Seguidores

Recanto das letras

domingo, 12 de junho de 2016

UM NOVO DIA!



Na noite insone, pesa-me o escuro do quarto,
Dispo-me de ti, olho-me no espelho, quebrado,
As paredes se fecham, vindo ao meu encontro,
Apertam-me como garras, meu peito dilacerando...                          

Rolo na cama e esta, como em chamas,
Queima-me o corpo e as entranhas,
De tristeza choro, por tua indiferença,
Não me ouves, mergulho, em minha descrença...

Entreguei-te, o que de melhor havia em mim,
Se para ti, foi pouco ou nada, enfim,
Buscarei na dor a resignação,
E no tempo, consolar-me com a solidão...

O dia amanhece, restam-me profundas olheiras,
Caminhei toda a noite, rompi fronteiras,
No cansaço da busca, me libertei,
O dia chegou... Sequei as lágrimas e... Levantei...


   Lani  (Zilani Celia)

60 comentários:

  1. Olá Zilani, seu poema, fez lembrar de noites em branco que já passei,umas com dores outras com insónia, você escreve muito bem. beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Belo poema triste. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
  3. É triste o amargor de noites insones quando se vai um grande amor. Resta-nos o consolo de que tudo passa! Abração Zilani!

    ResponderExcluir
  4. Um poema triste falando sobre a saudade de um grande amor.
    Mas,um novo dia e quem sabe...um novo amor renascerá.
    Lindo demais Zilani.!
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Um poema triste...porem profundo que mexe com agente! Lindo!!!♥
    Beijinho flor...

    ResponderExcluir
  6. Tem um versículo que adoro: O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Salmo 30.6).
    Pq a gente sempre levanta e dá a volta por cima, as vezes parece impossível mas sempre conseguimos.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Zilani!
    Quanta sensibilidade retratando a dor do abandono...
    Mas, como o dia chega, a dor também passa!
    Felizes dias, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  8. Um poema tão cheio de melancolia, minha amiga.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Maravilhoso poema, Lani!
    Uma conclusão muito boa, com libertação e o verbo levantar/"levantei-me"...
    Conflitos e decisões!!
    Uma boa semana... Bj

    ResponderExcluir
  10. E assim deve ser, Zilani: levantar sempre, porque depois de cada noite, vem um novo dia... e os amores são como as flores: cada flor que nos encanta finda por cair sobre a terra, e servir de adubo, para que nasçam novas flores! Belo texto, boa semana.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Zilani.
    Quando a noite parece não ter fim e o silêncio grita-nos, as paredes fecham-nos, o ar rareia, todo o escuro parece crescer em sombras: entendo bem essas noites. Têm a capacidade de despertar em nós uma gratidão maior pelo amanhecer, quando o sol espreita a espevitar seus raios. Parecemos renascer e ganhar fôlego novo ;)
    E depois... depois vens e juntas as palavras que andaram a gritar de noite, sopras-lhes uns pós de pirlimpimpim e nasce um poema lindo!
    É para isso que Deus nos manda as insónias =)

    bj amg

    ResponderExcluir
  12. O melhor da vida é que ela sempre nos concede um novo amanhecer cheio de esperança ,muito belo querida amiga ,beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  13. Gosto de poesia,gosto da sua poesia, estive a ler várias,são lindas.Bjo.

    ResponderExcluir
  14. Zilani, terminei esse belo poema e disse BÁH! E como gaúcha sabes muito bem o que significa essa expressão! Foi o poema mais belo que li aqui. Questão de gosto!
    Te aplaudo!
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  15. Ola minha queridaaa obrigado pelo carinho .... seja bem vinda no meu blog ..... vou te seguir tbm com muito carinho ....lindaa amigaa ...bjus Deus te abençoe. ..

    ResponderExcluir
  16. Gostei muito do seu Blog, linda poesia triste, mas linda, realmente quando amamos alguem que não nos corresponde ficamos noites acordados, remoe nosso coração uma dor profunda, realmente essa é a agonia de uma noite em claro...parabéns

    ResponderExcluir
  17. Gostei muito do seu Blog, linda poesia triste, mas linda, realmente quando amamos alguem que não nos corresponde ficamos noites acordados, remoe nosso coração uma dor profunda, realmente essa é a agonia de uma noite em claro...parabéns

    ResponderExcluir
  18. Espelho partido,beijo esquecido
    Noites insones noites sofridas
    não deveria ter o amor perdido
    deixando estas cruas feridas.

    A melancolia inspira mas o amanhecer trás a esperança
    para o sofrido coração que perambulou pela noite só.

    Uma bela semana Zilani.
    Abraços com carinho.
    Bjs de paz amiga.

    ResponderExcluir
  19. Olá, Zilani.. nesse caso,"Entreguei-te, o que de melhor havia em mim", o esquecimento é um benefício, pois a lembrança do que já teve, só acarreta insônia, revolta e inconformismo, pondo a perder o aprendizado, especialmente onde houve falhas e enganos e , principalmente, faz esquecer que "amanhã" é outro dia,o dia chegou, hora de levantar!
    Obrigado pelo carinho, feliz semana,belos dias, beijos!

    ResponderExcluir
  20. Olá Zilani
    Muito obrigado pela sua visita ao meu Rochedo e assim me ter dado oportunidade de conhecer seu belíssimo blog. Grato também pelas palavras que escreveu na minha caixa de comentários.

    ResponderExcluir
  21. E a vida segue...
    Tomara encontre um novo amor.
    Lindíssimos versos, querida Zilani.

    Obrigada por brincar junto.
    Adorei a visitinha e o seu carinho.
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  22. Este é um relato muito verdadeiro da estrada humana onde avançamos ganhando e perdendo...na verdade, só temos mesmo o que dentro de nós já trouxemos de berço...tudo o que adquirimos de fora na vida, sejam relacionamentos, bens, conhecimentos, podemos perder a qualquer momento. Mas o que fica, para sempre, é nossa força de espírito e vontade de recomeço.
    Amei seu poema! Um dia feliz pra vc.
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  23. Melancólico y hermoso poema.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  24. Melancólico y hermoso poema.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  25. E um novo dia, nos aguarda... cheio de esperanças e oportunidades de futuro... se estivermos na disposição de cortar os laços de um passado, que nos fez infeliz...
    Um poema belíssimo, que nos vai directo ao coração... e onde a esperança, reside toda na última palavra... LEVANTEI!...
    Como sempre, um trabalho de uma beleza e profundidade incríveis! E mais um dos meus favoritos, por aqui!...
    Beijinhos!
    Ana

    ResponderExcluir
  26. Lani
    Tinha já saudades de ler um dos teus, regra geral, bonitos poemas.
    "O dia chegou... Sequei as lágrimas e... Levantei..."
    Este verso que copiei, é paradigma do que temos de fazer, em qualquer situação menos agradável.
    Abraço

    ResponderExcluir
  27. Oi, Zilani...triste a dor do abandono e da desilusão em versos que choram...mas anoite escura também dá lugar a um novo dia e apesar dos pesares a vida continua...
    Um abraço

    ResponderExcluir
  28. Nossa... Parabéns!!! Vc tem um talento incrível!
    Uma ótima semana pra vc!
    Bjs,
    carolnagliati.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Zilani:

    Um amor que se perdeu, uma dor que se venceu e no final a coragem ganhou.
    Muito belo este seu poema.


    Um beijinho

    ResponderExcluir
  30. Só quem sofre de insónias dá o devido valor a uma boa noite de sono. Mas insónia de amor, essa é terrível. Mas, com cada nova aurora, um recomeço...
    Beijinho para a Lani e para o neto perspicaz.
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  31. Boa noite, Lani.
    Um melancólico e restaurador poema.
    Vem a dor, o choro, a renovação.
    Nenhuma dor fica para sempre.
    Aprendemos com o tempo a prosseguir e renascer.
    Aplausos!
    Beijos na alma e paz!

    ResponderExcluir
  32. Oi Zilani!Nada como o nascer de um novo dia ,para acalmar uma noite de insônia por um amor perdido...a vida segue dia após dia.Bjs

    ResponderExcluir
  33. TRISTE E LINDO,LANI! VIM AGRADECER TEU CARINHO POR LÁ! BJS PRAIANOS,CHICA

    ResponderExcluir
  34. Triste, melancólico mas lindo. Para as noites insones há os amanheceres...

    Abraço.

    ResponderExcluir
  35. Um dia toda a tristeza tem fim.
    Nostálgico e belo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  36. Não estou exagerando em chamá-la poetisa, com certeza, muitos deve chamá-la assim! Ao que tudo indica você respira poesia. Obrigado pela participação deixando seu comentário lá no Serras. . .
    E. . . volte sempre que puder!

    Abraço

    ResponderExcluir
  37. Boa noite, Zilani, que bela construção de versos, com rimas e sentimentos. Ficar a espera de alguém que nos fere com as lembranças que nos deixou, poema maravilhoso, repleto de figuras de linguagem que deixa a poesia repleta de lirismo, do qual eu gostei. Parabéns! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  38. Essa é a atitude certa. Já minha avó dizia, atrás de tempo, tempo vem, secam-se as lágrimas e segue-se em frente.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  39. Lani
    que belo poema!
    de sentimentos intensos , de amor não correspondido.
    O amor se foi, mas ficou a poesia que nos encantou!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  40. Olá, Zilani, como vai? Tão importante esse colocar a dor para fora após uma decepção e se permitir o levantar, o continuar, uma nova chance de ser feliz! Abraços!

    ResponderExcluir
  41. MUY MELANCÓLICOS TUS VERSOS.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  42. O importante é fazer de cada novo dia, um novo começo. A escuridão já passou, aliás, passa todos os dias, entre a noite e a aurora. É um ciclo, assim também deve ser o coração da gente. Beijos.

    ResponderExcluir
  43. Oi Zilani, realmente no cansaço da busca nos libertamos, lindo e nostálgico poema.
    Beijos e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  44. Boa noite, querida Zilani!
    Se o outro achou pouco, que procure um à sua altura... o coração que amou fica conscientemente acalentado do dever cumprido de amar sem medidas...
    Um poema deveras sentido, lindo!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  45. Um grito de desespero dando lugar à esperança, traduzidos num belo poema!
    Parabéns!

    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  46. Há dores que são ultrapassáveis.
    E um novo dia começa, um renascimento, afinal.
    Excelente poema, minha amiga, gostei imenso.
    Zilani, tem uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  47. Ainda bem que há um novo amanhecer a cada dia, renovando nossas esperanças.
    Um abraço,
    Sônia

    ResponderExcluir
  48. Não há mal que sempre dure; depois de uma noite insone,eis que amanhece para que nos vejamos num novo espelho da manhã .
    Belo, Lani
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  49. Oi Zilani! Mais uma vez nos ofertas uma das tuas belas criações. Adorei o poema, principalmente a estrofe abaixo:

    Entreguei-te, o que de melhor havia em mim,
    Se para ti, foi pouco ou nada, enfim,
    Buscarei na dor a resignação,
    E no tempo, consolar-me com a solidão...

    Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  50. Olá Lani.
    Noites como essas valem pela inspiração que dá ao poeta a certeza de uma nova criação. Fosse uma noite sem nenhum pesadelo, nenhum sobressalto, se teria na manhã, que sucede a noite, o trivial de todos os dias comuns. Mas, em se tratando de poeta, ou poetisa...
    Abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir
  51. Adorei o poema.... também tenho um blog http://legallyjenynha.blogspot.com.br/ .... beijos e boa semana....

    ResponderExcluir
  52. Querida Lani
    É isso mesmo! Nunca sucumbir à indiferença!
    Que bela e poética forma de no-lo dizer! gostei imenso.A minha amiga escreve muito bem.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  53. Poema lindo e tocante de superação, Zilani. Adorei. Bjssssss

    ResponderExcluir
  54. ¡Hola Zilani!!!

    De nuevo paso por aquí para regocijarme con tus deliciosos versos. ¡Lo bueno es levantarse, aunque la añoranza no nos deje olvidar, aunque uno tropiece y caiga, pues es de humanos, pero es importante volver siempre a levantarse y mirar al horizonte con la esperanza en el alma.

    Son unos versos preciosos como siempre y, ha sido un inmenso placer pasar por esta tu casa.
    Te dejo mi cálido abrazo mi estima y gratitud.
    Feliz fin de semana.

    ResponderExcluir
  55. ¡Hola Zilani!!!

    De nuevo paso por aquí para regocijarme con tus deliciosos versos. ¡Lo bueno es levantarse, aunque la añoranza no nos deje olvidar, aunque uno tropiece y caiga, pues es de humanos, pero es importante volver siempre a levantarse y mirar al horizonte con la esperanza en el alma.

    Son unos versos preciosos como siempre y, ha sido un inmenso placer pasar por esta tu casa.
    Te dejo mi cálido abrazo mi estima y gratitud.
    Feliz fin de semana.

    ResponderExcluir
  56. A algum tempo tenho estado ausente
    mais não tirei um segundo de férias.
    Como o ser humano é uma maquinha
    por sinal com período até bom
    de validade...
    Por vezes me descudei daquilo ,
    que temos de mais precioso (minha saúde)
    Mas , nada de coisas ruim gosto
    de contar coisas , que alegra o coração.
    Um exemplo é meu netinho com
    um mês de sua chegada teve até bolinho
    surpresa.
    Deus abençoe seu final de semana.
    beijos carinhos e minha saudades.
    Evanir.
    Minha amiga ..poetisa inesquecível..

    ResponderExcluir
  57. Relendo este poema lindíssimo, e aproveitando para deixar um beijinho, e desejar um bom fim de semana...
    Ana

    ResponderExcluir
  58. " O DIA CHEGOU....SEQUEI AS LÁGIMAS....E LEVANTEI "
    HÁ SEMPRE UM NOVO DIA PARA CADA NOITE DE INSÔNIA E ESCURIDÃO, O DIA CHEGA E CLAREIA O SOL VIBRANTE E NOS FAZ RETORNAR À VIDA!
    BELO POEMA TRISTE, MAS EMOCIONANTE!
    TENHA UM FIM DE SEMANA ABENÇOADO!
    BEIJOS COM MUITO CARINHO!

    ResponderExcluir
  59. Um poema de dor e de esperança. Forte!
    Bjo, Lani

    ResponderExcluir
  60. Bom dia Zilani! que doridos versos, uma noite insone transformada em linda poesia!
    Dia azul pra vc querida!
    Bjs!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.