Seguidores

Recanto das letras

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

MILAGRE DE ANO NOVO

      
      No céu os fogos pipocam, os clarões são tão fortes e ininterruptos que cegam o menino, ele encantado olha para tudo, não acreditando no que está presenciando.
      Pessoas a passar de um lado para outro, lojas cheias, todos sorriem carregando seus pacotes, bares e restaurantes iluminados, famílias brindam, comem, se abraçam, é meia noite, o novo ano começa.
      E, assim como por encanto, tudo silencia, as ruas ficam desertas, os neons aos poucos vão sendo apagados, e o silêncio fantasmagórico envolve o menino, que em seu desamparo, mais parece um espectro.
       Roupas sujas, rasgadas, olhos no fundo, a fome e a sede já são uma constante em sua vida, sem ter onde dormir, se acomoda embaixo de uma escada, sabe que não pode voltar para casa, ali vai passar a entrada do ano novo, vai ouvir os risos, os cantos, os cumprimentos, sentir o cheirinho de comida e se imaginar numa destas festas, como um dos convidados.
        Neste momento, ouve passos na calçada, um casal se aproxima, os dois conversam animadamente, ao passarem pelo menino, algo cai do bolso do homem, o menino estende a mão e pega, atônito, vê que tem nas mãos uma carteira, instintivamente, se levanta e corre atrás do homem, entregando-lhe o achado, sem nem ver o que havia em seu interior.
           Quando o homem se vira, ao ser chamado, o menino se surpreende, teve a nítida impressão de conhecê-lo, já o vira em algum lugar sim, talvez em suas orações ou em seus sonhos, quem sabe. “Estranho, pensou, devem ser meus olhos, Ele parece brilhar”, sorrindo com ternura, o homem, abre a carteira, retira todo o dinheiro de seu interior e o estende ao menino, que está como que paralisado, o casal, sem pronunciar uma palavra sequer, rapidamente se afasta.
            O menino corre pela noite em direção a sua casa, quando ofegante, chega á vila pobre onde sua família mora, abre a porta, em volta da mesa vazia, sua mãe e os irmãos, oram, ainda ouve um pouco da oração que com fé a mãe diz, “Senhor abençoa este lar, mas principalmente Pai, protege meu filho mais velho que nesta noite deve estar pelas ruas solitário, tentando conseguir o pão para mim e os irmãos, não o abandone Pai...”
             O menino, com lágrimas nos olhos, emocionado ante aquela demonstração de amor e afeto por ele, abraça a mãe com carinho, estende-lhe seu tesouro e diz...
              Veja mãe... ELE te ouviu...
          
        Lani

       AOS AMIGOS DESEJO MUITA PAZ, AMOR E SAÚDE PARA O NOVO ANO
E QUE AS BENÇÃOS DO PAI SEJA  UMA CONSTANTE NA VIDA DE CADA UM.

        

12 comentários:

  1. Minha querida

    Um novo ano é sempre altura de balanço do que queremos e somos.
    Que 2012 seja um ano de todas as realizações e de todos os sonhos concretizados...de muita paz e amor.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. Querida Zilani,
    Desejamos um FELIZ Ano Novo e que todos os seus sonhos se realizem.
    Adoramos te conhecer.
    Um Beijinho de
    Verena e Bichinhos

    "Que as realizações alcançadas este ano, sejam apenas sementes plantadas, que serão colhidas com maior sucesso no ano vindouro." (Autor desconhecido)

    ResponderExcluir
  3. Bela mensagem Zilani,desejo que voce e familia tenham uma linda passagem e que 2012 seja de paz e alegria e muita fraternidade no mundo.
    Meu cairnhoso abraço,

    ResponderExcluir
  4. Oi Lani :)
    Que as bençãos do Pai sejam sempre constantes na sua vida também,e que continue inspirada e nos emocionando com seus lindos textos.
    Muita saúde pra você e sua família.
    Bjs e um feliz e abençoado 2012!!

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga, com muito prazer desfrutei da tua companhia em 2011.
    Conto que 2012 seja tão agradável assim!
    Feliz ano novo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Minha querida amiga, vim trazer-lhe o meu abraço no alvorecer de mais este ano com votos de paz, saúde e alegrias, em cada um dos seus dias.

    Bom ano de 2012

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Que alegria vir aqui! Já li e reli vários textos. Estou com a alma mais leve! Maravilhoso seu blog! Iluminado! Abraços.
    Passa lá no meu: www.ludugero.blogspot.com, se gostar e quiser me seguir, vou gostar de ter por lá seus coments! Abração.
    João

    ResponderExcluir
  8. Milagre de ano novo,
    Ele mesmo aconteceu
    Dando esperanças ao povo
    Com mais amor se venceu!

    A esperança continua,
    Essa não pode morrer
    Vagueando pela rua
    Até ao amanhecer.

    Procurando encontrar,
    O que está sendo perdido
    Não podemos deixar
    Nosso Portugal ser vendido.

    Do meu país estou falando,
    Tristemente a pensar
    De quem o está governando
    Não o sabendo administrar.

    Desejo continuação de boa semana e feliz ano de 2012, para você.
    Um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  9. Oi Zilani, vim lhe desejar um ótimo 2012, cheio de coisas boas.
    Beijos pra ti!

    ResponderExcluir
  10. Um conto bonito e emocionante.

    Agradeço a sua visita e o seu comentário amável em meu blog. Gostei daqui e também estou lhe seguindo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Que a fé e a esperança anda de mãos dadas, bem juntinho de você.
    Esta esperança é nossa esperança. É com esta fé em Deus que
    estou para 2012.
    É com esta fé que nós seremos capazes de transformar esse mundo se cada um de nos
    fizermos nossa parte.
    E a esperança não ilude, porque o amor de
    Deus foi derramado sobre todos nos.
    Esta luta do filho de Deus não anda de mãos dadas com renúncias e tristezas,
    e sim de esperança num amanhã mais feliz.
    Um feliz final de semana.
    O primeiro de 2012.
    Muita paz muito amor para você.
    Beijos no coração.
    Evanir..

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.