Seguidores

Recanto das letras

sábado, 29 de agosto de 2015

DESESPERANÇA !

 Resignadamente, caminho ao encontro,
Do que a vida ainda queira me dar,
Nada mais peço, nem nada pergunto,
Apenas sigo, sem saber o que vou encontrar...

Já desfilei em grandes passarelas,
Corri sem medo, em sujas vielas,
Voei em grandes sonhos, bem alto,
Mas, também tropecei e caí no asfalto...

Levantei tantas vezes, não aprendi,
Que, cada queda é p’ra lembrar, eu esqueci,
Cobri meus olhos, com a venda da ilusão,
Sem ouvir, o que sussurrava meu aflito, coração...

Agora, preciso que me levantem ao cair,
Sozinho, enfraquecido, não sei para onde ir,
Estendo as mãos para um mundo, que já não é meu,
Passou tão rápido, foi embora...  E de mim esqueceu...

   
  Lani ( Zilani Celia)




73 comentários:

  1. Olá, Zilani.
    Tanto o que não aprendemos e o que esquecemos, apesar de tanta vivência e tanta experiência.
    Recuperemos o mundo nosso, que ainda é tempo.
    bj amg

    ResponderExcluir
  2. Lindo e contundente poema.
    A vida é curta para assimilarmos os ensinamentos e pararmos de errar.
    beijinhos,
    Léah

    ResponderExcluir
  3. Bom dia
    Excelente, como sempre-Amei!

    Beijo
    Bom Domingo.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Tristes versos, lindíssima poesia! bjs, ótimo domingo! chica

    ResponderExcluir
  5. Ao ler o seu lindo poema me senti nele querida amiga ,pode ser triste mas é profundo que nos toca o coração ,desejo-lhe um Domingo muito feliz beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Belíssimo, Zilani!!!
    Mas, se há vida e consciência dos erros, sempre é tempo de recomeçar.
    Grande abraço, amiga!

    ResponderExcluir
  7. Muitas vezes escrevemos coisas tristes mas que
    deixa bonito feito poema, palavras bem colocadas
    maravilhosos como sempre minha amiga
    Bjuss de bom domingo
    Rita

    ResponderExcluir
  8. Oi Zilani
    Apesar da tristeza contida nestes versos o teu poema traz a genialidade da descoberta do que foi vivido e a consciência do ainda está por viver
    Um lindo domingo querida
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Zilani, quanta desesperança a nos acompanhar...
    Lindo e doído o seu poema...
    Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  10. Zilani,
    Vejo ser assim mesmo, quando vivemos e desfrutamos dos bons e dos maus momentos em nossas vidas... A trilha sonora My way marca esse nosso caminho!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Ganhe dinheiro com seu blog trabalhando no conforto de sua casa. Você faz seu horário. Não precisa indicar ninguém para ganhar. Você ganha com seu trabalho! Saiba como em:
    www.homemoney.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi amiga, que triste, porém muito lindo!!
    Vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  13. Triste,mas muito belo amiga Zilani.
    Muitas vezes nos sentimos assim.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  14. ¡¡Zuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuups!!
    Precioso poema querida amiga, sencillamente maravilloso.
    Estoy bien entrañable amiga, me están haciendo muchas pruebas, el día 1 de Septiembre me hacen el posoperatorio con mas pruebas, el 14 me operan, si Dios quiere pronto estaré casi corriendo, bueno me conformo con caminar y no tener dolores. Muchas gracias amiga adorada por preocuparte de mi, un beso muy grande de esta brujita amiga MORIMÓ, Dios te bendiga y a toda tu familia, besos grandiosos.

    ResponderExcluir
  15. Adoro poesia e esta e tao perfeita amei de verdade como um texto pode ter tanto sentimento ne!
    Uma ótima semana e fique com deus!
    Viu moça tem post novo lá no blog se der da uma passada!!
    Blog: www.politicamenteincorreta.com
    Instagram:@blogpoliticamenteincorreta
    Fanpage: https://www.facebook.com/fazsuamoda

    ResponderExcluir
  16. Com o tempo começamos a sentir saudades de todos amigos ,
    que passaram em nossas vidas e que ainda permanece.
    Estou dando uma volta num passado não muito distante
    espero que goste dessa fase de recordar é viver.
    Uma abençoada semana que Deus lhe abençoe sempre
    e sempre.
    Beijos no coração.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  17. Olá, Zilani! Versos tristes, de quem se perdeu da vida, deixou-a passar, e não sabe onde encontrar forças para levantar e motivação para viver... quem sabe o final dessa história acabe sendo diferente. Abraços!

    ResponderExcluir
  18. Zilani, minha querida, vi aqui para agradecer o carinho que me deixaste numa mensagem lá no meu cantinho. Li-a na época em que foi escrita, mas não me foi possível responder, pois estava acamada e impossibilitada de responder aos amigos da blogosfera. Infelizmente, meu anjo, a Ana Clara não pode ficar entre nós... Mesmo assim agradeço de coração pela sua atenção e carinho nas palavras deixadas. Virei sempre visitar este teu recanto onde a poesia nasce de sentimentos e emoções tão fortes que nos deixam perceber que tens uma alma iluminada de amor. Que os teus caminhos estejam sempre abençoados e floridos e que o teu netinho Leonardo tenha uma vida plena de felicidade.
    Um beijo do meu para o teu coração, com muito carinho,
    Helena

    ResponderExcluir
  19. Bom dia Zilani.
    Um lindíssimo poema, onde é impossível não se emocionar, porque é sentimentos vividos por muitos, que espero de coraçao que você não esteja passado por ele, que seja apenas uma linda inspiração, a musica o tornou ainda mais tocante, tocando a minha alma. A sua poesia mostra que foi feita por uma alma generosa, cheio de amor. Lhe desejo amiga querida um més de setembro cheia de alegria, com muitas realizações. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  20. Tudo, mas tudo mesmo... é a vida... Seja o que for... Uma bela e magnifica semana

    ResponderExcluir
  21. Versos tristonhos e sofridos...
    Beleza e reflexão em cada linha... A esperança sempre é uma realidade existente na vida...
    Bjs e uma boa semana, Lani!

    ResponderExcluir
  22. Belo, Zilani. Embora, confesse, preocupa-me a tristeza que expressa. Boa semana!

    ResponderExcluir
  23. Olá Zilani! Eis que mais uma vez, nos presenteias com um belo poema. com ênfase para a estrofe abaixo:

    Já desfilei em grandes passarelas,
    Corri sem medo, em sujas vielas,
    Voei em grandes sonhos, bem alto,
    Mas, também tropecei e caí no asfalto...

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  24. Este poema retrata a realidade que temos à mão.
    Tomara que a poeta pudesse substituir o som triste
    de re-sig-na-da-men-te por outro tom maior (esperança, p.e.)

    Bj

    ResponderExcluir
  25. Este poema retrata a realidade que temos à mão.
    Tomara que a poeta pudesse substituir o som triste
    de re-sig-na-da-men-te por outro tom maior (esperança, p.e.)

    Bj

    ResponderExcluir
  26. Boa noite Zilani
    Apesar de tudo,a esperança sempre existirá.
    Beijos,que Setembro seja um mês de muita paz e alegrias.

    ResponderExcluir
  27. Desesperança de uma alma aflita que tanto desejou e não conseguiu a paz em sua alma...Aquietando o coração talvez encontre o que a vida ainda lhe pode dar..."Para quem nada espera tudo o que vier é grato"
    Um abraço

    ResponderExcluir
  28. Linda reflexão em forma de poesia. Um abraço amiga. Bjs

    ResponderExcluir
  29. Oi, Zilani!
    Lindo poetar acerca do tempo!
    Tenha uma semana muito feliz!
    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  30. UN TEMA QUE MUY TRISTE. UN TEXTO EXCELENTE.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  31. Oi Lani, quando pensa que nada mais resta, ainda assim... Uma mão sempre é estendida. A esperança é real!
    Lindíssima poesia triste, querida amiga.
    Beijos!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  32. Amiga querida,
    que lindo poema!!!!
    O melhor é não esperarmos nada,
    e aceitarmos as mudanças,
    pois a vida nos ensina muito,
    até a superarmos a perda,
    mas ficamos com as lembranças!!!!
    bjo
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  33. A vida é isso mesmo. Uma sucessão de quedas, seguidas do reerguer-mo-nos. E a vida seria tão interessante se assim não fosse?
    Muito bom o poema.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  34. Palavras lindas e marcantes... que nos falam destes momentos, pelos quais já todos passámos em alguma altura... quando sentimos que a esperança nos abandona...
    Mas são momentos assim... que tornam tudo mais precioso... quando se consegue dar a volta por cima...
    Adorei o poema!!!
    Beijos, Zilani! Passando por aqui... e matando saudades... sempre que a net o permita, no local onde me encontro, por mais umas semanitas...
    Tudo de bom!
    Até breve!
    Ana

    ResponderExcluir
  35. Muito bom, Zilani!
    E continuamos tentando, caímos, levantamos, corremos, tropeçamos, rimos, choramos...isso se chama Vida!
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  36. Poema que mescla tristeza e beleza, Zilani. Lindíssimo. Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  37. A vida tem dessas coisas... Uma feliz noite

    ResponderExcluir
  38. Nossa vida é assim com acertos e erros pra aprender a viver cada vez melhor.
    Lindo escrito! Como todos os outros que viajo lendo.
    Bjuss!
    Ótimo setembro pra ti.

    ResponderExcluir
  39. Olá Zilani ,
    Excelente Poema cheio de força e intensidade !!
    Um Abraço
    Luis Sousa

    ResponderExcluir
  40. Olá, querida Célia
    Com altos e baixos, vamos vivendo o melhor possível...
    Lindo poema sentido!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  41. Olá, querida Célia
    Com altos e baixos, vamos vivendo o melhor possível...
    Lindo poema sentido!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  42. Cada momento da vida é um recomeço... Mas é preciso haver coragem e esperança...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  43. "Na vida e no amor, não temos garantias... Portanto não procure por elas... viva o que tem que ser vivido... Sem medos ... O medo é um dos piores inimigos do amor e da felicidade..." - Arnaldo Jabor. É isso ai, Zilani. Abraços.

    ResponderExcluir
  44. Seu poema parece descrever o que tantas vezes acontece a quem muito doa e pouco tem de retorno...a quem dedica tempo e esforço mas obtém somente indiferença...cedo o mundo esquece de seus ídolos, e parece mais precavido não esperar demais dele.
    Mas a esperança é teimosa, e sempre encontra uma fresta por onde rasgar a escuridão e deixar passar o sol.
    Um feliz fim de semana, Zilani!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  45. Não é possível ler os seus versos e não se emocionar, querida Zilani.
    Te desejo um lindo fim de semana e tuuuudo de melhor.
    Um forte abraço e beijinhos de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  46. Cair e levantar, as vezes precisamos mesmo de ajuda.
    Muito bom.
    Abraço.

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  47. Belo fim de semana com um importante e precioso feriado...

    ResponderExcluir

  48. Viver é assim mesmo... muita garra!!!
    Se caímos sete vezes, precisamos nos levantar oito.

    -`✿´-
    ✿ Bom fim de semana com tudo de bom!
    -`✿´- Beijinhos.

    ResponderExcluir
  49. OI QUERIDA ZILANI!
    QUE TRISTE E AO MESMO TEMPO LINDO POEMA!
    NA DESESPERANÇA SEMPRE HÁ UM BURAQUINHO ONDE A ESPERANÇA ENTRA E COLOCA UM FIM NA DESESPERANÇA!
    ABENÇOADO DOMINGO!
    ABRAÇOS E UM BEIJO!

    ResponderExcluir
  50. Belíssimo poema,apesar de triste,querida amiga Lani.

    Mas sempre é tempo de recomeçar e ter a esperança de dias melhores.

    Obrigada pela visita,belo domingo e semana de paz e alegrias

    Beijos sabor carinho

    Donetzka

    ResponderExcluir
  51. ¡Hola Zilani!!!

    Que delicia leerte, nos dejas un precioso poema envuelto en un pizco de melancolía, pero no por eso pierde belleza, todo lo contrario.
    La vida es siempre un lección de enseñanza, nos enseña que si nos caemos, hemos de levantarnos y seguir caminado para seguir viviendo y, si no equivocamos, rectificamos para no cometer los mismos errores.

    Es placer estar de nuevo en tu casita virtual donde se alimenta la mirada y los sentidos.
    Te dejo un abrazo grande y toda mi estima y gratitud.
    Se muy muy feliz.
    Besiños. Amiga.
    Marina.

    ResponderExcluir
  52. Belíssimo poema,apesar de triste,querida amiga Lani.

    Mas sempre é tempo de recomeçar e ter a esperança de dias melhores.

    Obrigada pela visita,belo domingo e semana de paz e alegrias

    Beijos sabor carinho

    Donetzka

    ResponderExcluir
  53. Olá Zilani!
    Cada verso de seu poema nos faz refletir sobre o caminhar de nossas vidas e tudo que acontece é um aprendizado.
    Beijinhos pra você e na linda Candy!

    ResponderExcluir
  54. Amiga Zilani..
    Como sempre postei com muito carinho seus poemas
    que tenho muito gosto de ler pela beleza dos poemas.
    Hoje não poderia ser diferente tive que adiantar meu aniversario
    estive aqui e levei um belíssimo poema para enfeitar a postagem
    do meu aniversario.
    Ficarei feliz com sua presença sua amizade
    sempre foi importante para mim .
    Querida amiga e poetisa uma linda semana feliz feriado.
    Beijos..Evanir.

    ResponderExcluir
  55. Querida, como suas palavras prendem, este poema é forte, intenso de tristeza, mas belíssimas palavras encontradas.
    Aproveito para avisar que estou m novo endereço. Venha conhece-lo.
    http://sintonizandopalavras.blogspot.com.br

    Forte abraço e fica com DEUS.

    ResponderExcluir
  56. Num poema,belo, apesar de nostálgico fazes um retrato fiel do que é o caminho do ser humano na vida que nos foi dada para percorrer. Quedas, sucessos, alegrias, tristezas e muitas dores também. Depois de percorrido grande parte do caminho, temos a sensação de que o tempo passa depressa demais e de que já não e muito o que temos pela frente. É uma realidade à qual não podemos fugir, Mas, como é a vida que decide o nosso tempo aqui, o melhor que temos a fazer é viver um dia de cada vez, fazendo dele o melhor que soubermos e pudermos. Pouco sabemos e até ao fim do caminho ainda podemos aprender alguma coisa. Como sempre, amiga, um poema lindo cheio de essência e sensibilidade. Obrigada e uma boa semana. Beijinhos
    Emília

    ResponderExcluir
  57. Só agora é que consegui finalizar o relato das férias, organizar fotos e atualizar o blog e, finalmente, posso curtir a festa da Rosélia, mas não encontro a sua participação! Quando passar lá no blog, me deixa o link da postagem sobre confiança virtual, tá! Bjks e uma semana abençoada Tetê

    ResponderExcluir
  58. Só agora é que consegui finalizar o relato das férias, organizar fotos e atualizar o blog e, finalmente, posso curtir a festa da Rosélia, mas não encontro a sua participação! Quando passar lá no blog, me deixa o link da postagem sobre confiança virtual, tá! Bjks e uma semana abençoada Tetê

    ResponderExcluir
  59. Querida Zilani, o bom é que podemos tropeçar, isso não é vergonha, mas como é gratificante levantarmos sozinhas e partir para a luta. Sempre aprende-se nas caídas e recaídas! E sempre será assim, até o finalzinho perceberemos, mesmo quando as forças faltarem...
    Beijo, carinho.

    ResponderExcluir
  60. A vida passa num sopro. Mas todos precisamos de um apoio, de vez em quando. Isso não é monopólio dos que já viveram muito.
    Gostei de ver o seu Pedro a embalar o cachorrinho. Lindos companheiros.
    Beijinhos, uma linda semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  61. Boa semana, Zilani; aguardo o próximo post!

    ResponderExcluir

  62. Linda, estou seguindo, obrigada por comentar no meu blog... Sempre que atualizar, avise-me que eu venho ver!
    Bjs - Suzana Rosa
    www.rosachiclets.com.br
    Siga-me no Instagram: @rosachiclets

    ResponderExcluir
  63. Que Poesia tão linda ! Gostei muito !

    ResponderExcluir
  64. Olá, Lani.

    O difícil de nossa caminha é não sabermos o que vamos encontrar. Mas podemos aprender a levantar com nossas próprias quedas, como aprendemos que nem sempre poderemos levantar se que nos ajudem.
    Essas são algumas das lições que se encontram em seu poema. Parabéns.

    P.S. Obrigado pela visita e pelo seu bondoso comentário sobre meu poema “Fuzis e Jasmins”, que muito me alegrou.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lani:.

      O difícil de nossa caminhada (...)
      e
      (...) nem sempre poderemos levantar sem que nos ajudem.

      Abraços.
      Pedro.

      Excluir
  65. Ufa!!!!! Cheguei no final das mensagens pra deixar meu recadinho!!!!! Obrigado da visita, muito prazer em ter mais uma poetiza no meu blog adorei seu cantinho também te seguindo....bjs e felizes dias!!!!!

    ResponderExcluir
  66. Boa tarde,Zilani, a emoção mexeu com meu coração ao ler seu poema.
    Olhei para trás e percebi que a vida já me deu tanto, nada tenho a perguntar ou cobrar,,,Resta-me aguardar quando eu precisar da ajuda para continuar vivendo. Nós caímos, levantamos, porém chega a hora que já nos é difícil levantar sozinho. É a lei da vida..... Lindo poema para reflexão! Beijos!

    ResponderExcluir
  67. Boa tarde querida Zilani, venho agradecer-lhe o carinho de sua visita, seja sempre muito bem-vinda e adoro sempre passar por aqui e conferir seus encantadores poemas poetisa.
    Beijos e fica com DEUS.

    ResponderExcluir
  68. Se não houvesse momentos de desânimo, como se não houvesse mais caminho a percorrer, não sentiríamos, penso, tão saborosamente os momentos de felicidade. E porque ser poeta é ir sempre mais além , o caminho tornar- se -à, porventura, longo porque mais "pensado".
    Uma nostalgia tão bela!
    Bijinho Lani!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.