Seguidores

Recanto das letras

segunda-feira, 5 de junho de 2017

VÁ EMBORA SAUDADE!

Toda vez que de mim se aproxima,
O faz sorrateira,
É dor sem fim, meu corpo castiga,
Me destrói por inteira...

Em meus sonhos, sem dó sapateia,
De meu sofrer, ri zombeteira,
Meus olhos fecha, maldita, cegueira,
Que me condena a ser, de ti, prisioneira...

Tento fugir, de seu jugo covarde,
Fingida, meu sofrer pranteia,
Me deixo abater, já é muito tarde,
É minha algoz e triste parceira...

Quando anoitece, sem dó me tortura,
É madrugada, ela ainda em mim continua,
Minhas lágrimas correm, se perdem na rua,
Vá embora saudade, deixa-me aqui... Só, com a lua...


     Lani (Zilani Celia)





46 comentários:

  1. Não quer ser voz do contra mas tenho que lhe dizer que a saudade quando chega fica por algum tempo.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  2. A saudade é mais chata que piolho. O mau é ela aparecer. Depois não há como mandá-la embora.
    Gostei do poema.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Por mais tempo que passe a saudade sempre teima em aparecer ,belíssimo momento querida amiga, desejo-lhe uma terça-feira muito feliz beijinhos no coração felicidades

    ResponderExcluir
  4. Poema lindo demais!! Obrigada

    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. A saudade forte, chega e gosta de ficar...Temos que mandá-la adormecer e nos deixar viver...LINDA! bjs, chica

    ResponderExcluir
  6. Oi Zilani!
    Linda poesia, como sempre! Sentida,em cada palavra!
    Saudade, quem nunca?
    Beijos, querida! Feliz semana!

    ResponderExcluir
  7. Lindo poema! Dizem que saudade "mata gente"... O negócio é saber controlar, rsss.
    Profundos e belos versos, Lani!...

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. É muito triste sentir saudade,ela chega bem devagar e toma conta dos nossos sentimentos.
    Lindo poetar Zilani.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  9. A saudade é sempre o preço a pagar, por trazermos alguém para a nossa vida... e de quem sentimos falta, quando não está por perto, por alguma razão...
    Mas pior do que sentir saudade... é não ter ninguém por quem, se possa sentir tal...
    Mais um extraordinário trabalho, Zilani!
    Muitos parabéns, pela belíssima inspiração!
    Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  10. Um belo poema. A| saudade é assim quando chega quer ficar.
    Um abraço. Élys

    ResponderExcluir
  11. Olá Lani.
    A saudade por si só machuca, pior é que com ela vem acompanhada
    a tristeza para com ela aumentar o sofrimento.
    Um abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  12. A saudade faz sofrer, pois faz!
    Lindo poema.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Saudade para mim são lembranças de momentos felizes... Gosto e me sinto bem em seu aconchego.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  14. Oh amiga Zila, a saudade dói, mas sempre vale à pena lembrar bons momentos, gostei desses versos doridos escritos com o coração.

    Tenha uma linda noite!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Lani!
    Lindo! Amei os versos rimados, delícia de ler!
    Ah, a saudade!... Fere-nos, suga-nos, corta-nos, depois vira uma cicatriz!...

    Beijos! =)

    ResponderExcluir
  16. Como sei que a saudade machuca, aperta o coração, muitas vezes nos deixa sem fôlego. Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  17. Bom dia, Zilani.
    Linda poesia! A saudade é assim mesmo: implacável.

    ResponderExcluir
  18. Ai as saudades, Zilni, como machucam!!!! Há aquelas que acolhemos com gosto porque nos fazem rever coisas lindas do passado, mas mesmo essas nos deixam melancólicos por sabermos que não voltam esses momentos; porém há outras que são doídas demais e que constantemente fazem o nosso coração sangrar. Sinto muitas saudades, mas, felizmente, só daquelas que provocam melancolia e fazem descer uma lágrima que logo logo dá ligar a um sorrizinho. Como sempre, um belo poema, amiga! E a tua saudade fez-me sentir saudades do meu Brasil e da familia e amigos que aí tenho. Beijinhos e obrigada pelo momento lindo
    Emilia

    ResponderExcluir
  19. Olá, querida Zilani!
    A saudade doi mas ainda bem que a poeta a despista com belos versos como vc fez...
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  20. A saudade...às vezes dói e machuca, às vezes consola e alivia saber que está a um passo de nossas lembranças felizes.
    um abraço

    ResponderExcluir
  21. MELANCÓLICO Y BELLO TU POEMA.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  22. Quando anoitece, sem dó me tortura,
    É madrugada, ela ainda em mim continua,
    Minhas lágrimas correm, se perdem na rua,
    Vá embora saudade, deixa-me aqui... Só, com a lua...

    Ops, desculpa!
    É que eu faço minha a tua poesia...
    ... e choro...

    ResponderExcluir
  23. A saudade é vontade de amar
    Bem juntinho e perto do peito.
    Faz sofrer porque é um penar
    Uma ausência que não é defeito.



    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  24. Oi Zilani! A saudade demora um cadinho para ser domada, ser transformada em um sorriso no rosto, só o tempo mesmo...
    Gosto muito de seus poemas, beijos!

    ResponderExcluir
  25. A saudade quando chega aperta a alma e o coração.
    Nostálgico e belo poema
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  26. Obrigada pela tua visita no meu blog.São lindos os teus versos
    Ah...a saudade que faz doer...

    Beijo

    ResponderExcluir
  27. Querida Zilane, só sentimos saudade de algo que marcou e esse poema retrata bem esse sentimento, que quando não cabe no peito jorra nos olhos em lágrimas. Lindo poema! Obrigada pela visita lá no meu cantinho, volte sempre, será um prazer.
    Que Deus encha seu final de semana de bênçãos maravilhosas e você possa descansar e se divertir em paz!
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  28. Adorei o poema , Zilani . A saudade dói mesmo . Obrigada pela partilha . Bom final de semana . Beijos

    ResponderExcluir
  29. Nem sempre a saudade vai embora a nosso pedido...
    Gostei imenso do seu poema, é excelente.
    Bom domingo e boa semana, amiga Lani.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  30. Às vezes até temos saudades de ter saudades... Um belo poema.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  31. A saudade nunca vai embora. Lindo poema, Zilani. Algumas confortam e outras machucam. Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  32. Me ha gustado mucho tu poema. Gracias por dejar tu comentario en mi blog, gracias a él he podido volver a venir aquí a tu espacio donde ya era seguidora. Un abrazo

    ResponderExcluir
  33. Olá Zilani, td bem?
    Que linda a sua poesia, realmente a saudade nos emociona, pois lembramos de acontecimentos que não voltam mais e de momentos felizes que ficaram para trás.
    Te desejo uma ótima semana!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  34. Oi, Lani
    Se tivesse sido escrito por mim, este belo poema não seria mais verdadeiro.
    A saudade faz doer muito, representa algo muito bom que se acabou, e por isso a gente sofre.
    Não se sente saudade de coisas más, só de momentos bons que vivemos e se acabaram.
    Convivo com ela diariamente, faz muito tempo.

    PS – Obrigada pela presença e palavras tão gentis na minha CASA

    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS



    ResponderExcluir
  35. Creio que todos um dia padeceram de saudade
    Ela chega, e nao quer ir embora
    Pode ser saudades boas ou tristes
    ela se instala no coração
    Linda poesia

    bjs

    ResponderExcluir
  36. Gracias Zilani celia.
    Es un profundo, nostálgico poema, pero bello, a la vez que un poco triste.
    Un abrazo.
    Ambar

    ResponderExcluir
  37. Boa tarde, as boas saudade são para permanecer, as más recordações são para esquecer, os sonhos, sem dó sapateia, sonhar é uma das provas de vida.
    AG

    ResponderExcluir
  38. Saudade é o meio de nos sentirmos próximos.

    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  39. Sobre a saudade em si, muito poderia dizer mas só iria repetir o que já expressaste no poema.
    Por isso, prefiro relevar a beleza formal para expressar este sentir.
    Bjinho, Lani

    ResponderExcluir
  40. Zilani passei para desejar um Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  41. Passando para deixar um beijinho e votos de um bom domingo, e de uma óptima semana...
    Ana

    ResponderExcluir
  42. Oi, Zilani, como vai?
    Há dois tipos de saudade, aquela boa de quando há perspectiva de regresso ou de quem se foi e deixou boas lembranças, e há a saudade doída, essa do qual fala seu poema, que deixa dor e tristeza. Que tenhamos na vida sempre motivos para sentir o primeiro tipo de saudade!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  43. Boa tarde, Zilani,
    falar em saudade, já vem a dor, a tristeza e a solidão, porém sempre penso que se há saudade
    é porque existe alguma coisa boa a ser lembrada, mesmo que nos faça sofrer ela vem
    para nos lembrar do que queremos ou quem sabe queremos esquecer.
    Muito belo! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  44. Ai, ai, nem me fale em saudade.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  45. Querida Lani
    Está uma poética e linda definição de saudade! Que dor causa a sua presença!E é tão difícil combatê-la!
    Parabéns pelo seu sábio poema, pois só quem já sentiu se pode expressar assim.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.