponderExcluir
  45. Belo, Zilani! Doce poesia sobre o amor, esse peregrino que nos acompanha pela vida! Boa semana.

    ResponderExcluir
  46. Belo, Zilani! Doce poesia sobre o amor, esse peregrino que nos acompanha pela vida! Boa semana.

    ResponderExcluir
  47. Belo, Zilani! Doce poesia sobre o amor, esse peregrino que acompanha as nossas vidas! Boa semana, amiga.

    ResponderExcluir
  48. BOA TARDE AMIGA ZILANI!
    QUE MARAVILHOSO POEMA, SENTI-ME DELICIADA AO LÊ-LO!
    " ÉS APENAS UM PEREGRINO " MAS UM DIA DEIXARÁ DE SER PEREGRINO E ASSENTARÁ NA CASA DO AMOR! LINDO DEMAIS , POETISA!
    TENHA UMA SEMANA MUITO ABENÇOADA!
    FICA COM DEUS!
    BEIJOS DOCE AMIGA!

    ResponderExcluir
  49. Oi Zilani! Passando para te cumprimentar e desejar uma ótima semana para ti e para os teus.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  50. Muitissimo bom este seu poema


    Abraço grande

    ResponderExcluir
  51. Passando para deixar um beijinho... e aproveitando para reler este fantástico trabalho...
    Continuação de uma boa semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  52. As verdadeiras amizades são como estrelas...
    Não as vemos todas as horas,
    mas sabemos que elas existem.
    E hoje dia do amigo estou aqui
    para te deixar um carinhoso abraço.
    Agradeço por fazer parte
    da minha caminhada.
    Deus abençoe vc sempre.
    Meu abraço e eterno carinho.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  53. Ah, essas pessoas que ficam e passam, que pacificam. Como dizia o Vinicius. Abraços.

    ResponderExcluir
  54. Aqui está um poema muito bonito onde o amor é o ponto central, como, aliás deve ser na vida de qualquer um de nós. E será que ele não deve ser peregrino? Talvez não seja a esse que te referes, mas o amor não deve ficar " enclausurado " dentro de nós, no seio do nosso lar apenas, mas deve , sim, espalhar-se, andar de coração em coração, de casa em cas, de país em país, como um peregrino levando a mensagem de união, fraternidade entre os seres humanos, levando também a mensagem de amor pela natureza, respeito pelo planeta e por todos os seres viventes que connosco formam este mundo tão conturbado Há pessoas que dedicam a sua vida a espalhar o amor que tem dentro delas por tantos lugares onde ele é tão necessário. E o amor, Zilani, seja peregrino ou não, deve ser cantado e vivido, deve estar presente em cada acção do nosso dia a dia; mas..não o seguremos, deixemo-lo ir e inundar os outros corações. Parabéns, amiga e que o teu amor, depois de ter andado por aí feito peregrino, volte para alegrar o teu coração. Beijinhos
    Emilia

    ResponderExcluir
  55. Talvez um dia o peregrino resolva ficar e fazer pouso.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  56. Que tem o amor que se perde
    em divergências circulares, centrífugas,
    e que regressa ao primício colo
    conquistado pela força centrípeta
    do carinhoso apelo das palavras?

    Belíssimo, Célia.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.