Seguidores

Recanto das letras

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

NASCIMENTO

     Vá!!
     -Foi a ultima coisa que ouvi, e eu vim.
     -Estou com medo, quem são estas pessoas?
     -Um homem e uma mulher, não os conheço.
     -Eles me tratam bem, me dão carinho, me alimentam me dão colo.
     -Ai, que bom, como sou de sorte!
     -Eu nem os conheço e eles se preocupam comigo, vem me ver toda hora, trocam a minha roupa, “estava suja”, eles até me beijam...
     -Ela é bonita.
     -Ele é tão bom.
     -Como cheguei agora, ainda posso sentir o interior das pessoas e quando ele se aproxima de mim, o quarto se ilumina, sinto um calorzinho tão bom, ele me abraça forte e me diz a cada vez-“bem vinda”, isto é amor, é pura luz, o maior dos sentimentos, e ele sente isto por mim, tenho certeza.
     -Ela, além de bonita e carinhosa, me ama também, posso sentir.
     -Tudo isto é para mim, tenho muita sorte.
     -Não sei como vou chamá-los, estou pensando muito nisso, mas sei que tenho muito tempo para pensar.
     -Nossa, porque estas roupinhas que ela me põe, estão ficando apertadas?
     -Ai... Não agüento mais ficar só deitada!
     -Tenho que tomar cuidado, ontem tentei sentar e bati com a cabeça, está doendo muito, eu choro mas ela não sabe onde dói, é claro, ela não viu.
     -Me deu até chá para dor de barriga, gritei mais ainda, ela não entendeu... Acho que vou ficar quieta para ver se passa a dor.
     -Preciso me comunicar!
     -Vou prestar mais atenção no que dizem, preciso aprender.
     -Quando eles chegam perto de mim, dizem coisas...
     -Eles dizem sempre sorrindo “filha”, acho que este é meu nome, não gostei muito, mas eles falam com tanto carinho que vou aprender a gostar.
     -Pensei muito, hoje vou fazer uma surpresa!
     -A minha linda vou chamar de mamã...
     - O meu amor vou chamar de papá...
     -Eu achei estes nomes lindos será que eles vão gostar?

                                                                        Lani

Um comentário:

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.