Seguidores

Recanto das letras

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

RETRATO DA SAUDADE



  Quando lembro daquele retrato, da sala da minha infância,
  Vejo o olhar, o braço protetor sobre o ombro,
  Gravados em minha memória de criança,
  E ele lá, valentemente pendurado...

 Á medida que eu crescia,
 Ele se apagava, desaparecia,
 Um grande fascínio sobre mim exercia,
 Até quando, pensava... Ele resistiria?

E se na noite escura eu tinha medo,
Espiava pelo vão da porta entreaberta, ainda lembro,
La estavam eles na parede da sala,
Sorriam para mim carinhosamente e eu me acalmava...

Entre meus devaneios de criança, cresci,
O quadro da parede da sala, antevi,
Sendo dali retirado, deteriorado,
Mas eu ainda vi os dois, lá juntinhos, abraçados...

O retrato da sala de minha infância se apagou,
Mas em minha lembrança a imagem se solidificou,
Meu pai e minha mãe, bonitos, felizes, abraçados,
Para sempre em meu coração, assim estão gravados...

Lani

40 comentários:

  1. Bela,nostálgica e linda homenagem em poesia, querida Zilani. Assim são os momentos da vida, aonde guardamos as sementes de uma lembrança que não se apaga jamais dos quadros que se expõem em nossa alma! Parabéns por tão bela inspiração! Beijos a ti e tudo de bom e belo em teu viver!

    ResponderExcluir
  2. Olá, vim convidar vc apara ver as novidades em meu blog,espero vc por lá.
    Muito obrigado
    Neinha

    ResponderExcluir
  3. Querida, vim agradecer a tua presença no meu Blog e conhecer o teu. Amei! Já me instalei.Vim e voltarei sempre.
    Guardar lembranças lindas no coração enfeitam a alma e solidificam o amor.Belo poema. Abraços eloah

    ResponderExcluir
  4. Oi Lani :)
    Que lindo esse poema 'retrato da saudade'.
    Gostei muito.
    Bela lembrança da sua infância...
    Bjs!
    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. Oi Zilani, seu blog é sempre muito fofo! Bjus e fica com Deus...

    ResponderExcluir
  6. Dizer que gostei seria constatar o óbvio.
    O poema é lindo e deixa dentro de nós como que um amargo na boca.
    Revi-me em cada estrofe, senti cada momento como se eu fizesse parte dele.

    ResponderExcluir
  7. Olá querida, vim retribuir a sua linda visita e aproveitar para dizer que já estou te seguindo.
    Mto obrigada mais uma vez pelo carinho.
    Bjos Neinha

    ResponderExcluir
  8. Saudade sempre por perto.Lindo seu poema, parabéns.Beijos

    ResponderExcluir
  9. Que bela lembrança!

    Eles estão em nós.

    Beijos, Zilani

    ResponderExcluir
  10. Minha amiga são essas doces e ternas lembranças que que nos acompanham a vida inteira e que muitas vezes nos dão força para continuarmos a caminhar. Lindissimo!!!
    Bom restinho de domingo e uma excelente semana.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  11. Minha querida

    Doces lembranças que ficarão guardadas na nossa recordação esses doces momentos.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  12. A saudade nos mostra diversas faces onde foram retratadas lembranças eternas.

    Paz & bem!!!

    www.lleandroaugustto.blogspot.com

    www.eu-e-o-tempo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu vivo este clima de nostalgia sentindo saudades de tudo: pessoas (amigos e parentes), lugares e situações tão boas que vivi... recordar é viver, Zilani. Acho que Deus nos deu esta capacidade de ter a memoria e sentimento para que possamos ser mais do que corpos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Nossa desses momentos eternos são o que guardamos de belo, na memória e no coração lembranças que jamais vão se apagar. Outro dia minha filha chorando (ela tem 9 anos) me disse mãe estou perdendo meu pai da minha mente, tem hora que não consigo me lembrar do rosto dele (quando ele se foi ela tinha 4 aninhos). Eu disse a ela: na memória, a face dele o tempo pode até te roubar, mas quando sentir saudades lembre dele nas fotos é só me pedir para pegar, porém de seu coração ele jamais perderá o seu lugar. Sim querida, o tempo é um aliado na dor, mas tende a querer apagar a imagem, mas o amor ninguém poderá apagar. Lindo demais seu poema. Obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  15. Isto é um pouco confuso para usar o tradutor, porque eu não acho que eles fazem tão literalmente, mas a essência permanece siempr.

    Lindos versos lembram seus pais. Nostalgia vem a nós em cada turno. Hoje é nesse quadro, amanhã ... apenas em cada esquina.

    Prazer de ler você.
    Beijos Zilani.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Texto lindo e sensível…

    Um beijo da Nita.
    De boa noite…:)

    ResponderExcluir
  18. Olá! Muito obrigada pelo carinho!Passando pra avisar que tem post novo e campanhas! E desejar uma quarta-feira abençoada! Grande e afetuoso beijo em seu coração! Te espero..... Vem! Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
    http://twitter.com/@elaineaverbuch

    ResponderExcluir
  19. São doces lembranças eternamente guardadas no nosso coração. Muto lindo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. lindo e intenso como um desabrochar de uma rosa, um super beijo e uma linda noite!

    ResponderExcluir
  21. Vai chegar um momento da nossa vida, que iremos contar só com a memória, e quando esta faltar, ai ai ai, é triste, pois minha avó ficou assim, mas vamos ser otimista quanto a nós certo...beijos floridinhos para você...

    ResponderExcluir
  22. Meus parabéns! Gostei muito do seu blog. Que o Senhor Jesus Cristo te abençoe, abundantemente.

    Visite o meu blog e me adicione ao seu. Vamos fazer uma parceria. Aguardo sua confirmação.

    Acesse: http://iijesuseocaminho.blogspot.com

    Abraços.

    ResponderExcluir
  23. Belo como um retrato de família! Parabéns Lani.

    Se possível por favor visite meu blog e dê sua opinião:
    http://reflexoesdo719r.blogspot.com/

    Abraço.

    ResponderExcluir
  24. Célia he tratado de recorrer tu blog y devolverte así tu visita al mio, pero no he encontrado traductor y yo de portugués no entiendo nada, te recomiendo colocar uno, es sencillo hacerlo, sino estarias escribiendo únicamente para los que hablan portugués.
    Te dejo un beso.

    ResponderExcluir
  25. Olá, Zilani!

    Bonita memória com que ficar dos pais - que sempre nos acompanha pela vida fora, mesmo quando o retrato possa já ter desaparecido...

    Beijinhos; bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  26. Olá minha querida amiga!!!
    Vim lhe visitar, deixar meu abraço e colocar meu bloco na rua. E dizer-lhe que sua "Escola" é tudo de bom.Nota 10 em todos os quesitos, 10 em "harmonia", 10 em "alegorias", 10 em "adereços" e principalmente 10 pelo "conjunto". Que sua "evolução" nunca se dissipe e que você seja sempre a campeã desse samba-enredo chamado "Vida".Nessa folia, sou arlequim de sua paz e de sua alegria em viver.Conte comigo para convencer os jurados, de que sua "Escola"(blog) é NOTA DEZ em tudo.Bom Descanso!!! Rubi Valente.
    www.valentebrasil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Zilani, teu poema me reportou uma experiência pessoal parecida, no meu caso o quadro na parede da sala era do meu avô paterno que faleceu muitos naos antes do meu nascimento.
    Parecia que ele olhava pra mim...
    Adorei!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Que bom ter o dom da palavra, o dom do agradecimento!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  29. Belo escrito sobre recordações...
    Gosto de te ler, Zilani.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  30. Olá querida, obrigado pela visita. Sou teu seguidor, siga-me também. Quanto a parceria, é só vc colocar o meu link no seu blog e eu também colocar o seu no meu. Assim sendo, está feito a parceria. O objetivo é quando os visitantes entrar em nosso blog, ter acesso no do outro. Espero ter esclarecido.

    Aguardo sua resposta.

    Abraços e fica com DEUS.

    ResponderExcluir
  31. Olá Zilani.
    Tão ricas lembranças...
    Elas nos fazem melhores né amiga?

    Beijinho amada

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde, Zilani. Muito lindo relembrar dos nossos pais, ainda mais na infância onde eles nos protegem com amor.
    Infelizmente eu não tenho a presença física deles, mas sempre os amarei e lembrarei deles com imenso amor e carinho, uma saudade que ninguém tirará de mim.
    Que bom que os seus pais foram felizes, ao contrário dos meus.
    Um beijo imenso na alma, e fique na paz!

    ResponderExcluir
  33. Oi Zilani, tenha uma ótima semana, bjus...

    ResponderExcluir
  34. Minha amiga passei para desejar uma boa semana e deixar um beijinho.
    Maria

    ResponderExcluir
  35. Ahora si Celia he podido leerte, gracias por el gesto.
    Los buenos recuerdos, siempre estan allí y afloran cuando los necesitamos.
    Buenos versos Celia, mis felicitaciones.
    Te dejo un beso

    ResponderExcluir
  36. Oi Celia! Seu blog por muitos dias na lista é o Brasil, na posição 111. O blog é atualizado em permanência! é que você não tenha visto. Desejo-lhe um dia agradável, de forma amigável. Chris

    ResponderExcluir
  37. Oi Celia! Seu blog por muitos dias na lista é o Brasil, na posição 111. O blog é atualizado em permanência! é que você não tenha visto. Desejo-lhe um dia agradável, de forma amigável. Chris

    ResponderExcluir
  38. Oi Zilani, boa noite amiga! Vim conhecer tua outra casa e me encantei com o aconchego e beleza que ela nos transmite...Parabéns! Amei esse teu poema! Lembrou-me uma passagem da minha vida, quando nas horas de aflição eu conversava com um familiar querido que eu não tinha conhecido, pois havia desencarnado há muito tempo, mas que parecia que ele me ouvia e me acalmava...
    Zilani, te agradeço muito o carinho da tua visita lá no meu cantinho do Recanto das letras. Obrigada! Carinhoso abraço e boa semana. LúciaLms

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.