Seguidores

Recanto das letras

domingo, 17 de agosto de 2014

FINGIDA HARMONIA...


  
O silêncio pesa, entra pelas entranhas,
Nenhum som, nem ao menos palavras estranhas,
Dois seres agora, ocupando lugares diversos,
Nem os olhos se encontram, pensamentos dispersos...

Suas almas repousam, de sofrer, cansadas,
Em noites vazias, sós, desesperançadas,
Em jazigo perpétuo, cada sonho enterrado,
E o pranto ecoando, nas paredes do quarto...

Cama coberta, com lençóis de dissabores,
Não é mais macia, endurecida por rancores,
Carinhos não feitos, paralisados, adormecidos,
Engessados em tempos, já quase esquecidos...

E, enquanto o amor, lhes escorre da vida,
A solidão se agiganta, grande, desmedida,
Representam uma harmonia, irreal e fingida,
Na qual sucumbem... Morrendo um pouco, a cada dia...


         Lani        (Zilani Celia)

80 comentários:

  1. Lindo poema
    Podemos evitar que a solidão tome conta de nós... Mas sou suspeita para falar, dou-me bem com ela,
    Mas gostei.

    Tem uma semana feliz
    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Que o amor não seja fingido... Mas cativado e companheiro!
    Muito bonito, forte e reflexivo, Lani!!

    Beijos e o desejo de que tenha uma ótima semana...
    Com carinho...

    ResponderExcluir
  3. Triste, porém belo, poema. O desamor e a solidão podem dor muito.
    Beijo*
    Renata

    ResponderExcluir
  4. Há silêncios leves e pesados. Quando pesados, gritam o desalento de tudo o que ficou pelo caminho. É o silêncio de quando nada se passa e tudo parece "estar bem", é o estar bem da rotina podre. Do desamor e indiferença que gera solidão.
    Tantos casais vivem assim!...:-(
    Muito belo o teu poema, Zilani!
    xx

    ResponderExcluir
  5. A pior solidão é aquela a dois.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida Zilani
    Se os sonhos são enterrados aos poucos.. o dia a dia é antecipação da morte terrena...
    Lindo poema!!!
    Bjm fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  7. Oi Zilani!
    Poema muito lindo e triste...Triste ver o amor morrendo a cada numa solidão a dois.Bjs

    ResponderExcluir
  8. Estonteante realidade... É a "História de um Amor": ..."Já não estás mais ao meu lado coração / E minh'álma está cansada de chorar / Sei que já não posso ver-te / Por que Deus me fez querer-te / Me fazendo sofrer...."
    Perfeito poema e trilha sonora!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Zilani...canções e poesias que contam e cantam as dores do desamor,triste a indiferença, mas muito mais triste o ódio que muitas
    vezes perpassam pelas separações. Na indiferença, as vezes sobra a amizade e a possibilidade do amor renascer com pessoas diferentes...mas o ódio corrói e é pernicioso e é como erva daninha que pode destruir o ressentido. São dores do mundo longe da harmonia e do amor incondicional. Infelizmente existem.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  10. Triste, sim, Zilani... mas tão verdadeiro e belo! Boa semana, amiga.

    ResponderExcluir
  11. Que os medos nao atormentem os nossos pensamentos nesta constante solidao de se sentir so mesmo quando estamos acompanhados ,uma morte lenta mas infelizmente anunciada ,muitos beijinhos querida amiga Zilani

    ResponderExcluir
  12. QUEDÉ MUY CONMOVIDO...!
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  13. Infelizmente é um retrato de muita gente na atualidade. Conheço alguns casais assim. Só na minha família existiam 3. Uma delas o ano passado criou coragem e quebrou as amarras. Divorciou-se.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  14. Ah! Esqueci dizer que há capítulos novos de Isabel.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  15. Zilani,
    um grande amor nunca deveria terminar. E muito menos nos fazer sofrer.
    Lindo teu poema amiga.
    Um beijo grande e boa semana. Até!!!

    ResponderExcluir
  16. Sofrido demais mas um belíssimo poema.
    Os silêncios de que fala, matam aos poucos o nosso sentir, restando a indiferença e uma vida de aparências...
    Bjo, Zilani

    ResponderExcluir
  17. Olá, como está`?
    Morremos um pouco, a cada dia mas, felizmente, também nos erguemos um pouco mais a cada dia!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  18. Olá Zilani
    Mais um belo poema.
    E por falar em poema eu quero agradecer o teu voto na minha poesia Eu choro em silêncio no Ostra da Poesia
    e te convidar para votar novamente, pois eu me classifiquei para a final.

    Não agradeci antes porque não podia revelar a poesia. Agora tá liberado;

    Desta vez é preciso votar nos comentários como antes, mas também confirmar no chat cujo banner está a direita da flecha piscante.

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  19. º° º°。☆ ★彡 C'est une très très belle publication !

    MERCI beaucoup chère Zilani pour ce superbe poème !!!

    BISES d'Asie et bonne journée !!!

    ResponderExcluir
  20. Minha querida

    Há silêncios que se tornam tão pesados como uma pedra a esmagar-nos, por vezes feitos de uma paz podre.
    um poema que me tocou profundamente, porque sei do que falas.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  21. Poema que mescla beleza com tristeza e emoção, Zilani. Mt tocante. Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  22. Sem um amor para viver , a solidão vem , até certo ponto ela é boa , mas não para sempre.
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Zilani querida


    Que coisa mais linda esse seu poema...
    As vezes a gente faz isso mesmo... Nos afastamos mesmo estando perto e viramos verdadeiros estranhos.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  24. Olá, Zilani!

    Solidão a dois,ou uma triste forma de vida...aqui muito bem descrita, neste triste poema.

    Um abraço e boa semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  25. Sem amor tudo fica vazio e escuro.A solidão só é boa se for temporária.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Seu poema me tocou! Creia!... São versos belos e verdadeiros que escancaram a realidade de muitos...
    Boa semana, cara amiga!

    ResponderExcluir
  27. Passando para agradecimento!

    Agradecer
    Elogiar, pelo belo que faz
    E parabenizar é uma virtude que
    nos temos para com os bons amigos
    E com carinho de sempre recebo sua
    visita com muito amor
    Sua presença é marcante no meu
    Cantinho

    Bjusss

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  28. Que poema mais lindo,Lani! Infelizmente há muitos casais que vivem assim! bjs,

    ResponderExcluir
  29. Olá, Zilani! É muito triste quando o relacionamento chega nesse ponto, e penso que, quando se identifica essa situação, de distanciamento, de ausência de cumplicidade e conexão, o melhor é o afastamento o quanto antes, pois persistir gera ainda mais dor. Um abraço!

    ResponderExcluir
  30. Que triste, Zilani... Um amor acabar assim... Dói demais.
    E seu poema consegue retratar muito bem.

    Lindo dia.
    Lambeijinhos pra Candy, abração esmagador pra vc.

    ResponderExcluir
  31. Há silêncios demasiado ruidosos. Há palavras que pesam mais do que silêncios... Há amores que não cabem nas palavras nem no silêncio...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  32. O silencio, distancia, rigidez dos lençóis, tudo é causado pela falta de alimento ao amor, com pequenas coisas diárias importantes. alimenta e fortalece o amor.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  33. E, enquanto o amor, lhes escorre da vida,
    A solidão se agiganta, grande, desmedida,
    Representam uma harmonia, irreal e fingida,
    Na qual sucumbem... Morrendo um pouco, a cada dia...

    Lindo e muito profundo. O sofrer quando separados doe menos.

    Beijos e muita paz para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  34. Belo poema carregado de melancolia, já que é característica tua, se inspirar nas desilusões e nos desamores...
    Interessante a associação com a trilha sonora (História de um Amor)!
    Parabéns pela sensibilidade!
    Abraços, Zilani!

    ResponderExcluir
  35. Fora as palavras.....é um belo poema....
    Por vezes, a solidão me acalma.....
    Beijo

    ResponderExcluir
  36. É triste quando ocorre esta harmonia fingida entre os casais, Zilani
    Lindos versos!
    Te desejo uma bela tarde
    Beijos para tí e afagos na Candy
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  37. Não há dor maior do que um amor, harmonia fingida. É nessa hora que o silêncio pesa e grita por mudanças.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  38. OLÁ QUERIDA ZILANI, QUE POEMA MARAVILHOSO, MUITO INSPIRADOR!
    OBRIGADA PELA SUA VISITA E PELAS LINDAS PALAVRAS QUE DEIXASTE NO MEU BLOG!
    É VERDADE, ESTOU MELHORANDO AOS POUCOS POIS A MINHA FÉ NO SENHOR É TÃO GRANDE QUE ELE SEMPRE ESTÁ ME AJUDANDO A SUPERAR SAUDADE, DOR, SOFRIMENTO E ACEITAR JESUS COMO MEU SALVADOR FOI UMA VIRADA GIGANTESCA NA MINHA VIDA. HOJE ACEITO MELHOR OS MOMENTOS NÃO TÃO BONS, O QUE ME FAZIA SOFRER MUITO ANTES!
    SÃO AS ORAÇÕES DOS FILHOS DA COMUNIDADE DA IGREJA QUE ESTÃO ME AJUDANDO MUITO!
    UM GRANDE BEIJO AMIGA E VOLTA SEMPRE!
    FICA COM DEUS!!!!!

    ResponderExcluir
  39. Zi,

    É o prenuncio do fim que vai dilacerando um passado que já foi doce, um presente amargoso e um futuro que já foi delineado.

    bjs

    ResponderExcluir
  40. Boa noite Zilani.
    A pior solidão é aquela que mesma acompanhada há solidão, o que acontece com muitos casais, pelo menos comigo aconteceu, com mais de 10 anos de casada me sentia só, ele vivia trabalhando pensando em crescer, não sabendo que eu o amava mesmo sem o que ele almejava ser, terminou que morreu jovem pela fatalidade da vida.
    Demorei em lhe visitar amiga pois a minha saúde não estar me permitindo visitar meus amigos virtuais,mais feliz por ter uma pessoa tão legar interagindo comigo, obrigada pelo carinho.
    Um feliz final de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  41. As pessoas vivem em cena....nada é de verdade.
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  42. Isso que é triste,essa fingida harmonia,onde apenas há encenação e não apresentação e concretização de uma história de amor.
    bjs amiga Zilani.
    Adorei o poema.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  43. Lani,

    Quando o coração não sorri mais para o amor, é melhor não fingir.

    Que fique as boas recordações e que haja um novo recomeço.

    Beijinhos, um ótimo final de semana,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  44. Bom fim de semana.bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  45. Olá Zilani, Lindo, profundo, realidade de alguns (ou de vários?) retrata teu poema! Emocionante! Aplausos! Feliz final de semana e muito obrigada pela visita! Um abraço...

    ResponderExcluir
  46. Querida Lani
    Relato poético de uma situação que,infelizmente, é cada vez mais frequente!
    Cada um de nós,na medida do possível,se conhecer algum problema semelhante,deverá,sempre que puder,ser um intermediário da paz. Com a nossa personalidade, a nossa sensibilidade,até a nossa respeitabilidade,idade ou autoridade,pode reverter o que poderia parecer impossível!
    Ou a mãe de um deles a cuja linguagem de mulher que é mãe já estão habituados,com simplicidade no coração e cheia de boa vontade,esperança e confiança,ou o pai,podem fazê-los ver que há compromissos que deveriam ser para sempre!
    Parabéns pelo poema.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  47. Nem sempre os relacionamentos são eternos. E quando terminam são como expressa seu poema... triste.
    Obrigada pela visita. Muita paz!

    ResponderExcluir
  48. Muito bonito poema!
    É uma realidade bem retratada.
    bjs

    ResponderExcluir
  49. Oi Zilani! Triste, mas verdadeiro... bjks Tetê

    ResponderExcluir
  50. Belíssimo poema. Isso acontece mais do que podemos imaginar...
    Zilani, beijos!

    ResponderExcluir
  51. Somos filhos da angústia,do caos.E quando dentro de nós está configurado tal caos,é porque estamos vivos.A harmonia,o tal do equilíbrio,só se estabelece com os mortos,pois esses,já não sofrem mais as insanidades terrenas.Quanto a nós,resta-nos saber convivermos com esse caos que nos habita,essa bagunça...E a verdadeira harmonia se estabelecem aí:no equilíbrio.Sorrir para angústia,não fazer dela um monstro devorador de vidas,mas sim,sua cúmplice.Não podemos viver sem dor!mas há meios de amenizá-las.

    Beijão,Zi!Dani.

    ResponderExcluir
  52. Olá amiga! Passando para te cumprimentar e desejar um ótimo final de semana para ti e para os teus. Fiquei feliz por teres gostado da baboseira que escrevi.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  53. Beleza de poema ,Zilani. Retrata bem a realidade de muitos casais de nossos dias. Infelizmente! Dividir o mesmo espaço e cada um no seu mundo>>> terrível1 Bjs BFDS .

    ResponderExcluir
  54. Passando para desejar amiga um lindo e abençoado domingo.
    Obrigada pelo carinho, é uma pessoa muito especial.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  55. Que triste quando a vida se resume a isto. Um prenúncio de fim, sem dúvida. Para que a esperança volte a inundar os buracos silenciosos nestes dois corações.
    Beijinho, um doce domingo
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  56. Mais que uma poesia, é um desabafo vindo da alma. Obrigada pelo comentário super carinhoso e também estou te seguindo. Bjos e tenha um lindo domingo.

    ResponderExcluir
  57. Oi Zilani.

    Vim agradecer os votos no Ostra e dizer que tirei segundo lugar, o que é uma façanha considerando que o nível estava altíssimo.
    Abraços

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  58. E tenho a felicidade de ter amigos que cuidam
    de mim.
    As visitas que recebo são presentes de Deus
    para minha vida. são vocês que me dão alegria para continuar
    e a certeza de que nem tudo no mundo é igual.
    Que mesmo quando atravessamos o oceano
    com nossas mensagens de amizade ,
    temos a certeza do dom de falar
    através do tradutor todas as línguas.
    Isso serviu para unir Países e muitas gerações.
    Agradeço o carinho do seu voto. Deu tudo certo.
    Sagrei-me vencedora do 9º Pena de ouro.
    Nada poderia dar errado quando se leva paz
    e amor e uma amizade infinita.
    Feliz e abençoada semana
    carinhosamente.
    Evanir

    ResponderExcluir
  59. Que fundo musical lindo!!!!!!
    Romântico e sensual, imaginei dois amantes ...
    Lindo poema!!!!!
    Bjus
    Semana de luz,querida!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  60. Boa semana, Zilani! Aguardo o próximo post.

    ResponderExcluir
  61. Quando o silêncio tem o peso de mundo
    as bocas ficam secas de palavras.

    ResponderExcluir
  62. Bravos Zilani, um poema muito real, infelizmente as pessoas não entendem o que é realmente amar, por isto, tantos desencontros, tantas mágoas plantadas em corações sensíveis, bjos Luconi

    ResponderExcluir
  63. Bom dia Zilani,
    Amiga me emocionei ao ler tão belo e verdadeiro poema...Quantos não vivem essa triste solidão a dois, triste e real...Medos e desejos, vontades e dissabores que ficam guardados no coração e não acham saída. Aplausos para ter lindo, triste e maravilhoso poetar.
    Beijos com muito carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  64. Zilani Celia, um beijo no seu coração. Lindo o texto que acabei de ler. É a beleza das palavras em frases poéticas.

    ResponderExcluir

  65. Querida amiga e poetisa Zilani !!!!!!

    Passando por aqui para deixar o meu
    Abraço e carinho e, ao mesmo tempo,
    Deleitar-me com a beleza de seu Blog e
    Conteúdos. Perdoa-me a demora na visita,
    Tenho estado muito atarefado. Quero também
    Desejar-lhe um lindo dia e maravilhosa semana,
    Com muita paz, amor e felicidade em seu
    Coração. É o que lhe desejo!

    Beijos de luz !!!!!!!!

    POETA CIGANO – 26/08/2014

    http://centelhaspoeticas.blogspot.com

    “Meus Sonhos e Devaneios Poéticos”

    ResponderExcluir
  66. Fingir só nos prejudica, somos os primeiros afectados.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  67. A solidão é um sentimento que dói, perincipalmente quando se está acompanhado.O fingimento pouco dura porque percebe-se nas entrelinhas.
    A tua poesia é uma realidade.
    Abração.

    ResponderExcluir
  68. Olá Lani!

    Em primeiro lugar parabéns pelo lindo poema.
    Muitos vivem na solidão mesmo estando rodeados de amigos e família, é uma solidão da própria alma. E isto não leva a lugar nenhum, precisamos ter uma luz divina para nossa alma não sentir este mal.

    Amiga eu estive afastada devido uma cirurgia, foi em abril, foi preciso.Estou de volta, fiz outro blog, recomeçando de novo.
    Não esqueci de você Lani.

    Vou linkar seu blog. Beijos amiga.

    ResponderExcluir
  69. Lindíssimo este seu poema, cara Zilani.
    Descreve com emoção tantas e tantas vidas.

    Obrigada por este belo momento.

    Bj

    Olinda

    ResponderExcluir
  70. Olá Zilani, bom dia!
    Mt lindo o seu poema! O amor desfaz qualquer solidão, não deixemos que ele se escorra da nossa vida!
    Grande beijo!
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir
  71. obrigada pela torcida!!! se puder nos ajude e divulgar nosso trabalho, assim mais pessoas tem acesso e as chances dos nossos animaizinhos serem adotados aumenta!!!
    amei seu blog!!

    bjs
    Flavia
    www.secret4beauty.blogspot.com
    www.adoteumfocinhocarente.blogspot.com
    loja virtual: www.adote.iluria.com

    ResponderExcluir
  72. Belissimo poema. O amor é um dos mais lindo sentimentos.,
    Bjos tenha um ótimo dia.

    ResponderExcluir
  73. Bom dia Lani,
    Poema triste e bonito,
    que descreve perfeitamente como é uma solidão a dois.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  74. Bom dia Zilani! Sim , bem interessante a criatividade da nossa amiga. Achei de muito bom gosto, assim como eu, que não sou muito visitada, tenho a oportunidade de pelo menos tornar meu blog mais conhecido. Sabe Zilani, a net tem seus prós e contras, e uma das coisas boas é que a gente se afina com algumas pessoas maravilhosas nesse mundo virtual, que criamos vínculos,entre , os poucos leitores que aqui vem,, tenho alguns que tenho uma afinidade e pareço incrível.... Você é uma dessas pessoas. Obrigada por apreciar minhas respostas, sua visita é um presente maravilhoso. Tenha um dia Azul. Bjs no core!

    ResponderExcluir
  75. Querida Zilani, Me emociono tanto com seus poemas, esse é mais um que considero perfeito. Há algo de mágico neles. bjs. Boa noite. Essa música Mon amour é uma das minhas prediletas. Parabéns.

    ResponderExcluir
  76. Parabens pelo blog muito rico em poemas, continui assim.

    ResponderExcluir
  77. Oi Lani!
    Que poema lindo e muito verdadeiro.
    E quantos lares estão estes fantasmas a assombrar, e temos com ardor espantá-los. Pois nada podem contra a semente do amor!
    Um grande beijo e abraço!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  78. Lindo e inspirador amiga.
    Aplausos pela bela arte.
    Abraços
    Bju

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.