Seguidores

Recanto das letras

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

ALIENAÇÃO...



Olha-se no espelho, no escuro, é noite,
Vê-se, mas, não mais se reconhece,
Solta os cabelos, que lhe caem aos ombros,
E magicamente, é conduzida, de volta aos sonhos...

Retira as roupas, se desvencilha,
Lentamente, uma a uma, ao chão, as lança,
A música está tão alta que a deixa tonta,
Os sapatos joga longe e sozinha, dança...

Assim como veio ao mundo, sem nada, nua,
Das vaidades, despida e de alma pura,
Aliena-se de um mundo que a rejeita,
E, resignadamente, seu destino, aceita...

Já não está sozinha, naquela hora,
Abraça a própria imagem, que no espelho chora,
Quer secar suas lágrimas, não as alcança,
Perdeu a razão... Por falta de esperança,
Sorri, pensa ver um anjo... Voltou a ser criança...


     Lani               (Zilani Celia)

98 comentários:

  1. Poema lindo ...triste história de uma mulher solitária.beijos

    ResponderExcluir
  2. A falta de conhecimento, leva-nos ao desinteresse pelas coisas do mundo, da vida e faz-nos prender ao que uma imagem de espelho nos revela.
    Um poema lindo que nos joga à reflexão.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Zilani...encarar a própria face e reconhecer-se nela no seu mais profundo do ser a ponto de reencontrar a criança interior! uma catarse para poucos.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Uma profunda reflexão da nossa imagem que o tempo incessante moldou ,simplesmente belo querida amiga Zilani,muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Tão desiludida seu personagem tem que lutar para vender esta
    trágica desilusão.
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Zilani.
    Que poema lindo , porem triste.
    Hoje eu me olhei no espelho , também não me reconheci, parecia outra pessoa, por fora inchada ao extremo, por dentro também diferente, talvez um pouco ausente. Me sinto um pouco como o seu poema,me emocionei muito ao ler hoje voltei a lembranças do meu momento de criança, nada pode nós tirar as lembranças da nossa infância.
    Uma linda quinta feira.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Solitária e sem esperanças,que triste.Crianças nunca estão só.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Uma alienação solitária e desafiadora... Voltou a ser criança?! Então haverá uma linda esperança!... Sem vaidades e passos livres...

    Beijos e abraços, Lani!!

    ResponderExcluir
  9. Boa noite
    A beleza de um poema triste, mas muito lindo, adorei.

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  10. Um magnífico poema mas muito triste, Zilani
    Lindo!
    Beijinhos e o meu carinho
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  11. Apesar do lamento implícito, o poema, como todas as suas criações, é de encantar...

    ResponderExcluir
  12. Belo poema e uma tocante história, Zilani. Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  13. Encantamento é a sensação causada pelo seu poema... Lê-se e aos poucos, vivencia-o... Cenas que praticamente todos já fomos ou seremos personagens... Momento mágico!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  14. UN POEMA QUE ME DEJA TRISTE.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  15. Zilani , o espelho da alma faz com que vejamos o que realmente somos . Gostei muito do poema . Agradeço a partilha . Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá, querida Zilani
    Uma poesia com efusão da pessoa que é ela mesma...
    Voltar a ser criança é uma defessa da nossa alma pra encontrar força pra superar obstáculos e contornar para um rumo melhor...
    Lindo poema!!!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe-me o erro de digitação de 'defesa'... é com um s só... Bjm

      Excluir
  17. Olá, Zilani.

    Lindo, o seu poema. Nem alegre e nem triste. Maravilhoso. Amei.
    Abraços

    ResponderExcluir
  18. E é!
    Como viemos ao mundo é que vemos quem somos!
    Beijinho para si!

    ResponderExcluir
  19. ☼ ☀ ☼ ☀
    Un petit passage chez toi pour te saluer Zilani :o)

    Que ton blog est BEAU ! J'aime beaucoup !
    MERCI

    GROS BISOUS d'ASIE
    Bonne continuation !
    ☼ ☀ ☼

    ResponderExcluir
  20. Podemos nos despir de tudo, menos dos sonhos. A forma como observarmos nosso reflexo no espelho é que vai determinar dor ou alegria. Nos seus versos, a tristeza, cantada em bela construção. Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Bom dia

    Simplesmente maravilhoso...Divino.

    Deixo cumprimentos
    *******************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  22. Tanta tristeza e desilusão! Às vezes, acontece.
    Lindo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Amiga, que poema lindo!
    A solidão é nossa companheira, temos mesmo uma solidão interior, e precisamos através da arte soltá-la, para que nosso coração sofra menos!
    Lindo demais e esse som do seu blog é Divino!
    Bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  24. Que lindo poetar, alienação é triste, muito mais quando nos leva ao confronto com nossas verdades!
    Amei ler, poeticamente está um primor!
    Abraços linda poetisa!

    ResponderExcluir
  25. Oi Zilani! Como está?
    Nossa! Estou aqui de queixo caído, deleitado e pleno pela maravilha que compartilhou. Sua verve é mesmo das melhores, dentre tantas nem tanto, que se vê e lê por estas paragens virtuais. Isto se chama beleza. Sou grato pela sua amizade e por nos presentear desta maneira.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  26. Lindo poema Zilani,que nos mostra grandes verdades,principalmente quando nos sentimos solitários.
    bjs amiga e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  27. Um poema triste e belo! O tempo e suas mudanças, no mais das vezes inaceitáveis. Parabéns pela sensibilidade em versos! Bjs no coração amiga!

    ResponderExcluir
  28. Que lindo Lani...que lindo!!!
    Bjs
    Maria

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde, a solidão causa reacções diferentes em cada uma das pessoas que a vivem, muitas das vezes e sem explicação a impotência para ultrapassar a solidão permanece por um vida inteira,
    Gostei muito do poema que relata uma realidade vivida por muitas e muitas pessoas.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  30. Chega sempre o dia em que melhor mesmo é que dancemos despidas de toda a vaidade e preconceito, é quando nos esquecemos da aparência do corpo que ele verdadeiramente se solta e adquire importância. O espelho que se dane, porque se quisermos o nosso corpo dançará e vibrará , de forma diferente é certo, independentemente da idade.
    Um poema de excelência, como sempre, Zilani!
    xx

    ResponderExcluir
  31. QUE POEMA MARAVILHOSO QUERIDA ZILANI, PARECE QUE O POEMA FOI FEITO PARA MIM AMIGA POIS É ASSIM QUE ME SINTO QUANDO AO OLHAR-ME NO ESPELHO VEJO APENAS A MINHA IMAGEM SEM MEU MARIDO, ELE GOSTAVA DE ME ABRAÇAR QUANDO EU ESTAVA DIANTE DO ESPELHO FAZENDO ALGUMA COISA NO ROSTO OU NOS CABELOS E SEMPRE DIZIA:
    " VOCÊ É LINDA DE QUALQUER JEITO "! CHOREI AMIGA!!!!!
    BEIJOS LINDA AMIGA!

    ResponderExcluir
  32. Belo poema Zilani, facetas explicitadas que se encaixam pelo menos em algum momento em cada alma cheia de poesia e instropecção...Não conceberia como alienação e sim como forma de libertação.Bjs. estou te seguindo aqui amiga. Amei!

    ResponderExcluir
  33. Belo e muito profundo o teu poema, porém, um tanto melancólico. Sonhar é um dos nossos direitos que ainda não foi confiscado.

    Beijos e uma ótima noite para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  34. Olá Zilani,
    Minha amiga a sua escrita poética é maravilhosa...Dançar sozinha, cortar os laços e se ver criança para tentar entender a triste solidão...Profundo muito profundo. Parabéns por este Dom Maravilhoso que tens. Te admiro de montão.
    Beijos com muito carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  35. Zilani, voltei no tempo com seu poema e fiquei recordando como amava dançar quando era criança. Sem me preocupar com passos, roupas, ou qualquer outra coisa, era deixar a musica tomar conta de mim. Muita paz!

    ResponderExcluir
  36. Abençoada alienação que tão belo poema produziu.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  37. Boa noite Zilani.
    Vim lhe agradecer pelo seu carinho, você é um tipo de pessoa que eu sinto o maior prazer de interagir, por ser uma pessoa sensível, especial.
    Obrigada amiga por todo apoio.Hoje já me olhei no espelho e me conformei como estou rsrs, Afinal a vida tem dessas coisas, o importante é está viva.
    Um feliz final de semana.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  38. Olá, Zilani!

    Realidade dura a de algumas vidas; nem sempre fácil de aceitar, e ainda mais difícil de lidar.

    Bonito, apesar de tristinho.
    Um abraço e bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  39. Mais um final de semana.
    Nesse postei um pouco de mim
    para você começar a me entender .
    E quem sabe você também a partir
    de hoje me veja com mais amor.
    Uma vez por semana minha postagem
    vai falar sobre mim.
    È necessário falar um pouco de mim,
    e acima de tudo acreditar na presença de
    Deus na sua vida,
    quando os caminhos se confundem é necessário voltar,
    começar a vida tudo de novo independente da nossa idade.
    Que , Deus te cubra de benção
    principalmente de onde tudo parou.
    Um abençoado final de semana.
    Aceite o carinho que hoje te dou
    beijos na sua alma linda.
    E muita paz no seu coração ,
    Evanir..

    ResponderExcluir
  40. Que lindo!
    Nós quando somos nós.Quem somos nós,quando nos olhamos ao espelho?Se conseguirmos enxergar o anjo-criança que nos habita,nada está perdido.Que renascemos!

    Beijão,Zi!Dani.

    ResponderExcluir
  41. Obrigado pelo comentário e por me estares a seguir =)

    Muito bonito o poema.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  42. Que lindo,Lani. Você se supera dia a dia!

    Desculpe não a ter visitado antes,mas estou com meu marido convalescendo de uma cirurgia e entrando pouco no blog para postar, comentar e retribuir. Sem tempo mesmo,querida.
    Obrigada pela visita!

    Beijos e uma semana de alegrias

    Donetzka

    Face Book:

    https://www.facebook.com/donetzka.cercck

    Twitter: @donetzka13

    Instagram: @donetzka


    http://instagram.com/donetzka

    Flickr(Minha galeria de imagens):

    https://www.flickr.com/photos/123498631@N06/

    Youtube (Meu canal):

    http://www.youtube.com/channel/UCnVpBs2C-vL6fd1BaRH3lrA/about


    Blog Magia de Donetzka











    ResponderExcluir
  43. Lindo! Olhar-se e encontrar-se, para perceber nosso lugar no mundo é essencial.
    Beijo fraterno de paz e bem!
    MP.

    ResponderExcluir
  44. Olá, Zilani, tudo bem ?
    Nesta tarde meio sol, meio cinza, de sábado aqui em Sampa, aproveito para te desejar, um fim de semana agradável. Cada um, dentro do seu proporcional tempo. Mas, não podemos esquecer, que é o Criador, o regente dos nossos sonhos e inspirações. Portanto, nesse caminhar de vontades, o que não aconteceu no dia de hoje, é por que, só realizar-se, em um tempo determinado. E todo tempo é tempo, desde que o Pai Eterno, assim, nos conceda.
    Paz e Luz
    Abraços.

    ResponderExcluir
  45. Existem momentos assim em que nos confrontamos com a nossa solidão e nos vemos despidos, sozinhos, desamparados... Sozinhos procuramos conforto naquela música que internamente nos conduz para um mundo melhor, onde os sonhos se comprazem em nos satisfazer, onde a infância volta a nos pintar um futuro lindo... E daí, muitas vezes, ao despertar deste enlevo, sentimo-nos restaurados, renovados e novamente dispostos a enfrentar a vida...
    Sorrisos, amiga, sempre, em teus caminhos, estrelas em volta de ti, e meu carinho,
    Helena

    ResponderExcluir
  46. Boa noite, Zilani!
    Que lindo poema,
    adorei!!
    Bjs e um bom domingo.

    Marcia Pimentel

    ResponderExcluir
  47. .

    .

    . até porque . chegamos e partimos da mesmíssima maneira .

    .

    . :) . muito bonito .

    .

    . um beijo meu .

    .

    .

    ResponderExcluir
  48. Uma obra perfeita, Zilani!
    Cheia de viagens, conteúdo, dramaticidade!
    Grande abraço, sucesso e ótima semana!

    ResponderExcluir
  49. É nús que a gente se encontra.
    Deitar fora, deitar fora, deitar fora
    até encontrar o eu que está no fundo
    até descobrir o seu mundo.

    ResponderExcluir
  50. Querida amiga
    Hoje vim agradecer a sua linda visita ao meu cantinho.
    Muito obrigada!
    Uma linda e muito abençoada semana para você!
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  51. OI Zilani querida

    Lindo poema.


    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  52. Entre chegadas e partidas, uns segundos para deixar um grande abraço.
    Estou com uma espécie de Foto-Blog,porque o tempo não dá para mais.
    Tinha que vir matar saudades.
    :X D

    http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  53. Zilani, amiga
    Seus poemas são lindos! Este parece retratar a passagem da criança para a a idade adulta, onde os conflitos surgem nesta fase e a pessoa sente saudade da tranquila criança que era. Enfim, só na maturidade da vida é que alcançamos a serenidade, que nos faz ver as coisas como realmente são. Na paz consigo mesmo e sem desespero.
    Estou em falta com a amiga que me fez uma grande gentileza! Quero agradecer a avaliação que você fez dos meus contos. Também gostei do "Eternamente Iolanda".
    Grata!

    ResponderExcluir
  54. Boa tarde Lani,
    Poema lindamente escrito,
    exala sensibilidade, mesmo sendo triste.
    A pior alienação, é não reconhecer-se mais...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  55. Belo, Zilani! Quem dera, nos pudéssemos sempre alienar das dificuldades da vida, e viajar em nossos sonhos de criança! Boa semana, amiga.

    ResponderExcluir
  56. Olá Zilani! Fiquei muito feliz com a tua visita e comentário deixado la no nosso Literatura & Companhia. Espero que voltes mais vezes, pois será sempre um prazer renovado. Muito obrigado de coração.

    Beijos e uma ótima noite para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  57. A solidão magoa. Poema sentido e sensível...
    Beijo.

    ResponderExcluir
  58. A só conosco, o mundo tem outra cara. Profundamente reflexivo teu poema. Belo! Lindo teu blog. Te sigo. Bjs

    ResponderExcluir
  59. Corrigindo: onde lê-se a só, leia-se A sós.

    ResponderExcluir
  60. lINDO E PERFEITO AMIGA QUE NOS FAZ REVIVENCIAR A CENA
    COMO SE ESTIVESSEMOS DIANTE DO ESPELHO NOS VENDO
    VOLTAR AO TEMPO NOS SONHOS PERDIDOS AS VEZES ESQUECIDOS OU APENAS GUARDADOS LÁ NO FUNDO DA ALMA BJS PARA VOCE MINHA ADMIRAÇÃO MARLENE

    ResponderExcluir
  61. Bonito, para ler e pensar (copiei de ti).
    Bjs

    ResponderExcluir
  62. Boa noite Zilani.
    Não poderia deixar de vim lhe agradecer pelo apoio, a minha filha também lhe agradece pelo carinho, ela acabou de ler o seu poema e ficou encantada como a forma que escreve, achou muito lindo, ela comentou comigo que é a realidade de muitas pessoas, todo temos um momento desses.
    Amiga uma linda noite.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  63. ¡Hola, Zelani!!!

    Nos dejas unos preciosos versos que llegan al corazón; y me siento un poco identificada con ellos.

    Ha sido un inmenso placer pasearme por tus letras.
    te dejo mi gratitud y mi estima siempre.
    Un besito y se muy muy feliz.

    ResponderExcluir
  64. Oi Zilani! É minha primeira visita aqui.
    Achei lindo seu poetizar! Sutil e reflexivo, talvez um pouco melancólico, mas não triste ou deprimente.
    Essa alienação que algumas pessoas experimentam como a personagem de sua poesia é chamado de dissociação. Ela pode vir espontaneamente ou de algum transtorno de personalidade.
    Parabéns pelo blog. Gostei muito e voltarei mais vezes!
    Beijos.

    http://colunadami.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  65. Por favor, me perdoe pela copia e cola.
    Mas hoje é por um motivo especial.
    Levar ao conhecimento de todos aos meus amigos o meu mais recente trabalho.
    Desde já agradeço o seu carinho, sua atenção e sua compressão.

    Vem ai Uma Menina Chamada Esperança!
    Em breve comunicarei o lançamento deste emocionante livro! Que ao voltar no tempo dos nossos antepassados, nos faz renascer para a chama da esperança, - olhar para o futuro e ver nossos sonhos realizados!
    Querida amiga, eu ficaria muito feliz se pudessem me ajudar a divulgar meu mais novo trabalho, o qual foi feito com muito carinho e dedicação para todos os leitores que gostam de viajar entre as palavras de um livro. É um livro juvenil, mas que com certeza vai tocar o coração de todos. Assim é o que eu desejo.
    Penso que estou pedindo um pouquinho demais, mas se for possível me ajudar também curtindo Esta postagem na minha pagina e a pagina deste livro no face eu lhe agradeço de todo o coração.
    Muito obrigada!

    https://www.facebook.com/UmaMeninaChamadaEsperanca?fref=nf



    Logo que tiver uma data precisa do lançamento do livro avisarei a todos.
    Conto com o apoio de cada um de vocês, para a Menina Esperança realizar o seu sonho!
    Desde já agradeço o seu apoio e amizade.
    O meu muito obrigado
    Que abençoe a abençoe hoje e sempre....
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  66. Piora muito quando a realidade é a própria alienação.

    Um poema que toca.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  67. Boa tarde Zilani!

    Poema profundo e ao mesmo tempo triste.
    Alienação não é bom.Vem a mágoa e a tristeza.

    Beijos
    Nati

    ResponderExcluir
  68. Caramba, nem sei o que comentar, face a esta melancolia que exala dos seus versos e também da música. Belo demais, apesar das lágrimas. Alienação que liberta.
    Beijinho, um doce fim-de-semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  69. De volta "só pra dizer" que tenhas um maravilhoso fim de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  70. Zilani querida!
    Linda publicação.
    O que para alguns pode ser alienação; para outros, pode ser autoconhecimento. E os sonhos regem parte da nossa vida, em alguns momentos, uma grande parte.
    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  71. Oi Zilani!
    Quanta beleza há nos teus versos!
    Triste sim...mas lindo!
    E penso sim, que devemos nos despir de tudo que nos faz mal, e como criança correr atrás dos nosso sonhos...e acreditar!
    Fique com Deus querida amiga, e um ótimo final de semana!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  72. Olá Zilani
    Passando por aqui para desejar um ótimo final de semana. Poema reflexivo. Bjs querida.

    ResponderExcluir
  73. Talvez, num mundo ideal, não precisássemos de espelhos. O olhar do outro, carinhoso, nos bastaria. Nossa própria auto-estima, com dignidade e sem vaidades, nos bastaria. Não haveria o medo da rejeição...mas não é o mundo em que vivemos, e a lição de aceitar-se a si mesmo e saber-se digno seja qual for a circunstância de sua vida, pode durar a existência inteira. E no fim, descobre-se que a criança interior tinha todas as respostas.
    Magnífica poesia, querida Zilani!
    Abração
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  74. Amiga aqui é visitar ler tudo que é bonito
    e sair daqui com a certeza que estamos felizes
    por ler poesias tão bonitas bjusssss

    Abraços de bom final de semana

    _______Rita!!!

    ResponderExcluir
  75. Oi Zilani! Mais uma vez, aceite meus agradecimentos pela visita e comentário. Fiquei feliz por teres gostado do soneto.

    Beijos e um ótimo final de semana para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  76. Olá, Zilani, como vai?
    Lindo poema! apesar de se perder de si, reencontrou-se desvencilhando-se de suas amarras. O espelho tem efeito poderoso sobre nós, já me fez chorar muito também. Um abraço!

    ResponderExcluir
  77. .

    .

    . passo para desejar um fantástico final de semana . :) .

    .

    . um beijo meu .

    .

    .

    ResponderExcluir
  78. Todos passamos por momentos destes em que a nostalgia e tristeza tomam conta de nós e é então necessário despir não só a roupa, mas também a alma como que para a lavar e tudo recomeçar....

    Muito, muito bom

    Bom fim de semana

    Bjgrande do Lago

    ResponderExcluir
  79. ¡Hola, Zelani!!!

    Paso a agradecer tus palabras; y nuevo releer tu exquisito poema.
    Sabes, pienso que el espejo en donde se refleja el alma! Y nos dice lo que siente y a veces, frente a el también derramamos nuestras lagrimas.

    Un placer inmenso. Y un abrazo grande.

    ResponderExcluir
  80. O espelho nos retrata!
    Muitas vezes fica uma esperança de ainda termos sonhos, esperança, mas a dor de algumas lembranças ficam muito fortes em nossa mente, e quando menos esperamos, voltamos a ser crianças!
    Bom domingo e bjus linda!
    http://www.elianedelacerda.com
    Você escreve poemas lindos demais!

    ResponderExcluir
  81. Aquele que não consegue "companhia" quando sente a solidão, só tem a solidão por companhia.
    ... E isso é que deixa dor e melancolia.
    Um belo Poema.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  82. Tudo muda, tudo se transforma e nesse tudo estamos incluídos nós; se não entendermos que a cada dia que passa mudamos tanto interiormente quanto na aparência, o sofrimento será grande e a aceitação da idade será pior. O melhor é prepararmo-nos para a solidão, porque se a vida nos conceder uma longa existência, haverá um dia em que teremos de nos bastar a nós mesmos e é bom que comecemos desde já a pensar nisso, amiga. Teremos com certeza a companhia de boas lembranças do passado que nos deixarão tristes por não mais voltarem a ser reais, mas que nos lembrarão de que ainda estais vivas e que devemos aproveitar essa benção com a alegria possível A imagem que o espelho reflete não tem importância; o que interessa é a imagem refletida pelos nossos olhos; esses, sim, são o espelho da nassa alma e refletem a nossa essência. Agora, amiga, é só para te dizer que adorei o poema, lindo e profundo; sim, é triste, mas é a pura realidade. Beijinhos e até breve
    Emília.

    ResponderExcluir
  83. Oi, bom tudo, Zilani
    Eu vim aqui, neste domingo, lhe trazer um verso, para você, refletir comigo:

    I
    Lágrimas despejadas, amargas, em desobrigas de ir embora.
    E já não basta terços, rezas e patuás, que outrora consolava
    Em rodas de ritos, a cólera maldita, assobiante com o ebola
    Agride a terna Mãe África, desesperada, pelos filhos, chora.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  84. Oi Zilani! Acho que já chorei assim...é triste quando o mundo não nos aceita como somos, mas é aí que temos que nos mostrar fortes e sorrir sempre. Não acho certo tentar mudar, tentar ser outra pessoa pra que os outros nos aceitem...

    ResponderExcluir
  85. OI QUERIDA ZILANI.
    REALMENTE SOMOS MUITO RESPONSÁVEIS PELAS PESSOAS QUE CATIVAMOS E ISSO NOS DEIXA COM UM COMPROMISSO QUE NÃO PODE SER DESFEITO E É MARAVILHOSO CATIVAR AMIGAS COMO VOCÊ E AS QUE TENHO ENCONTRADO AQUI VIRTUALMENTE!
    AMIGA, ESTOU AMANDO A MÚSICA QUE ESTÁ TOCANDO E EU GOSTARIA DE COLOCAR UMA MÚSICA QUE MEUS NETOS CANTAM NA IGREJA, ELES TEM UMA BANDA QUE FAZ O LOUVOR NA IGREJA, É MUITO LINDA , MAS EU NÃO SEI COMO COLOCAR NO BLOGGER, JÁ TENTEI DE VÁRIAS FORMAS E NÃO CONSEGUI!
    PODES ME AJUDAR , AMIGA????
    TENHA UM DOMINGO GRANDEMENTE ABENÇOADO!
    BEIJOS COM MUITO CARINHO!

    ResponderExcluir
  86. Maravilhoso poema, bendita alienação, às vezes necessário momento de fuga...
    Mil aplausos!!!
    Beijos, Zilani.

    ResponderExcluir
  87. As vezes até nos sentimos assim alienados da vida...
    Beijo Lisette,

    ResponderExcluir
  88. Lani,

    Que versos lindos!!

    Li uma vez que a loucura é pura.

    Meu paizinho enlouqueceu e voltou a ser criança.

    Sei que foi feliz!!

    beijinhos, querida,

    ahhhh, que bela seleção musical...estou aqui embevecida ouvindo, ouvindo...

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  89. Querida Lani
    Infelizmente, muita gente está a sentir exactamente o mesmo, mas não tem a sua sensibilidade,nem a sua arte poética para,assim,poder expressar o que sente.
    Há muitas pessoas que não admitem a vida a não ser no contacto permanente com o próximo,haja barulho ou não,no meio de rodas de conversadores alegres...
    Não é por acaso que alguém concluiu que :«O Homem é um ser eminentemente social».
    Parabéns.
    O seu poema é belíssimo e retrata uma situação muito mais comum do que pensamos.
    Parabéns.
    Beijinhos
    Beatriz

    ResponderExcluir
  90. Aguado o próximo post, Zilani. Boa semana!

    ResponderExcluir
  91. Boa noite Zilani.
    Obrigada pelo carinho.
    Que Deus lhe abençoei e lhe guarde.
    Uma feliz semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  92. Identifiquei-me neste poema, Zilani. Sorria à medida que ia lendo. Tenho um texto em prosa em que falo desta "evasão" tendo como cenário de fundo o espelho. Na verdade, há algo de real no meu escrito (e provavelmente também no teu); adorava representar uma outra personagem em frente ao espelho...Hoje li esta frase que acho apropriada ao poema "A arte existe para que a realidade não nos destrua. Nietzshe"
    Meu beijo :)

    ResponderExcluir
  93. Uma lavagem de alma, numas palavras tão sentidas.
    Bjo e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  94. Um espelho revela o que tentamos esconder de nós
    mesmos. Sou várias diante dele, sem perder a essência que é e há de ser sempre criança.
    Mágico o seu espelho. amei.bjs.

    ResponderExcluir
  95. Somente voltando a ser criança se resgata a inocência perdida e alivia as dores sntidas.Ver as coisas com leveza.
    Lindo poema minha querida Zi,xeru!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.