Seguidores

Recanto das letras

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

EXORCIZANDO!


                                                                                           Imagem-Christian Schloe
Rasga a roupa, joga longe os sapatos,
Tira a presilha dos longos cabelos,
Levanta as mãos como que, a suplicar,
Por um perdão, que não sabe, onde encontrar...

Corre pr’a rua, quer fugir de si mesma,
Uma luz no escuro, lhe mostra o caminho, acesa,
Entra sem medo, na mata verde, cerrada,
Que misteriosa, a envolve e abraça...

Os pássaros, com flores, cobrem-lhe a nudez,
A fada do lago sorri, ante sua timidez,
A árvore como mãe, a acolhe em seu regaço,
Ela suspira e lentamente, rende-se ao cansaço...

Um raio de sol surge, vem aquecer seu rosto,
Sorri, não tem mais tristeza e nenhum desgosto,
Não há mais nada, que precise exorcizar,
Nesta noite conseguiu...  A si mesma, resgatar...


   Lani ( Zilani Celia)

56 comentários:

  1. Bom dia!!!
    Excelente poema...Parabéns
    Adorei lê-lo

    Beijo uma óptima quinta feira
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Lindíssimo,Zilani! Precisamos fazer esse resgate! Adorei! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Um resgate de si mesma.
    Adorei Zilani.
    Bjs e um ótimo dia.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. A beleza e a leveza do resgate de nós próprias.Os momentos essenciais em que tudo o que nos pesa se exorciza.
    Excelente poema, Zilani! E a imagem também é muito bela.
    xx

    ResponderExcluir
  5. Muito bom ler ao iniciar o dia! Lindo! meu forte abraço!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo poema Zilani, tocante!
    Beijos, tenha um lindo dia.

    ResponderExcluir
  7. Como já tenho dito... às vezes, é mesmo preciso morrer por dentro... para nascer de novo...
    Poema lindíssimo, Zilani!
    Um beijinho grande!
    Ana

    ResponderExcluir
  8. Forte, Zilani!
    acho que todos devemos ter os nossos exorcismos!

    ResponderExcluir
  9. Muitas vezes necessitamos desse confronto com os nossos medos, e colocamos as palavras como se em oração, suplicando uma ajuda que bem sabemos estar dentro de nós, apenas não a vemos. Quando a consciência nos chega e conseguimos exorcizar os fantasmas, resgatar os sonhos e expulsar aquilo que dentro de nós fermentava, crescia, se torna realmente um exorcismo, pois ao seu findar nos sentimos livres, leves, com alma e coração renovados no olhar que a nós mesmos dirigimos com bondade e determinação.
    Um belo poema, minha querida, com essa tua marca de penetrar a alma no recôndito mais bonito da poesia.
    Fica meu carinho num terno beijo,
    Helena

    ResponderExcluir
  10. Oi Lani!
    Como é bom colocarmos pra fora aquilo que nos é tão prejudicial, com determinação e fé, para nos resgatar e sermos felizes!
    Lindo poema!
    Beijos!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  11. Fugir...quantas vezes se sente o mesmo,
    Fugir... de tudo e de todos...
    Gostei do poema! que tantos sentimentos exprime e nos vai na alma ;

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Belíssimo momento querida ,palavras cheias de belos sentires ,muitos beijinhos no seu lindo coração.

    ResponderExcluir
  13. Como se não bastassem o bosque e o silêncio, uma poesia de encantar!
    Beijinhos, Lani

    ResponderExcluir
  14. E como é bom e reconfortante esse "reencontro" conosco! Muitas vezes é uma árdua luta.
    Falou tudo, Lani.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Zilani, lindo poema, parabéns pelos seus netinhos, que eles cresçam saudáveis tragam muitas e muitas alegria. Eu vou ter agora meus netinhos o primeiro e vão ser gêmeos, a netinha é do coração. até criei um blog para registrar nossos momentos terei enorme prazer em ver sua marquinha lá. um abraço amiga. Bjs

    ResponderExcluir
  16. Quantas vezes nos perdemos dentro de nós. E quantas vezes nos encontramos sem esperar... Um resgate com a alma.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Um poema maravilhoso acompanhado de uma música deliciosa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi, Zilani....no mundo da mente a alma se solta e faz o que tem que ser feito...e a renovação é a luz depois da noite escura.
    Lindo poema!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  19. Um exorcismo interessante, pois trata-se, na verdade, de um auto-exorcismo o que o seu poema aborda.
    E bem, o poema é mesmo excelente.
    Lani, minha querida amiga, tenha um bom fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  20. Boa noite, Zilani Celia!
    quem encontra de o lado bom e prazeroso de viver está de posse da verdadeira felicidade e pronta a fazer os outros também feliz.
    lindo amiga, parabéns!

    ResponderExcluir
  21. Oi querida Lani, vim lhe desejar um excelente final de semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  22. Nada melhor do que um raio de Sol para nos animar quando estamos tristes !

    ResponderExcluir
  23. A liberdade é o que se espera e essas ações ou seja o que for é necessário para exorcisar a rotina, os velhos conceitos e as coisas pelas quias tiram a nossa paz. Nada melhor do que isso.
    Interessante a colocação usada para a palavra exorcisar que soa tão forte, mas explica bem esse momento de fuja, liberdade.... Belo poema e imagem!!! :D

    Beijos e um bom final de semana!
    [a convido para visitar meu blog, postei uma canção que escrevi lá]

    ResponderExcluir
  24. Mais um de seus belíssimos poemas, Zilani! Bjks e um bom feriadão! Tetê

    ResponderExcluir
  25. SIEMPRE ME MARAVILLAS CON TUS TEXTOS.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  26. Excelente poema, Bem acompanhado na imagem.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  27. As vezes é preciso exorcizar nossos fantasmas e como é bom quando o fazemos e resgatamos nossa essência.

    ResponderExcluir
  28. Amiga Zilani..
    A ausência pode ser grande mais nunca esqueço esse berço
    de poesia que jamais vou esquecer.
    Amiga um abençoado Domingo.
    Beijos no coração.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  29. Há alturas em que nos consideramos a " louca dos bosques " tal é a angústia que nos assola, Zilani. Mas....há sempre um começar de Novo e lá está um novo dia, com o seu sol, as suas estrelas o seu mar azul como que a dizerem-nos que é preciso sorrir, apesar de sabermos que tristezas sempre aparecerão. Juntos também virão alegrias, encontros, sucessos e sempre, se quisermos, muito amor.. É só saber olhar a luz do sol e juntar ao seu brilho o nosso melhor sorriso. É fácil? Nem sempre....mas....há que tentar. Parabéns pela bela poesia, amiga e que os teus começos sejam sempre bons. Beijinhos
    Emília

    ResponderExcluir
  30. Desculpa..." a Louca do parque "...Bjos
    Emília

    ResponderExcluir
  31. Desculpa..." a Louca do parque "...Bjos
    Emília

    ResponderExcluir
  32. Permaneci por longos minutos a ler e reler em detalhes seu maravilhoso e lindo texto... Confesso que a muito não lia algo tão veraz e lindo.
    Deixo-te um bj de carinho nas linhas do seu coração, desejando-te um ótimo final de semana seguido de um excelente feriado..

    ResponderExcluir
  33. Ela fez bem... a natureza é o melhor lugar para descansar os olhos, os ouvidos, a mente, repor as energias... e se quiser, até ficar pelado.rs
    Adorei, Zilani, como sempre.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  34. UN final precioso y preciso para el alma que anda un tanto ida y suplica por un perdón que no sabe donde encontrar. Mas al final se encuentra a ella misma

    Pasa qué a veces nos gustaría escapar de uno mismos, luego uno recapacita y volvemos a la realidad y nos conformamos con lo que somos con lo que la vida con su misterio nos brinda, sea malo, o menos malo, pero lo afrontamos con la máxima dignidad y aprendemos a encontrarnos con un mundo que no siempre nos gusta.


    Siempre es un inmenso placer pasar a leerte dejándonos versos exquisitos y que siempre llegan al alma.
    Te dejo mi cálido abrazo, mi gratitud y mi estima siempre.
    Feliz semana. Zilani.

    ResponderExcluir
  35. UN final precioso y preciso para el alma que anda un tanto ida y suplica por un perdón que no sabe donde encontrar. Mas al final se encuentra a ella misma

    Pasa qué a veces nos gustaría escapar de uno mismos, luego uno recapacita y volvemos a la realidad y nos conformamos con lo que somos con lo que la vida con su misterio nos brinda, sea malo, o menos malo, pero lo afrontamos con la máxima dignidad y aprendemos a encontrarnos con un mundo que no siempre nos gusta.


    Siempre es un inmenso placer pasar a leerte dejándonos versos exquisitos y que siempre llegan al alma.
    Te dejo mi cálido abrazo, mi gratitud y mi estima siempre.
    Feliz semana. Zilani.

    ResponderExcluir
  36. A verdadeira liberdade está em libertar-nos de nós mesmos.
    Gostei daqui!

    ResponderExcluir
  37. As suas poesias sempre me encantam, Zilani querida.
    E desta vez não foi diferente.
    Linda semana para tí.
    Beijinhos para você e afagos para Candy.
    De Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  38. Lindo! Delicado! Sensível! Amei...
    Bjs

    ResponderExcluir
  39. Muito bom, Lani! É difícil resgatar a si mesmo... e ainda mais difícil exprimir esse resgate com tanta beleza e poesia! Boa semana.

    ResponderExcluir
  40. Todas nós precisamos nos resgatar...
    Um grande abraço!

    http://marciagrega.blogspot.com.br/2015/10/vejamos-o-lado-bom-da-vida.html

    ResponderExcluir
  41. Sair da prisão onde, muitas veze, nós mesmos nos colocamos, é fundamental. Seguiu um belo caminho em seu exorcismo poético, Zilani. Bjs.

    ResponderExcluir
  42. Respostas
    1. Lani, cometi algum erro ao editar o comentário que fiz antes, por isso estou de volta, para dizer que gostei do seu poema, que sugere uma busca interior muito importante, que não podemos deixar de fazê-lo.
      Uma boa semana.
      Abraços.

      Excluir
  43. Que lindo Zilani!
    Uma mulher em busca de si mesma.
    Quem dera todas pudessem se encontrar como a mulher do poema.
    Bjs

    ResponderExcluir
  44. Ahhh Zilani, linda!!!
    Essa fuga para um lugar mágico a trouxe de volta... adorei!
    Fiquei aqui imaginando os passarinhos a cobri-la, a árvore e os raios de sol a lhe aquecer mostrando um novo dia, com novas possibilidades...
    Abraços esmagadores.

    ResponderExcluir
  45. Boa dia, Zilani, quantas vezes nós nos exorcizamos para que floresçam os mais belos sentimentos de paz e amor. Precisamos deixar sair para que fiquemos em nosso interior. É, em se deixar podar para crescer mais linda, mais forte, mais consciente. como disse certo poeta.Belíssimo texto! Abraço!

    ResponderExcluir
  46. Oi querida amiga Lani, vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  47. Simplesmente maravilhoso! Um poema de uma sensibilidade enorme, parabéns Zilani! abraços, ania..

    ResponderExcluir
  48. Reli o seu poema igualmente encantado com as palavras.
    Lani, querida amiga, tenha um bom fim de semana.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  49. -`❀´-
    Às vezes, tudo o que precisamos é nos ouvir na harmonia do ambiente e no total silêncio!...

    Ótimo fim de semana!
    Beijinhos.
    ❀❀ه° ·.

    ResponderExcluir
  50. Belíssima postagem, Zilani. Bjsss e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  51. Bela, doce e forte a tua poesia!
    Eu também tenho vontade de tirar do corpo a cidade de mim e correr para as árvores!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  52. Poema bem construido, retratando a necessidade de resgatar nossa essência, o contato com a natureza, despindo-se de tudo, num pleno abraço do eu. Amei, Zilani, obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.