Seguidores

Recanto das letras

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

A LOUCA DO PARQUE!

 A cada gota que cai, a tarde fica mais fria,
Meu coração chora, sofre em agonia,
Olho para o céu e peço que me atinja, um raio,
Enquanto corro descalça, tropeço e caio...

Levanto, dou vazão ao meu sofrimento,
O sangue surge, a água lava, por um momento,
Logo, volta a jorrar desenfreado, 
Meu corpo ferido dói, ah, pobre coitado...

Após tantas quedas, minha roupa está suja, rasgada,
A chuva aumenta, pessoas passam, nem sou notada,
Grito teu nome e aos quatro ventos, minha desdita,
Embora saiba, que por ti...  Não serei ouvida...

Hoje, quero chorar sozinha, á vontade,
Deixar, correrem as lágrimas, ter de mim piedade,
Sentir toda a tristeza, que minh’alma invade,
E, ser apenas... A louca, molhada, do parque...

       Lani  (Zilani Celia)






64 comentários:

  1. assim a dor do amor...a loucura da desesperança, a louca do parque, que nem precisa ser louca e nem estar no parque, pois assim sente sua alma em agonia e em tempestade. Sentimentos profundos, metáfora perfeita da dor do amor.
    Um abraço Paz e Bem!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Zilani! Uma história triste, de dor e muito sofrimento. Mas é melhor que a dor seja colocada para fora. Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Zilani
    Quem não teve seu dia de 'louca do parque'?
    Linda expressão poética da dor chorada!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  4. Triste, mas que originou essa tocante poesia. Gostei mt, Zilani. Bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. ¡Hola Zilani!!!

    Es una exquisitez tu poema, aunque le abrace la melancolía de unas gotas frías de lágrima caídas que a veces, a todos nos resbala por la mejilla... Y rompe los esquemas del alma y la armonía del parque de la vida; hay en tus versos un gran sufrimiento. ¡Aunque te caigas una y otra vez, has de volver a levantarte! Las mujeres somos fuerte por antonomasia, aunque la corriente nos sea contraria, siempre despliega tus alas para surcar un oasis de sueños. Que nada ni nadie oscurezca tu sendero tus pasos.
    Un abrazo grande, mi gratitud, y toda mi estima.
    Se feliz, por favor!.

    ResponderExcluir
  6. Triste. A imagem do desespero é sempre triste com chuva ou não.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  7. Bom dia

    Excelente poema embora triste...São os mais belos.


    Beijo e um excelente sábado
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. Uma louca enternecedora que me cativou ,maravilhoso momento querida amiga ,muitos beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  9. Sempre damos vasão aos nossos sentimentos, seja de forma verbal ou expressiva numa folha de caderno...
    Por que quando os sentimentos estão a flor da pele, o melhor é darmos vasão a este sentimento tão avassalador que possa muita das vezes nos entristecer profundamente...

    Lindo poema!
    Desejo-te um ótimo final de semana.... bj

    ResponderExcluir
  10. Olá, Zilani!
    Quanta sensibilidade expressa seu poema:
    -" após tantas quedas... depois das tempestades...
    ser apenas... A louca, molhada, do parque... "
    Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde de sábado, bom final de semana.
    Bonito e diferente, acho que muitas tem um pouco
    dessa louca do parque, achei maravilhoso, elogio novamente querida
    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  12. Que pena um amor tão forte trazer tanta dor... Mas no final vem junto tanta beleza!
    Lindo e tocante!
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Bem, não sei se você assistiu essa cena e escreveu sobre ela. Também pode ser só uma analogia, um paralelo de algo sentimenbtal que viveu. Vejo essas cenas nas ruas e sinceramente me chocam, principalmente por não pode fazer nada, por estar impotentes diante dela. É um ser humano, mais um invisível aos olhos não só dos governos, mas de toda uma sociedade. Parabéns.

    ResponderExcluir
  14. USTED SIEMPRE ESCRIBE LINDO.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  15. Zilani,
    Com loucas assim até os parques ficariam mais humanizados.
    Vibrante!

    Um beijinho :)

    ResponderExcluir
  16. Zilani,
    Com loucas assim até os parques ficariam mais humanizados.
    Vibrante!

    Um beijinho :)

    ResponderExcluir
  17. Uma poesia que toca nossos corações,triste,mas linda nos versos.
    Bjs Zilani obrigada pela visita e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  18. A louca do parque pode simbolizar o estado de espírito de quem quer gritar o seu amor ao mundo sem encontrar eco que apazigue sentimentos desencontrados e emoções conturbadas.
    Um triste quadro que, se visto na realidade, chocaria para além da dor que também seria sentida por quem a visse.
    Teceste bem este emaranhado de tristeza e desilusão.
    Amiga, que o domingo te chegue lindo, com flores e alegrias espalhadas nos teus caminhos,
    Helena

    ResponderExcluir
  19. Uma poesia tocante, Zilani!...
    Sobre a indiferença, por parte de quem passa... no parque... e às vezes, nas nossas vidas... perante a nossa tristeza...
    Como sempre um post intenso, e palavras vibrantes!
    Beijos, Zilani! Tenha um óptimo domingo!
    Ana

    ResponderExcluir
  20. Belíssimo, Zilani!
    A grande dor é sempre a dor do amor, a dor que nos rasga de alto a baixo e nos torna esses seres loucos.
    xx

    ResponderExcluir
  21. Triste, muito dolorido mas de uma clareza contundente! O amor também dói!
    Abração! Tudo de bom! Semana bem feliz!

    ResponderExcluir
  22. Expressarmos alegrias ou tristezas é o vínculo mais precioso que temos com a vida!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  23. Há momentos assim na nossa vida, não é?
    Bom domingo

    ResponderExcluir
  24. Um poema triste, melancólico, mas que traz junto beleza e sensibilidade ... Beijos e ótima semana Zilani !

    ResponderExcluir
  25. Bom dia, Lani. Que triste agonia esta mulher não devia estar sentindo em seu sofrimento atroz!
    Um estado de espírito assim acaba em lágrimas ao não ser ouvida, ser colocada como invisível depois de muito lutar para poder ser vista.
    O amor aqui não a permitiu a isso.
    Quanta dor em desamor.
    Triste e belo demais, como sempre.
    Tenha uma semana de paz.
    Beijos na alma.


    Fazemos, Zilda Oliveira e eu, um convite para seguirem o nosso blog de poesia.
    Ele foi criado em parceria e esperamos que gostem dessa nossa proposta.
    A presença de cada um é extremamente importante para nós, será a nossa forma de incentivo a prosseguirmos.

    http://divasdapoesianaturalmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá, em geral os grandes amores trazem por vezes uma dor sem fim. Intenso gostei de passear por aqui. Beijinhos e feliz semana

    ResponderExcluir
  27. Oi querida amiga Lani!!
    Pois, a loucura é algo meio complicado de se lidar...
    Vim lhe desejar uma ótima semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  28. Por vezes vale a pena ser louca assim, deixando derramar todas as lágrimas presas! Lindo! bjs,chica

    ResponderExcluir
  29. Todos temos o nosso lado louco para puder extrapolar....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  30. Quanta poesia nesses versos. Mas apesar de triste porque a maior tempestade se encontra no coração,é bom chorar sob a chuva que cai e lava nosso corpo e as lágrimas a nossa alma , podemos até disfarçar, logo a tempestade passa e as lágrimas trazem alívio, e outras loucuras de amor nascerão. Belo

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Poema sofrido, tem dias assim. que só apetece ser a louca do parque...
    Bjs

    ResponderExcluir
  33. Um grito de dor de quem perdeu a esperança de encontrar o seu amor
    Muito comovente esses versos salpicados de tristeza
    Uma linda semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Ninguém é imune ao sofrimento por amor. E chorar é direito de quem passa por essa dor. Somos humanos e tanto a alegria quanto a tristeza devem ser demonstradas, sem policiamento. Belo poema! Bjs.

    ResponderExcluir
  35. Love your style is really beautiful!Welcome to share more popular fashion clothing
    lv handbag shop   http://www.2015chichandbag.com
    louisvuittonstore
    charming bagshops http://www.handbagstyleinfo.com
    michaelkorsmks
    parajumpersoutletcollection
    chanelshops
    shopslvbag   http://www.2015shopslvbag.com
    cocobagsale
    cocobag absolutely stunning http://www.2016bagshop.com
    cocobagsaleonline
    jacketsalemalls hot sell
    Love your handbag http://www.shoeshopsfitflop.com
    bagoutlet
    globalhandbag   http://www.globalhandbag.com

    Like your style!Click us with popular fashion accessories
    tophandbag   http://www.chanelshandbagoutlet.com
    louisvuittonhandbag http://www.2016louisvuittonhandbag.com
    Exquisite luxurylv
    bagshoeshop
    monclershopitaly http://www.monclershopitaly.com
    louisvuittonshop
    nobiscashops
    louisvuittonbag
    dresspecialsuk  http://www.dresspecialsuk.com
    shopchichandbag
    monclerujacket  http://www.handbagstyleinfo.com
    onlinecocobag
    2016handbag  http://www.2016handbag.com
    handbagstyleinfo

    Love your style you look gorgeous!Share collocation more popular fashion accessories!
    louisvuittonlvbag http://www.2015baglvlouisvuitton.com
    cocobag
    lvbagukshop   http://www.chanelshandbagoutlet.com
    hollisteroutletestore
    louisvuittonshop http://www.shopchichandbag.com
    shoplvbags   
    shopmcQueenbags http://www.topbaglv.com
    Vivienne Westwoodmaikun
    topbagshops  http://www.2015topbagshops.com
    designersbagstyle  http://www.designersbagstyle.com

    ResponderExcluir
  36. Quem anda à chuva... molha-se...
    Mais a sério, diria que este poema, apesar da dor que perpassa pelas palavras, é de uma grande beleza. Gostei imenso.
    Lani, minha querida amiga, tenha uma boa semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  37. Oi Lani, que poesia triste, mas muito bela e verdadeira.
    Quantos corações sofrem a dor do desamor e da indiferença, que tanto fere e magoa o coração, este que surgiu para a felicidade.
    Mas que jamais deve perder as esperanças, de dias melhores e surpreendentemente mais feliz!!
    Um grande abraço amiga! Boa semana!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  38. Oi minha querida amiga!!
    Passando para dizer que tem presente para você no meu blog! Vá lá e pegue o seu!
    http://arionetorres.blogspot.com.br/2015/09/lindo-pensamento.html#comment-form
    Beijos e tenha uma excelente semana, fique com Deus!!
    Arione

    ResponderExcluir
  39. Lindo, Zilani, apesar da tristeza que encerra! Integração perfeita, entre texto e imagem, amiga. Boa semana!

    ResponderExcluir
  40. GOSTEI DO SEU BLOG E TENHO UM ARTIGO PARA VOCÊ

    Olá Tudo Bem? Primeiro! Quero me apresentar sou a Professora Rosimeire Feliciano Oliveira
    A minha especialidade é falar sobre Saúde, Bem Estar e Emagrecimento.

    Escrevo atualmente para o Beleza Blog (beleza.blog.br).
    Achei muito interessante o seu blog, gostaria de contribuir com um artigo de minha autoria,
    o texto é totalmente gratuito e será relacionado à área de Beleza ou Emagrecimento ou Bem Estar.
    Será um artigo atraente e atualmente muito buscado pelo público.

    Para divulgação do meu trabalho o que necessito é um link dentro do artigo para o meu blog.
    Se você aceitar publicar o artigo eu divulgo (grátis) na nossa rede que soma mais de 2 milhões de visualizações.

    Entre em contato comigo por e-mail prof.rosioliveira@gmail.com

    Será um prazer enviar um artigo para avaliação e um plano de divulgação que mostra todos os locais onde seu blog será divulgado.

    Gostaria de fazer parte do seu blog através desse artigo!

    TENHO UM ARTIGO ESPECIAL PARA VOCÊ SOBRE DICAS PARA LER MAIS RÁPIDO E ABSORVER MELHOR O CONTEUDO.

    Aguardo sua resposta e estou a sua disposição!
    Atenciosamente,
    Professora Rosi Feliciano Oliveira

    ResponderExcluir
  41. Um poema muito bonito!
    Gostoso de ler e refletir!...
    É importante derramar a alma e ordenar os pensamentos, emoções...
    O meu abraço...

    ResponderExcluir
  42. Oi Zilani, profundo seu poema, pois é né, quantas vezes na nossa vida passamos por isso, no parque ,na rua ,em casa, louva do parque é só mais um retrado de muitas mulheres, Beijos amei seu poema,embora sendo ele triste

    ResponderExcluir
  43. A chuva misturada com as lágrimas. O que dói a ausência do amor...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  44. Para além de qualquer coisa, somos humanos e chorar faz bem... ajuda a escoar a tristeza.
    Poema triste, mas muito belo.

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  45. Ao menos ela não ficou submersa pela loucura da indiferença, dos que nada sentem por si nem por ninguém, e andam feito andróides, admirados por terem sucesso, ou fortuna, ou beleza: mas frios por dentro, mais frios que a chuva que molhou a pobre louca apaixonada...
    Você se supera sempre, seja qual o tema que expresse em sua poesia.
    Um abraço, com carinho
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  46. Boa tarde
    Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
    Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
    http://almainspiradora.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  47. Bela obra, Zilani!
    Um brado desesperado clamando um pouco de paz à alma!
    Grande abraço, sucesso e ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  48. Quando o desespero invade um coação ferido, um grito de dor paira no ar. Uma loucura que rendeu belos versos.
    Desejo abençoado findi!
    Bjs Zilani!

    ResponderExcluir
  49. Voltei para ver as novidades.
    Mas gostei de reler o seu magnífico poema.
    Lani, tenha um bom domingo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  50. Cena dramático, dar pra sentir a chuva negra, dar pra senti a dor e ouvir os gritos de tão grande dor.

    Muito bonito!

    ResponderExcluir
  51. Boa tarde
    Convido-te a visitar o meu cantinho de poesia.
    Um abraço, Ana Pereira
    http://almainspiradora.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  52. Oi Zilani
    Saudades
    A dor do amor não tem fim, pode passar a vida toda, lá ela estará.
    Beijos
    minicontista

    ResponderExcluir
  53. Sem nova postagem para admirar, estou deixando um carinhoso beijo e os votos de uma semana iluminada de alegrias.
    Helena

    ResponderExcluir
  54. Oi querida amiga Lani, vim lhe desejar uma ótima semana, beijos e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  55. O retrato da dor...
    Lindo poema, Zilani.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  56. Olá.
    Como me sinto tantas vezes. Amei o poema.
    Beijinho
    Alice

    ResponderExcluir
  57. OI ZILANI
    TRISTE PORÉM LINDO ESSE TEU POEMA, QUEM JÁ NÃO PASSOU POR UM MOMENTO EM QUE SE SENTIU UMA LOUCA MOLHADA OLHANDO EM VOLTA SEM SABER O QUE FAZER.
    OBRIGADA PELAS GENTIS PALAVRAS QUE DEIXASTE NO MEU BLOG.
    BEIJOS COM CARINHO!

    ResponderExcluir
  58. A poesia ganha força na imagem do desespero realçada pela associação do ambiente triste, da chuva e das lágrimas.

    Bj

    ResponderExcluir
  59. ¡Hola Zilani!!!

    Buenos días aquí en España, seguro que en brasil anochece.... Paso de nuevo a releer tus lindísimos versos que nunca cansan por la sensibilidad con que escribes, aunque los envuelva un pizco de melancolía no le quita ni un ápice de belleza.

    Siempre es un gozo leerte y te dejo un beso mi gratitud y mi estima siempre.
    Ten una semana muy feliz placentera colmada de paz y armonía.

    ResponderExcluir
  60. ¡Hola Zilani!!!

    Buenos días aquí en España, seguro que en brasil anochece.... Paso de nuevo a releer tus lindísimos versos que nunca cansan por la sensibilidad con que escribes, aunque los envuelva un pizco de melancolía no le quita ni un ápice de belleza.

    Siempre es un gozo leerte y te dejo un beso mi gratitud y mi estima siempre.
    Ten una semana muy feliz placentera colmada de paz y armonía.

    ResponderExcluir
  61. Somos muitas vezes surpreendidas por fatos que só mesmo saindo na chuva para poder chorar e misturar chuva e lágrimas! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
  62. Magnífica poesia que aqui encontro!
    Fiquei fã!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.