Seguidores

Recanto das letras

quinta-feira, 26 de março de 2015

GRITOS DA NATUREZA!



As águas rasas se retraem, envergonhadas,
Pelas atitudes do homem, arrasadas,
Ele, que já foi um rio forte e caudaloso,
Hoje perece, assoreado, morrendo de desgosto...

Suas margens, antes frescas, verdes e vibrantes,
Parecem agora, desertos escaldantes,
Onde a terra que já foi fértil se quebra, ressentida,
Sentindo a dor da flor, que fenece, e agoniza...

E, na clareira que se abre, após a derrubada,
Tem o homem, sua sentença de morte, assinada,
Ao matar o rio e a árvore, mata também o próprio filho,
Irá arrepender-se, até seu último suspiro...

A natureza tingirá o céu de negro, pela tempestade,
Para mostrar-te sua fúria e o quanto, para ti já será tarde,
O raio, como um chicote, cortará a noite com seu clarão,
Quer arrancar-te do peito, também sem pena... Teu duro coração...


    Lani            (Zilani Celia)

61 comentários:

  1. Zilani querida ! Maravillosos versos.
    Tu blog es precioso. Visitarlo es un gozo.
    Te dejo un montón de besos.
    No te olvido.
    ¡BOA NOITE !

    ResponderExcluir
  2. Oi Zilanie,
    Que poesia forte. É o dia que Deus se irritar não ficará pedra sobre pedra.
    Eu também estou de molho, mas deixa pra lá, são os percalços da vida.
    Mais saúde
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Desculpa errar seu nome Zilani
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. O Homem que não respeita a natureza, não respeita a própria vida...sua poesia revela a tristeza da destruíção dos valores fundamentais da vida.
    um abraço

    ResponderExcluir
  5. Um alerta para os malefícios do homem que parece esquecer que só tem uma terra para habitar e quando ela se tornar inabitável, a vida cessará.
    Muito bom.
    Li algures que esteve doente. Espero e desejo que se reencontre com a saúde, e a recupere.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  6. oi Zilani,

    todas nossas atitudes geram consequências,
    melhor pensar um pouco mais antes de fazer...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Só um coração de pedra maltrata a natureza.
    Linda poesia.
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  8. Bom dia

    Parabéns pelo seu poema... Lindo de mais!

    Venha fazer um brinde comigo...
    Beijo, bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  9. Oi Zilani,como sempre um lindo poetar.
    Estimo as suas melhoras.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  10. Oi Zilane!
    Que bom estar de volta com este lindo poema!
    Mas é muito triste o que acontece com esta obra prima de Deus,
    presente divino...
    Uma pena tamanha inconsequência!
    Estimo melhoras!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  11. Se a gente não cuidar da natureza ela morrera´.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  12. Oi Zilani. Uma poesia forte e verdadeira. O retrato triste do que está acontecendo. Será que estamos fazendo alguma coisa para mudar isso? Bjos e uma linda sexta-feira.

    ResponderExcluir
  13. Versos maravilhosos que formam um poema de eleição. Gostei muito de ler
    .................
    Deixo cumprimentos

    ResponderExcluir
  14. ME UNO A TU GRITO DE NATURALEZA.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  15. Que saudades eu tinha de voce e dos seus lindos momentos ,muitos beijinhos no coraçao querida amiga.

    ResponderExcluir
  16. Olá Zilani!!
    Que grito poético mais lindo!!
    O planeta e seus habitantes agradecem.
    Beijos pra você.Parabéns!!

    ResponderExcluir
  17. Oi Zilani querida...
    Linda poesia..
    Posso ouvir os gritos de socorro da natureza implorando por vida.
    Bjks e otimo findi semana querida.

    ResponderExcluir
  18. Um poema forte. Um poema de quem sabe amar a Natureza.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  19. Zilani
    Um poema que a natureza deve ter gostado de ouvir. pena que os homens não a escutem.
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  20. Zilani
    Um poema que a natureza deve ter gostado de ouvir. pena que os homens não a escutem.
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  21. Oi querida Zilani, lindo poema!!
    A natureza precisa ser mais ouvida e protegida!
    Tenha uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  22. Hola querida ,que lindo poema sobre a natureza .
    Cumprimentos de Bélgica

    ResponderExcluir
  23. un poema para reflexionar
    besos, Zilani

    ResponderExcluir
  24. Soberbos versos que nos convida à reflexão e uma urgente mudança de postura face à mãe natureza.
    Que a ira divina não se abata sobre nós
    Um domingo abençoado e feliz Zilani
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. É importante e fundamental continuar a alertar para a necessidade de cuidarmos e protegermos a natureza. Belissimo poema!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  26. Lidíssimo poema, Zilani
    Espero que estejas melhor querida.
    Um forte abraço e beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  27. Responsabilidade de todos, beijo Lisette,

    ResponderExcluir
  28. Olá Zilani! E assim, aos poucos o homem vai se autodestruindo. Belo poema, com ênfase para a estrofe abaixo:

    E, na clareira que se abre, após a derrubada,
    Tem o homem, sua sentença de morte, assinada,
    Ao matar o rio e a árvore, mata também o próprio filho,
    Irá arrepender-se, até seu último suspiro...

    Abraços,

    Furtado.
    PS. Fico feliz que estejas bem de saúde e voltando.

    ResponderExcluir
  29. Sertão vira mar, rio vira areal, tudo são as reviravoltas do clima, no seus ciclos infindáveis...
    E os teus versos também variam, mantendo apenas a harmonia e o sentimento, que são coisas tuas...
    Abraços, Zilani!

    ResponderExcluir
  30. Olá, Zilani!
    Belíssimo e expressivo poema; já estava com saudade das tuas esplendorosas criações.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  31. Oi!! Que força tem a Natureza.

    Lindo poema!Tenha uma semana abençoada.Bjs

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde Zilani.
    Que bom que está melhor,um lindo poema , mostrando a força da natureza .Um lindo més de abril. Abraços.

    ResponderExcluir
  33. Ótima obra, Zilani!
    Forte, profunda, verdadeira!
    Grande abraço, sucesso e ótima páscoa!

    ResponderExcluir
  34. Um grito sobre o mal que o Homem provoca na Natureza.
    Muito bem escrito, minha amiga.
    Desejo muito que se encontre bem.
    Aproveito para desejar uma Feliz Páscoa.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  35. BOA NOITE QUERIDA
    Que versos lindos.Que na Páscoa, nossa fé seja revigorada pela certeza de que Cristo ressuscitou e está entre nós! Feliz páscoa

    ResponderExcluir
  36. Oi querida amiga, vim lhe desejar uma Feliz Páscoa para você e família!
    Beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  37. Zi,

    Muito profundo, mas é isso mesmo, somos os responsaveis. Zelar pela natureza é fazer pela vida, é respeitar. Colhemos o que plantamos.

    FELIZ PASCOA.

    Bjs

    ResponderExcluir
  38. É exatamente isso que está acontecendo no mundo. A natureza agora está gritando e dando palmadas enérgicas na humanidade. Vários sinais são dados, conhecidos da maioria do povo, que continuam indiferentes a eles, desenvolvendo o progresso material acima dos limites naturais. http://www.saudeumdesafio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  39. Adorei seu poema...foi no cerne do problema, no coração pétreo da injustiça contra a mãe Terra que nos nutre com tanta ternura e já está cansada de se dobrar aos desvarios humanos.
    Desejamos uma linda Páscoa pra você!

    Bíndi e Ghost
    __♥♥_♥♥
    _♥♥___♥♥
    _♥♥___♥♥_________♥♥♥♥
    _♥♥___♥♥_______♥♥___♥♥♥♥
    _♥♥__♥♥_______♥___♥♥___♥♥
    __♥♥__♥______♥__♥♥__♥♥♥__♥♥
    ___♥♥__♥____♥__♥♥_____♥♥__♥_____
    ____♥♥_♥♥__♥♥_♥♥________♥♥
    ____♥♥___♥♥__♥♥
    ___♥___________♥
    __♥_____________♥
    _♥____♥_____♥____♥
    _♥____/___@_____♥
    _♥______/♥__/___♥
    ___♥_____W_____♥
    _____♥♥_____♥♥
    _______♥♥♥♥♥
    FELIZ PÁSCOA!!!

    ResponderExcluir
  40. Oi Zilani! Passando para agradecer a tua visita e gentil comentário, assim como desejar uma feliz Páscoa para ti e para os teus.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  41. Texto forte, Zilani. Muito bom. Tenha uma linda Páscoa. bjssss

    ResponderExcluir
  42. ⋰˚هჱܓ
    FELIZ PÁSCOA!!!
    ┏╮/╱
    ╰ჱ ╮
    ╱/╰┛

    ResponderExcluir
  43. Desta vez, volto "só pra dizer": boa Páscoa!

    ResponderExcluir
  44. Nesta terra iluminada!
    pelo sol e pela lua
    seja feliz na sua caminhada
    sobre um manto de verdura,
    nesta terra por Deus abençoada
    com muita saúde, paz e alegria
    tenham uma santa e feliz Páscoa
    com muito amor e carinho sorria!

    Na companhia se possível de quem mais ama nesta vida.
    um beijo.

    ResponderExcluir
  45. Olá! Cantaste o fim trágico de nossa espécie, que destrói entre gargalhadas a própria casa... Quando nos daremos conta das consequências do que fazemos? Quando se levanta a tempestade, tememos a fúria dos céus... mas não é de lá que vem o castigo e sim de nossa própria mão afiada para a destruição!
    Seu blog realmente cumpre a missão de nos fazer ler e pensar...
    Um grande abraço, desejando uma linda e abençoada Páscoa a ti e família!

    ResponderExcluir
  46. O homem e o seu egoísmo, a sua ganância, infelizmente, se transforma aos poucos em seu próprio algoz. A natureza já começa a mostrar os sinais dessa destruição . Triste, mas um belo poema, um grito poético e sensível.
    Grande abraço Zilani, te desejo uma Feliz Páscoa junto aos seus familiares.

    ResponderExcluir
  47. Boa tarde.
    Independentemente da publicação que está fantástica, o blogue http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/, deseja que passe(m) um DOMINGO de PÁSCOA muito feliz - com muito Amor, Paz, Saúde, e muitas amêndoas docinhas - se possível junto da família e/ou amigos de verdade.
    Deixo cumprimentos.
    Ricardo, Águia_Livre

    ResponderExcluir
  48. Oi Zilani, vi hoje que não esteve bem. Espero que ja esteja melhor de saúde e retorne às suas atividades normais. Um abraço carinhoso !...e obrigada pelas postagens. Momentos bons de leitura eu sei que encontro aqui.

    ResponderExcluir
  49. Acredito que sim....não haverá Paz enquanto o ser humano destruir a natureza vegetal e animal.

    Triste realidade!!

    Verdadeiros versos!

    beijinhos, Lani, tenha uma semana bem bonita,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  50. A veces la Naturaleza grita de dolor por las actrocidades que el ser humano realiza con ella destruyendo poso a poco

    Me ha encantado leerte desde españa recibe mi cariño y admiración

    ResponderExcluir
  51. Por cierto tienes una familia muy linda!!!

    ResponderExcluir
  52. "Só para dizer" a beleza mora aqui.
    A perfeita proporção da palavra
    é uma canção de encantar.

    Bj

    ResponderExcluir
  53. Olá Zilani!
    Um poema bem construído, forte e verdadeiro.
    Uma ótima semana!
    Um ótimo mês
    Um abraço, e um sorriso!
    Blog da Smareis

    ResponderExcluir
  54. Querida amiga Lani,
    Não me perdoo a falta que estou contigo, mas creia-me, meu marido, que tu o conheces do Recanto, tem estado sempre em tratamento aí em Poa. Tudo começou em abril do ano passado. Ficou hospitalizado no Moinhos, por vários dias. Depois as aplicações foram no ambulatório do Moinhos, daí em diante estamos indo quinzenalmente a Poa e incrível que pareça, nunca se encontra um tempo para nos reunirmos, não é? Mas se Deus quiser um dia ainda havemos de nos encontrar.
    Teus poemos continuam lindos, este último chorei, pois sempre que assisto ou leio reportagens sobre o desmatamento, eu choro, não posso ver as árvores serem tombadas.
    Um beijo da amiga que a estima.

    ResponderExcluir
  55. Querida amiga Lani,
    Não me perdoo a falta que estou contigo, mas creia-me, meu marido, que tu o conheces do Recanto, tem estado sempre em tratamento aí em Poa. Tudo começou em abril do ano passado. Ficou hospitalizado no Moinhos, por vários dias. Depois as aplicações foram no ambulatório do Moinhos, daí em diante estamos indo quinzenalmente a Poa e incrível que pareça, nunca se encontra um tempo para nos reunirmos, não é? Mas se Deus quiser um dia ainda havemos de nos encontrar.
    Teus poemos continuam lindos, este último chorei, pois sempre que assisto ou leio reportagens sobre o desmatamento, eu choro, não posso ver as árvores serem tombadas.
    Um beijo da amiga que a estima.

    ResponderExcluir
  56. Realmente triste o que homem tem feito com a natureza, as respostas são um grito de socorro! Parabéns, belos versos! Abraços.

    ResponderExcluir
  57. Oi Zilani! Voltando para desejar um ótimo final de semana com muita saúde e paz, para ti e para os teus.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  58. ♭♫ه° ·.


    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    ه°·✿
    ·.ه✿✿ミ

    ResponderExcluir
  59. Pensei que já havia comentado este poema...
    Um poema sentido. Pode aplicar-se, em alguns aspetos, ao que fizeram com o meu rio, outrora selvagem. É verdade que a cidade ficou muito atrativa, mas as lembranças do que representou para mim, permanecem num misto de saudade e aceitação...
    Gostei imenso.
    Bjo, Zilani :)
    (As suas melhoras)

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.