Seguidores

Recanto das letras

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

A LENDA DA SEREIA...



À luz da lua, transforma-se em mulher,
Sai à cata, de um incauto qualquer,
O seduz com seu canto o torna cativo,
O conduz, ao sonho, rumo ao infinito...

Em seus cabelos, os movimentos do mar,
Seu corpo molhado reluzindo, ao luar,
Faz da penumbra, Seu véu de sedução,
O mistério que a envolve, é dele a perdição...

Sua pele macia exala o cheiro, da flor,
Sua boca entoa cânticos, ao amor,
O enlaça, num abraço mágico, encantado,
Seu corpo ao dele se funde, num ato consumado...

                Assim, o encanta e ele entregue adormece,
O orvalho, cúmplice, sabe o que acontece,
Que ao raiar do dia, não mais estarão na areia,
Ele foi para o fundo do mar...  Seguiu a sereia...


   Lani               (Zilani Celia)

76 comentários:

  1. Um poema simplesmente fantástico.
    Amei

    Beijinho e carinho.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Envolvimento magicamente terno e sedutor tem esse seu poema! E... "wonderful word"... completou!!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Uma história tantas vezes contada, mas nunca com a beleza que em seu poema tem
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Oi, Zilani!
    Será que lá no fundo do mar eles ganham guelras???

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  5. Maravilha de poema, Zilani!
    E, pra ser feliz, não importa se é no fundo do mar, no céu ou na montanha...e sim estarmos com que amamos de verdade.
    Um grande abraço!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  6. Aqui a sereia aparece no poema e a seduçãoé dupla: Seduz o incauto e seduz-nos a nós com as imagens de tão bela poesia!
    Beijinhos Lani

    ResponderExcluir
  7. O mar tem segredos, que só ele sabe contar...!
    É belo o teu poema!
    Das sereias com cabelos em movimento,
    nas ondas do mar...
    e assim o pescador,
    a seguiu p´ra sonhar...

    Abraço amigo
    Célia Sousa

    ResponderExcluir
  8. Pois é, só "o orvalho, cúmplice, sabe o que acontece!
    Um poema belíssimo, numa primorosa reconstrução da lenda sereia!
    Vale a pena ler poemas assim. Gostei muito, Zilani.
    xx

    ResponderExcluir
  9. Oi, Zilani...o mar e seus mistérios, o mar como o amor produz a sedução...seria a sereia uma metáfora dos perigos do mar e do amor?
    Lindo poema tão bem escrito que quase visualizei o ser mítico da sereia na sua busca pelo amor.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  10. Pois é, Zilani, cresci, todos crescemos com essa magia das sereias, esse mistério que envolve a todos! Acho eu que não há lenda mais linda do que essa. E seu poema arrasou!! Até hoje tenho uma vontade de ver uma sereia, acho que morreria de emoção!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá Zilani! Fiquei muito feliz com a tua visita e com as tuas belas e carinhosas palavras de felicitações inseridas no teu comentário deixado lá no nosso espaço, quando da passagem do meu aniversário. Muito obrigado de coração.

    Adorei "A Lenda da Sereia", com ênfase para a estrofe abaixo:

    Sua pele macia exala o cheiro, da flor,
    Sua boca entoa cânticos, ao amor,
    O enlaça, num abraço mágico, encantado,
    Seu corpo ao dele se funde, num ato consumado...

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  12. Olá Lani,

    Poema lindíssimo, mágico e sedutor.
    Quando criança, adorava histórias com sereias. Ficava encantada pela sedução que elas provocavam através do canto. Interessante que atualmente a expressão "canto da sereia" é utilizada exatamente para designar algo que tem grande poder de atração e em que as pessoas caem facilmente.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Uma lenda em versos de grande beleza. Uma sedução à qual o homem não consegue resistir. Uma entrega ao prazer que se sabe ser o fim. Seu poema ficou tão encantado quanto o é a própria sereia. Gostei muito. Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Uma das lendas que mais acho interessante. É incrível como somos facilmente enganados pela aparência.
    Parabéns pelo belo poema!

    http://www.ohcabelo.com.br/
    (retribuo tudo)

    ResponderExcluir
  15. Lindos versos dedicados à sereia, tão famosa pela sua lenda.
    Que passe um dia feliz.

    ResponderExcluir
  16. Hoje vim só dizer que começou uma história nova no Sexta. Se quiser acompanhar, ficarei muito feliz.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  17. Olá, Zi
    Uma linda fantasia que tem muito de real :)
    Quantos de nós, homens, não se deixam envolver pelo "canto da sereia" e acabam no fundo do mar!...
    Mas tudo bem, quando se fazem as coisas por amor!

    Obrigado pela sempre agradável presença no «DEUSA».
    Um beijo
    Miguel

    Ah! Estava a esquecer-me de dizer que gostei IMENSO do poema :)))

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde Zilani..
    um tema propicio.. lendas são muitas e cabe a nós versar sobre tudo que nos aparece em pensamento..
    ficam lindos os versos rimados desta maneira...
    beijos e até sempre poetisa querida

    ResponderExcluir
  19. Um poema cheio de graciosidade que nos envolve do principio ao fim com a beleza das suas palavras ,querida amiga obrigado pela sua presença no meu cantinho ,muitos beijinhos <3 felicidades

    ResponderExcluir
  20. O amor tem esse encanto, o seduzir. E como é gostoso!
    Um belo poema, minha amiga.
    Abração.

    ResponderExcluir
  21. Como é bom este amor simples, sedutor e cúmplice!
    Maravilhoso amiga... Espero que esteja tudo lindo pra você!
    Beijos e uma ótima tarde!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  22. Diz-se por aí que assim é:
    os marinheiros não se perdem no mar.
    Se os corpos não aparecem
    foi a sedução de alguém
    que conjugou o verbo amar.

    ResponderExcluir
  23. Adoro essas histórias e contada por você em versos,ficou linda de viver.
    Bjs amiga Zilani.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  24. Olá, Zilani!

    Com história assim tão bem contada, ainda sou bem capaz de acreditar que as sereias existem...E este poema está um verdadeiro encanto, uma delícia de texto.

    Um abraço
    Vitor

    ResponderExcluir
  25. O mar sempre servindo de pano de fundo para os poemas mais encantadores, como este de agora! As sereias sempre seduziram o olhar de quem as vê como elementos criadores de versos que vão para além das ondas e buscam refúgio na profundeza do mar... Lá onde vivem os seres encantados que enchem de magia o olhar do poeta.
    Sorrisos e estrelas,
    Helena

    ResponderExcluir
  26. Amiga Zilani,
    maravilhoso esses teus versos. Quando se ama, faz-se loucuras, as lendas que o digam.
    Um beijo grande para você. Suzana

    ResponderExcluir
  27. Olá amiga! Passando mais uma vez, para agradecer pelas belas e gentis palavras deixadas no teu comentário, assim como desejar uma ótima noite para ti e para os teus.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  28. Oi Zilani
    Adoro poesias de lendas, saímos d'um mundo real para um outro irreal cheio de sonhos.
    Linda sua poesia.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  29. Oi, Zilani!
    Que beleza colocou em uma história tão popularmente contada!
    A.do.rei!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  30. Bom dia Zilani.
    Uma linda poesia de amor e sedução.
    Um linda fds.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  31. Infeliz é aquele que se deixa seduzir pelo canto inebriante das sereias...
    Um fim de semana fabuloso!

    ResponderExcluir
  32. Obrigada, por sua presença em "Prosas Poéticas", Célia... Valeu o carinho e incentivo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  33. Oi, retribuindo sua visita. Queria te dizer que já estou participando do seu blog, bem como o compartilhei no G+. Seu blog é muito interessante. Belo trabalho!
    Abraços
    www.fatoscuriososdahistoria.com

    ResponderExcluir
  34. Boa noite Zilani, amei a poesia, já quis vir antes, mais não conseguir.
    Eu amo poesia, texto qualquer coisa que fale de Sereias.
    Gostaria de te pedi autorização para levar para o meu blog, não agora mais daqui a algum tempo, claro que com os devidos créditos.
    Bjsss.

    ResponderExcluir
  35. E quem resiste ao canto da sereia?
    Ulysses colocou cera nos ouvidos e amarrou-se ao mastro do navio, só assim ele pode prosseguir viagem.
    Gostei, amiga!
    Valeu a visita e um belo fim de semana, Zilani!

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. OLÁ ZILANI!
    ANTES DE MAIS DESEJO-LHE UM ABENÇOADO FINAL DE SEMANA!
    FOI COM MUITO GOSTO QUE LI ESTA LINDA MENSAGEM DE CARINHO, QUE DEIXOU NA MINHA PÁGINA , E AINDA O CONVITE QUE ACEITO COM MUITO PRAZER EM SEGUIR-LA LENDO SUAS BELAS POESIAS!... MUITO OBRIGADA PELA SUA DISPONIBILIDADE EM SEGUIR OS MEUS ESCRITOS... QUE NÃO PASSAM DE MEROS DESABAFOS DA MINHA ALMA!! UM BEIJO FRATERNO. Josélia M

    ResponderExcluir
  38. Oi, Zilani, que delícia de poema! Sabe, quando criança sonhei em ser sereira, acho que pelo convívio com o mar, que adoro. Um abraço!

    ResponderExcluir
  39. Las Sirenas son Ninfas y Musas para la Poesía.
    Mágicos y Fantásticos Versos que envuelven como las olas del Mar.
    Me ha encantado.
    ¡¡¡Gracias por tu comentario en el Blog de nuestro Amigo Viviani!!!
    ¡¡¡Gracias, siempre, por estar ahí, en mi Rincón!!!
    Abraços e Beijos.

    ResponderExcluir
  40. As sereias exercem grande fascínio quer nos incautos marinheiros, quer na imaginação colectiva. Lindo poema, e que bom que foi ele que a seguiu e não o contrário...
    Lindo domingo
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  41. Um belo poema a reconstruir a lenda da sereia cujo fascínio não deixa de nos atrair.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  42. poema lindo,amiga!
    Como nos faz bem amar, amar e amar.....
    As sereias são criaturas imaginárias e fantásticas, representam a beleza feminina e misteriosa!
    Bjus e bom domingo,querida!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  43. Desde pequena essa lenda da sereia sempre me encantou. Contada em poema , ficou maravilhoso. Bjs > Bom final de domingo1

    ResponderExcluir
  44. .

    .

    . a metamorfose . a ser osmose e ascese . de lendas ancestrais . as quais . nos fazem sonhar . :) .

    .

    . um beijinho meu .

    .

    .

    ResponderExcluir
  45. Olá Zilani, a lenda da sereia é pura magia e ternura! Belíssima ficou tua poesia! Aplausos! Feliz semana! Um abraço...

    ResponderExcluir
  46. B.om dia Zilani.
    Passando para desejar uma semana de surpresas agradáveis. muitas alegrias. Abraços.

    ResponderExcluir
  47. Belíssimo, Zilani! E olhe que não sou muito chegado em superlativos, mas desse poema transbordam lirismo e encantamento. Boa semana!

    ResponderExcluir
  48. ¡Hola, Zelani!!

    'Es precioso. mágico! Y enredado al amor de la sirena, ésta que inspira a tantos poetas. Mi enhorabuena, me ha encantado y siento un inmenso placer haber pasado por tu exquisito espacio lleno verde mar y sirenas.

    Gracias por darnos tanto y ta hermoso.
    Te dejo mi sincero abrazo y mi admiración.
    Se muy muy feliz.

    ResponderExcluir
  49. Lani, que versos lindos para a misteriosa sereia!

    Sempre achei muito interessante esse personagem mitológico.

    beijinhos, tenha uma bonita semana,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  50. Zilani; só pra dizer e diz tudo! E de uma maneira muito linda, doce e suave. Eu também creio que a lua tenha essa influência sobre a mulher.
    Boa semana! Beijos

    ResponderExcluir
  51. Você escreve lindamente, Zilani
    Me encantei com os seus versos, querida

    Obrigada pela doce participação lá no blog.
    Te desejo uma semana feliz.
    Beijinhos para tí e afagos na Candy.
    Com carinho
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  52. Oi querida Lani, que lindo, adorei o post!
    Vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  53. De nuevo, paso para releer tu exquisito poema; y decirte qué... haber si me sale algo que decirle a esas bonitas sirenas, y para ti con mi respeto y cariño.

    La linda sirenita cantaba,
    en aquella orilla del mar
    el marinero que bogaba
    la vio tan hermosa a nadar
    que de ella se enamoraba.
    Mas la cogió entre sus brazos
    y subiéndola a su barcaza
    locos, a los ojos se miraron,
    se entregaron al gran amor,
    abrazados se juraron lealtad
    para siempre en su nido,
    allí abajo en el fondo del mar.

    Donde fueron felices y
    comieron perdices.

    Espero que no te parezca mal que te de estas letras sencillas como regalo humilde. Te tengo en gran estima y Admiración.

    Gracias por tu cercanía y tus lindas palabras.
    Un abrazo, Zilani. Poeta Grande.

    Besos azules en vuelo.

    ResponderExcluir
  54. Quantas coisas nos seduz como uma sereia...

    ResponderExcluir
  55. Olá Zilani,passando para agradecer o comentário no meu poema,lá no evento do Viviani.
    Bjs amiga
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  56. O mar é a mais linda e generosa das cortinas. E os demais elementos, todos tão bem postados nos versos... li duas vezes, enternecida.

    Beijo, querida.

    ResponderExcluir
  57. Uma lenda magistralmente contada sob a forma de poema.
    Excelente poema, gostei imenso.
    Tem um bom resto de semana, querida amiga Lani.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  58. Olá querida Zilani. Obrigada pelo comentário no Evento do Viviani. Sua visita muito me alegra! Bjs de luz!

    ResponderExcluir
  59. Oi, Zilani!
    Voltei para lhe fazer um convite para participar da 9ª Edição do BookCrossing Blogueiro que acontecerá entre os dias 08 a 16 de Novembro.
    Ficarei feliz com a sua participação!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  60. Poema maravilhoso, Zilani. E essa imagem é tão bonita! Bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  61. O mar com seus encantos e a sereia sedutora, que mais poderia dar senão tão belo poema! belíssimo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  62. Árvore...terra...sereia...mar, tudo natureza, tudo uma maravilha que sempre inspira os poetas e que nos deveria inspirar também. Com certeza não conseguiriamos um poema tão belo, mas seríamos, sim,, capazes de olhar para toda essa maravilha com o olhar repleto de poesia, de carinho, de amor. Se nos deixassemos inspirar os nossos dias seriam mais belos e felizes. Conseguiremos se quisermos, amiga. Parabéns pela bela poesia e um bom fim de semana. Gostei imenso!
    Beijinhos
    Emília

    ResponderExcluir
  63. ¡¡ZUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUPS!!
    Cantos de sirenas, bellas tonadas de amor para seducir corazones, historias en donde la fantasía y la magia se unen para hacer misterio.
    Poema precioso querida amiga, lindo por demás como todos los que escribes.
    Un beso muy grande querida amiga de esta brujita MORIMÓ.

    ResponderExcluir
  64. Zilani querida,
    Obrigada pela gentil visitinha.
    Tenha uma boa noite e bom descanso.
    Lindo final de semana para você.
    Beijinhos para você e afagos para Candy.
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  65. pozdrowienia z Polski
    też już cię obserwuję... na blogu i dodałam na Facebook

    ResponderExcluir
  66. Estou deveras encantada com a magia, doçura e sedução deste poema.

    Ao lê-lo senti uma doce leveza.

    Parabéns

    Bom fim de semana

    Bjgrande do Lago

    ResponderExcluir
  67. Querida Zilani, magnífico poema, estou deslumbrada... Pude quase sentir o mar, o seu movimento, a lua transformada em Sereia e o seu encanto a espalhar... Lindo, lindo, Lindo... Beijo.

    ResponderExcluir
  68. Sempre vi o mar como um mundo cheio de mistérios e segredos que ainda não conhecemos. Não me surpreenderia se um dia desses encontrássemos uma sereia cantando sobre uma pedra, ao sol.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.