Seguidores

Recanto das letras

sábado, 21 de junho de 2014

MILAGRES DA NATUREZA...


  
Ouviu-se na noite, escura e quente,
Um grito forte, lancinante,
De dor, tristeza, angustiante,
Era o vento, ao ver a árvore, agonizante...

Parou, fez-lhe um carinho, seguiu em frente,
Uma lágrima sentida rolou, insistentemente,
Precisava correr, tentar impedir,
Pois, já ouvia o estrondo, de outra árvore a cair...

Empurrou com força, o homem que a mutilava,
Sem entender porque, só no escuro as derrubava,
Queria, com seu sopro pará-lo, seu corpo ferir,
Mas, havia outro e mais uma serra a zunir...

O vento, impotente e triste, se pôs a chorar,
Pensa em toda a terra, com seu pranto alagar,
Mas, ao ver cair da árvore morta, um passarinho,
Para e se amansa...  Só p’ra salvar, o filhotinho...

        Lani                     (Zilani Celia)


80 comentários:

  1. Bonito, comovente e emocionante!
    Com uma linguagem figurada, você nos trouxe uma realidade forte... É lamentável ver a natureza sendo destruída... Ainda bem que há os milagres, Lani!...
    Beijos e haja paz!

    ResponderExcluir
  2. Uma metáfora que traduz muito bem a selvageria do homem com a Natureza! Bela reflexão!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Belissimo! Muita emoção. Olha: Não há nada mais triste que derrubar uma árvore. Obrigada Zilane por esse momento e sua admirável sensibilidade. Concordo com Anete: Ainda bem ´há milagres! Bjos e feliz domingo.

    ResponderExcluir
  4. A ganância humana não tem limites, nem piedade!!

    Que triste realidade seus versos.

    É lamentável!

    Leni, tenha um ótimo domingo,

    beijinhos,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  5. Mais do que a ternura do final, mais do que a beleza do poema, fica a denuncia de mais uma selvajaria, própria da estupidez humana, que assim vai acabando com o ar que respira, matando as arvores, conspurcando os rios. E lá se vai caminhando com indiferença para o suicídio colectivo da nossa espécie
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  6. Bom dia

    Bonito e comovente poema. Amei a leitura.

    Bom Domingo
    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Que ternura, triste e bela.
    Bom Domingo e um beijo da D.

    http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  8. Lani
    O bom poema tem mais, a componente da humanidade com que finalisa: Pensa em toda a terra, com seu pranto alagar,

    "Mas, ao ver cair da árvore morta, um passarinho,

    Para e se amansa... Só p’ra salvar, o filhotinho..."

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Poema lindo e reflexivo.
    Beijos, querida, e bom domingo,
    Renata

    ResponderExcluir
  10. Oi Zilani, amei seu maravilhoso poema que retrata a agressividade com que esta obra tão perfeita da natureza,e acolhedora de uma infinidade de seres vivos das mais variadas espécies que ali buscam refúgios e descansos, estão sendo tratadas!
    Um bom domingo pra você!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  11. Bom dia, Zilani. Meu vizinho cortou duas árvores em seu quintal, e senti o mesmo. Pensei nos ninhos de passarinhos. Pensei nos esquilos. Senti a angústia da árvore, cordas amarradas aos seus galhos, aguardando seu destino na manhã seguinte. Enquanto dava minhas aulas, eu escutava o motor da serra elétrica. Agora há um buraco na paisagem.
    triste...
    Abraços, e parabéns pela linda poesia.

    ResponderExcluir
  12. Infelizmente o ser humano dito inteligente consegue superar a irracionalidade dos animais ,num mundo onde tudo se transforma o ser humano ainda peca pelas atrocidades que comete a cada dia que passa ,sendo ele próprio o causador da sua própria condenação ,muitos beijinhos querida amiga e muito obrigado por tudo .

    ResponderExcluir
  13. O Homem nem sempre trata bem da sua Mãe Natureza.
    Bjs e bom domingo

    ResponderExcluir
  14. Oi, Zilani...o que era para ser suporte ao Jardim do Éden passou a ser o alvo de cobiça que destrói...depois quando a natureza reage à violência humana o homem cobra dos céus...apenas ação e reação. Um lindo texto!

    ResponderExcluir
  15. Oi Zilani,como é triste vermos a natureza sendo tão destruída.!
    À cada corte de suas árvores,são lágrimas que jorram em seus troncos
    de tanta tristeza.
    Lindo poetar.
    bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  16. Um Poema que celebra o começo do Inverno e destaca a fúria humana na destruição das árvores e da floresta.
    Bela mensagem, Amiga. Bom Poema.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Zilani
    Um sopro e um lamento na noite. Uma árvore agoniza! E o homem... o seu malfeitor é incapaz de perceber o mal que causa. Um alerta comovente.
    Que sirva de reflexão para quem comete tal atrocidade.
    Beijos e um domingo coroado de bênçãos

    ResponderExcluir
  18. Oi Zilani! Como está?
    É lamentável ver o que está ocorrendo com nosso tão belo planeta. A irresponsabilidade de certos seres (que não devem ser chamados de homens) tem posto à beira do abismo a natureza, de quem tanto precisamos. Seu singelo poema retrata essa dor, que não é apenas do vento. Parabéns pela sensibilidade!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  19. Celebrar la naturaleza. ¡Magnífico Zilani.
    ¡me encantó !
    ¡Feliz domingo !

    ResponderExcluir
  20. Nossa Zilani,dói no coração ver árvores sendo derrubadas...Elas só nos trazem coisas boas,sombra,frutos,flores,passarinhos....Um abraço!

    ResponderExcluir
  21. Querida Lani
    Tão musical, tão terna, tão atual!
    E quanta arte! Quanta beleza!
    Bejinhos meus!
    ........
    Obrigada por suas palavras nesta interação em dueto.

    ResponderExcluir
  22. olá!venho através da agenda dos blogs conhecer seu cantinho maravilhoso,belíssimo poema,estou te seguindo tenha uma boa noita e uma semana regada de vitórias p/vc e sua família fica c/Deus bjs no♥ http://wwwmazeblogspotcom.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. ES MUY TRISTE TODO EL MAL QUE LE HACEMOS A LA NATURALEZA, SÓLO POR LA AVARICIA AL DINERO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  24. Olá menina,
    Passei a última semana em contato com a natureza, sem contato com a net, e amei, infelizmente estamos destruindo o que é nosso.
    Tenha uma linda semana, beijocas

    ResponderExcluir
  25. Zilani,
    há poucos dias presenciei o choro de uma lágrima em frente a um prédio recém construído. foi lamentável e triste vê-la definhando (eles decerto colocaram algum veneno) Depois cortaram-na.
    Teu poema fala dessa destruição de uma forma bonita e ao mesmo tempo triste. Onde os passarinhos vão se aninhar pra cantar?
    beijos querida
    zizi

    ResponderExcluir
  26. Lindo e verdadeiro, infelizmente o homem destrói tudo.

    ResponderExcluir
  27. Miguel14 de Junho de 2014 às 22:37

    Olá Zilani
    Lindo, não é? Espectacular! E o que se avista de lá? É um sonho!
    Obrigado por gostar das fotos. Não estão muito boas mas... dão uma ideia da beleza do lugar.
    Um beijo
    AMANHÃ, DIA 24 DE JUNHO, APARECE NOVO POST.
    CONTO COM A TUA PRESENÇA.
    OBRIGADO DESDE JÁ.

    ResponderExcluir
  28. Que cândido poema!

    O Homem como sempre,destruindo a si mesmo e aos seres que o circundam.Eu desejo um pouco mais de poesia em nossas ações diárias.Um olhar de poesia com irmão.

    Beijão,Zi!Dani.

    ResponderExcluir
  29. Isto acontece todos os dias , que tristeza. beijinhos e boa semana.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Querida amiga hoje vim te desejar uma abençoada semana.
    E para dizer que estou voltando aos pouquinho, pois a vida real está exigindo um pouquinho mais de minha atenção. Estava sentindo muitas saudades de vir aqui!
    abraço fraterno
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  31. Passei para informar que há mais um pedacinho de Isabel no Sexta. Oxalá goste.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  32. A grandeza dos amigos são como as flores raras: sua magnitude fica para sempre.(Cristina Beloni)
    Lindo poema que nos faz refletir sobre o que estamos fazendo com a nossa natureza!!!
    Um lindo e abençoado dia!!!
    Beijos Marie.

    ResponderExcluir
  33. É tão triste o modo como os humanos tratam a natureza... seja de forma direta, como alguns madeireiros ou indireta, como nós jogando lixo por aí.

    Um dia, quem sabe, possamos mudar, mas acho difícil. A demanda pela natureza só cresce a cada dia.
    Ainda não percebemos que, ao perder a natureza, perderemos a nós mesmos.

    ResponderExcluir
  34. Que lindo seu blog!
    Poema maravilhoso, vc escreve muito bem!
    Segui você, querida!
    bjus
    http://www.elianedelacerda.com
    Que fundo musical show!!!!!!!

    ResponderExcluir
  35. Olá, Zilani.
    Bela criação; infelizmente, o ser humano acabou se distanciando da natureza em sua jornada pelo desenvolvimento físico e mental.
    Evolução e progresso não são sinônimos, como muitos acreditam, e é possível viver sem destruir o ambiente que habitamos.
    Abraço e uma ótima semana pra ti, Zilani.

    ResponderExcluir
  36. Oi Zilani!!!
    Vim retribuir a visita e de cara já amei seu blog!!!
    Lindos poemas!!!
    Fico triste, mas infelizmente essa é a realidade!!! A natureza chora!!!
    Tenha uma linda semana!!!
    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  37. Boa tarde,
    A natureza é a perfeição, tudo que o homem rouba ela volta a repor, mais que tentem não conseguem destruir a perfeita natureza, ela é capaz de eliminar ser humano para se purificar.
    Dia feliz
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  38. Então lá vai a receitinha do empadão.
    P/ a massa:
    1/2 xícara de banha
    3 xícaras de trigo
    sal á gosto
    1 colher de sobremesa de fermento
    misture até fazer uma farofa úmida , depois acrescente 1 xícara de leite,
    formada a massa , separe uma para forrar a forma e outra p/fechar a torta ,espalhe com rolo a massa dentro de dois plásticos,p/
    p/ abrir melhor, coloque numa forma de marinex, e o recheio feito de frango
    desfiado com aromaticas que preferir, e coloquei no frango 1/2 xícara de água c/ 1 colher de amido de milho , para o frango ficar cremoso.
    bjs e uma boa tarde.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  39. Lindo, Zilani! Assim, decerto agiria o coração do vento! Boa semana, amiga.

    ResponderExcluir
  40. A natureza nasce perfeita, o homem é que a destrói. É por isso que eu gosto de retratar este mundo, assim estarei a conserva-lo.
    Bj

    ResponderExcluir
  41. Que maravilha de poema,Zilani.Comovente,triste e real. Você é uma das mais poderosas poetas que conheço!Essa natureza que retrata é magnífica!

    Obrigada pela visita!

    Beijos e uma semana de alegrias

    Donetzka

    Face Book:


    https://www.facebook.com/donetzka.cercck

    Twitter: @donetzka13


    Blog Magia de Donetzka





    ResponderExcluir
  42. Boa Noite Amiga! obrigada pela visita e o carinho no meu blog que bom que gostou,é uma honra ter você como seguidora fica c/Deus bjs no♥

    ResponderExcluir
  43. Bonito poema e muito reflexivo.
    Infelizmente é real.

    Só pra dizer... que teu blogue está na festa de aniversário do Histórias, estórias e outras polêmicas

    Bjs

    ResponderExcluir
  44. Olá, Zilani!

    Inspirada e sensível é esta forma rimada de chamar a atenção para um grave problema, nalguns casos mesmo um drama: a de por falta de consciência e ganância irmos destruindo aquilo que é indispensável à vida.

    Lindo poema!

    Um abraço e boa semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  45. Que poema mais lindo! Não dá para entender o que o ser humano faz com o próprio planeta em que vive... uma falta de respeito e consideração absurda pelo meio ambiente. Mas sempre no meio do caos encontramos alguma alma gentil, por quem vale a pena lutar e manter as esperanças.
    Tenha um ótimo dia!

    ResponderExcluir
  46. Não é só para Inglês ver,
    que eu aqui venho
    venho sim amiga ler
    orgulho nisso tenho!

    Visitar a minha amiga virtual,
    ler os seus maravilhosos poemas
    longe do Brasil aqui em Portugal
    a pensar nas lindas moças morenas!

    Tinha que ser assim para rimar,
    caso contrário não rimaria
    a vida nunca deveria acabar
    é tão bela para ser vivida com alegria.

    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  47. Que triste..pra refletir mesmo, nessa destruição desenfreada da naturezaa...bjosss

    ResponderExcluir
  48. Querida amiga

    A natureza
    em sua violência
    ou calma,
    é sábia.
    Aprender com ela,
    inspirar-se por ela,
    escrever pensando nela,
    também é profundamente sábio.


    __________________________________




    Há quem acredite
    que felicidade
    vem por acaso.

    Mas felicidade
    é um compromisso
    com a vida,
    com os outros,
    e com nós mesmos.

    Por isso faça e seja feliz.
    Que este seja o seu compromisso fiel.

    ResponderExcluir
  49. E o resultado disso é o que temos visto por este mundo, os reclamos da Natureza pelas agressões que lhe são impostas pelo homem. Lindo poema amiga.

    Beijos e uma ótima noite para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  50. Maravilhoso poema. Minha querida amiga, após 5 semanas de
    ausência do m/país, retorno lentamente a agradecer as v/visitas.
    Trouxe comigo 2 crianças que irão estar em m/casa até finais
    de Agosto, requerem-me todo o tempo, mais difícil se torna.
    Espero que os m/amigos/as compreendam.
    Beijinos
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  51. Oi Zilani, são rimas de doçuras e delicadezas. Queria salvar todas as árvores para que todos os pássaros pudessem repousar.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  52. Comovente. Há pessoas que não respeitam a Natureza...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  53. É triste a gente ter que assistir cenas assim. A mãe natureza sendo tão derrotada pela ação imprudente do homem. Fora a triste realidade dos teus versos, a melodia nela implícita, leva-nos a meditar o porquê de o clima está tão mudado.
    Beleza de página poética, querida poeta!
    Abração.

    ResponderExcluir
  54. A Natureza está em perigo constante.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  55. Boa tarde amiga. Passei para informar que há mais dois episódios de Isabel no Sexta. A partir de agora vou avisar no fim do capítulo do dia em que sai o próximo. Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  56. Há coisas na Natureza que são verdadeiros milagres.
    Gostei muito do teu poema, é excelente.
    Tem um bom resto de semana, querida amiga Zilani.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  57. Zilani,
    Que poema forte e real!!! Fiquei emocionada! Acabei de postar no Reflorestando o Planeta, um quadrinho, que combina muito bem com o seu poema.
    Bjs e um lindo dia!!!

    ResponderExcluir
  58. Boa tarde Zilani! Lindo, poético e triste sua escrita...triste é verdadeira, porque o homem por dinheiro esta aniquilando nosso planeta...Parabéns pelo belo poetar.
    Beijos com carinho e tenha um lindo final de semana.
    Marilene

    ResponderExcluir
  59. ¡¡Zuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuups!!
    El hombre es tan depredador como ignorante, no entiende que la flora y la fauna son las maravillas perfectas creadas por Dios como regalo para nuestros sentidos. Seamos sensatos y conservemos estas preciosidades para nuestras generaciones venideras. Precioso poema querida amiga, en donde se refleja lo burros que somos los humanos.
    Un beso grandioso querida amiga, de la brujita MORIMÓ.

    ResponderExcluir
  60. Esses pequenos milagres que nos mostram como os animais são superiores ao homem, Zilani. Lindo poema. bjs

    ResponderExcluir
  61. Versos tristes, doloridos, mas bastante reais...

    Agora estou assinando para receber suas atualizações, Lani!!!
    Beijinhosssss

    ResponderExcluir
  62. Minha querida

    Um poema triste e infelizmente muito verdadeiro, Adorei como sempre ler-te.


    Deixo um beijinho e agradeço as palavras de apoio e carinho que me adoçaram o coração e me ajudaram a voltar.
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  63. Que belo, Lani!
    Senti a dor da árvore agonizante, e também a angústia do vento, impotente. Que tristeza perceber a destruição por todos os lados, e pouco poder fazer... Mas a natureza tem seus milagres e, dentre a destruição, um passarinho foi salvo. E assim seguimos nós, salvando passarinhos, de um a um, quando não podemos parar as potentes serras do avanço tecnológico a qualquer custo.
    Maravilhosa poesia!!! Beijão.

    ResponderExcluir
  64. .

    .

    . um poema muito bonito que narra uma história dócil e de grande sensibilidade .

    .

    . um beijo meu . zilani .

    .

    .

    ResponderExcluir
  65. Bom domingo!

    Eu Aprendi
    Que são os pequenos acontecimentos
    diários que tornam a vida espetacular;
    Que cada pessoa que a gente conhece
    deve ser saudada com um sorriso!

    ___________William Shakespeare

    Abraços de uma boa semana

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  66. Oi querida Lani, a vida é um milagre!
    Devemos agradecer a Deus todos os dias por estarmos vivos!
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  67. Passando pra deixar um abraço e desejar uma excelente semana!
    Me avisa quando atualizar? Beijos!

    ResponderExcluir
  68. Zilani , você soube transmitir com poema tão bonito a dor da mutilação . Obrigada pela partilha . Beijos

    ResponderExcluir
  69. Olá!
    Que linda esta visão do vento , meu grande amigo e inspiração, sofrendo com a ignorância e primitividade do homem... Lindo, adorei!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  70. Boa tarde Zilani.
    Que bela poesia detalhando como é triste a ignorância do homem ao destruir a linda natureza. Um feliz més de julho com muita paz e alegria.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  71. Boa tarde, Lani. Adorei!
    Como é triste ver tanta violência e não podermos fazer quase nada para impedir que a Natureza se destruída pelo homem.
    O vento bem que tentou, mas a força do mal foi mais forte do que a sua força, e assim continuará, se o homem não tiver consciência.
    Linda semana e beijos na alma.

    ResponderExcluir
  72. O lamento de uma natureza impotente face ao poder e interesse do Homem. Grito lancinante, este. Toca!
    Muito bom, querida Zilani.
    BJO :)

    ResponderExcluir
  73. Olá amiga, numa fugida ao computador, venho desejar-lhe
    que esteja bem e deixar-lhe um beijinho.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  74. Querida Lani
    Que maneira tão poética de lutar pela preservação da nossa floresta!
    Até o vento,que tantos estragos faz,fica agoniado com tanto derrube!
    Bom domingo
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  75. Bom dia Zilanir! Um grito maravilhoso com endereço certo, Qdo será que o homem vai entender que essa violência , afeta a todos os seres viventes do planeta, inclusive ele próprio. Os pássaros já não tem onde fazer seus ninhos, os rios perdendo seu leito, os peixes morrendo com a poluição ao sagrado mar, A situação está incontrolável, e só vemos politícos afetados pela: Mudez, cegueira e surdez. Parabéns pelo poema , a natureza lhe agradece e aplaude. Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  76. Voltei para responder seu comentário. Sim , bem interessante a criatividade da nossa amiga. Achei de muito bom gosto, assim como eu, que não sou muito visitada, tenho a oportunidade de pelo menos tornar meu blog mais conhecido. Sabe Zilani, a net tem seus prós e contras, e uma das coisas boas é que a gente se afina com algumas pessoas maravilhosas nesse mundo virtual, que criamos vínculos,entre , os poucos leitores que aqui vem,, tenho alguns que tenho uma afinidade e pareço incrível.... Você é uma dessas pessoas. Obrigada por apreciar minhas respostas, sua visita é um presente maravilhoso. Tenha um dia Azul. Bjs no core!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.