Seguidores

Recanto das letras

terça-feira, 27 de agosto de 2013

TARDE DEMAIS...


 Confiei na vida que me prometeu a sorte,
Guiei meus passos evitando a morte,
Cuidei das palavras não dei aparte,
Não fiz gestos, permaneci inerte...

Pediram-me beijos não os dei com medo,
Para abraços achei ser cedo,
Os gestos de amor pararam no caminho,
Conversas sem respostas, secas, sem carinho...

O tempo mentiu, ao falar que não passaria,
A saudade riu ao dizer que nunca viria,
Eu não sabia que solidão doía,
Nem que a vida, rapidamente me cobraria...

Que nada é para sempre, apreendi sofrendo,
Reviver o que perdi, é impossível, estou sabendo,
Vida me perdoa, te imploro... Por favor!
Dê-me um novo coração... E saberei o que é amor...

           Lani



63 comentários:

  1. Nunca será tarde para reviver um grande amor.

    Lindo poetar.

    bjs amiga Zilani

    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hERMOSO POEMA. nUNCA ES TARDE PARA NADA zILANI. Y MENOS EN CUESTIONES DEL AMOR.
      muita luz pra voce !!

      beijos beijos beijos.

      Excluir
  2. Ola querida amiga,lindo,muito lindo "Tarde Demais".Tocou fundo no coração.Beijo.SU

    ResponderExcluir
  3. Costuma dizer-se que nunca é tarde, mas às vezes é mesmo tarde. Só não é tarde para recomeçar uma etapa.
    Um belo poema, novamente.
    xx

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga nunca e tarde para recomeçar enquanto houver coragem de lutar de ter uma mao amiga e de um coraçao que nos volte a dar esperança de renovação a cada dia que amanhece ,adorei o poema muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Zilani
    Agora eu não te perco mais.
    Temos que agarrar a felicidade a qualquer tempo, se não foi no tempo certo que seja agora, pois para o amor não existe tempo e nem idade.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  6. Lani, poema forte e denso! Penso que é importante que vivamos o hoje com o coração decidido a olhar para frente sem medo, peso ou culpas... Sempre é tempo de um novo tempo... O amor traz liberdade e paz, não é mesmo?
    Sei que no poetar os sentimentos e as emoções são intensificados, mas NUNCA É TARDE para abraçar, beijar e viver o verdadeiro amor! Não podemos ficar "reféns" do passado...
    Achei bonito e reflexivo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. A vida te deu um coração enorme cheio de amor!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Zilani!

    A solidão bem que dói,mas, nunca é tarde para preenchermos cada cantinho do nosso coração com coisas que nos farão muito feliz.

    Nunca é tarde não é mesmo!

    Bjo no coração minha linda!

    ResponderExcluir
  9. A vida ensina muito....beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a sua poesia...mas nunca é tarde demais pelo menos para amar!
    Bom dia!
    beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lani!

    Poesia triste, mas bem real.

    Penso que, nunca é tarde demais para se obter a felicidade.

    Lindo dia.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  12. Oi Lani

    A dor sempre nos faz melhor e prontos para receber um novo amor.

    Lindo.

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Querida Lani

    Nós, já esperamos tudo
    De quanto a Vida nos dá.
    Por mim, eu não mais iludo
    O Amor que haverá,
    Ou mesmo se sobrará.
    Um dia, no "sobretudo",
    A terra nos guardará.




    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  14. Zi

    o tempo é o melhor amigo do coração.

    Que o amor floresça na sua vida.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  15. Que belo poema, me vi nele!!!! Adorei!!!

    Um beijo Zilane!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Todos os dias são novos recomeços, novas oportunidades de apagar o que nos machucou e tentar outra vez. Lindo versos amiga. Um bj

    ResponderExcluir
  17. Com o tempo aprendemos que tudo passa...que tudo muda...que tudo acaba, mas aprendemos também que há sempre um momento...um instante...um dia para Começar de novo. Lindo, amiga! Um beijinho e parabéns.
    Emília

    ResponderExcluir
  18. O tempo é tudo que temos e entre esse tempo, vai e vem um dia, para estes pedaços de vida.
    Grato pela sua presença.
    Abraço

    ResponderExcluir
  19. Zi,

    Esta poesia tem um tom forte e ocorre com tantas pessoas. Seria muito bom que o amor fosse realmente eterno, existe, mas poucos o conhecerão.

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Zilani

    Como qualquer boa poeta tens um modo muito teu de escrever poesia. Sem a tenho achado meritória, Mas se me dás o direito de expressar o que penso, destaco a presente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde voltando para meus queridos(a)
    Querida é muito bonito e nunca é tarde para
    viver um verdadeiro amor lindo!!
    Bjuss com carinho....

    └──●► ¸.·*´¨) ¸.·*Rita!!

    ResponderExcluir
  22. Oi Lani!Acho que nunca é tarde demais,fé na vida e no Amor,aí a gente consegue o que perdeu ou algo melhor ainda!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  23. É sempre possível começar de novo, nunca é tarde demais para viver um novo amor.
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Zilani!

    Obrigada pelas palavras carinhosas, saiba que te gosto muuuuuito!

    Fica com Deus thá!

    ResponderExcluir
  25. Zilani que poema profundo e belo, é poetisa infelizmente existem pessoas assim, não sabem demonstrar o que sente, umas é a timidez outras é o orgulho que trava outras é o medo de se machucar, mas seja qual for o motivo acabam semeando solidão, é triste. Poetisa não sei por que vivemos nos perdendo aqui na net, vou gravar seu blog nos meus favoritos para não mais perder o caminho de sua casa, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  26. Embarcamos em um TITANIC de emoções e, com o passar do tempo, naufragamos em nossos amores... Difícil é o resgate, mas não impossível. Outros tempos, outros mares de emoções... Sigamos!
    Bjs. Célia.

    ResponderExcluir
  27. Olá Zilani! Que lindo o seu blog, poemas maravilhosos, de uma sensibilidade tocante, parabéns!
    Vim agradecer a atenção e visitar o seu blog, de hoje em diante virei sempre aqui dar uma espiadinha!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  28. Pois é!...
    Nos poetas, a esperança é sempre a última a morrer!
    Bom fim de semana para si!

    Bjsss

    ResponderExcluir
  29. O amor sempre acontece, não se pode perder aesperança.
    Muitas felicidades

    ResponderExcluir
  30. Zilani, buscamos uma felicidade que na Terra é rara, mas acredite, amiga...ela existe quando amamos sem esperar retribuição. A bondade do coração se assemelha ao rio no deserto...O amor está em vc, como a semente na terra. A planta germinada ilumina o coração de quem presencia seus versos, que refletem o amor no solo fértil de seu coração.

    Ghost e Bindi

    ResponderExcluir
  31. Siempre será tiempo de amar... prceiosas y emotivas letras mi querida Lani, un placer pasar a leerte!
    Te dejo un fuerte abrazo.
    Bella jornada!

    http://perfumederosas-cristina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  32. Oi, Zilani!
    Infelizmente o tempo passa e as pessoas também passam. Mas é sempre tempo para novas escolhas!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  33. UN TEXTO MUY REFLEXIVO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  34. Inmensa y profunda Poesía llena de Nostalgia y ganas de agarrarse a la vida...Al Amor...Preciosa.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  35. Um coração que sofre por ter se reservado em demasia... sempre acredito em uma nova chance da vida, que precisa ser abraçada quando chega. Lindo escrito, um abraço!

    ResponderExcluir
  36. Oi, Zilani,
    para isso serve a poesia... para reconstruir/reinventar a vida. Através dela é que resgatamos o não vivido e ensaiamos passos para o que virá! Gostei!
    Obrigada pela presença tão gentil e carinhosa no MINAS DE MIM onde sempre será bem vinda, sim?
    Abraço!

    ResponderExcluir
  37. Oi Lani, nem sempre conseguimos aproveitar tudo que há de bom na vida, mas é maravilhoso poder recomeçar...
    Querida tem poesia sua no meu bloguinho, uma fofa que gosto muiiitooo.
    bjks e um lindo findi semana

    ResponderExcluir
  38. Que poema emocionante, Zilani. Lindo mesmo. E inspirado. Beijos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  39. Boa tarde, Lani. Solidão, dor, promessas desfeitas, tudo isso é como cravar um punhal em nosso peito, sangra!
    Nunca esperamos o fim, desejamos ardentemente que tudo de bom seja para sempre, que o amor não termine, mas de repente, não sei a razão específica, somos traídos por nós mesmos, nos perdemos por palavras que falamos, ações que tivemos, dor que provocamos.
    Mais uma vez, o nosso coração está em luto, mais uma vez sentimos a dor da saudade, mais uma vez nos culpamos por termos dito e feito o que não poderíamos.
    Mais uma vez, não estamos prontos para amar novamente.
    Parabéns.
    Lindo.
    Beijos na alma e paz!

    ResponderExcluir
  40. .

    .

    . os indecifráveis caminhos da vida . ora veredas de sorrisos amplos . rasgados a céu aberto . risos e cisos . ora . lajes de pedra e cal . sobre as quais padecemos .

    .

    .

    . a amor é a chave . e o fluir .

    .

    .

    . um bom fim.de.semana .

    .

    .

    . um grande beijinho .

    .

    .

    ResponderExcluir
  41. Lindo poema, mas triste e solitário, Lani! Nunca é tarde para recomeçar de novo, levantarmo-nos e caminharmos em frente!... As estrelas estão sempre a brilhar no seu blogue, iluminando o caminho e a vida!...
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  42. Carinhosamente passando para
    desejar um feliz e abençoado Domingo.
    Sem falar das saudades , que tenho no coração.
    A vida tem dessas coisas de vez em quando
    testa nossa fé e força para lutar.
    Beijos no coração carinhos e afagos na sua alma.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  43. Amiga voltei a postar poemas de amigas
    um dia saberá a causa de ter parado de postar,
    .Como sempre amei seus poemos quero saber se poderei postar seu
    novamente.
    Abraços ,Evanir.

    ResponderExcluir
  44. A poesia é das formas mais delicadas de Arte. Eu também confiei na vida e infelizmente tem-me dado percalços que alteram os meus sonhos. Mas como só vive quem segue em frente, vamos contornar os obstáculos e ultrapassá-los com fé e esperança. Adorei.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  45. Admiro sempre muito os poetas ou poetisas que consegue
    falar de sentimentos através de palavras. Gostei muito
    deste seu poema.Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves(gostei da música)

    ResponderExcluir
  46. Oi amiga, que maravilhoso.
    Você fala de sentimentos de uma maneira tão linda!
    Tenha uma semana maravilhosa, beijos!!

    ResponderExcluir
  47. OI AMIGA LANI
    A dor nos prepara para receber o amor. lindo
    "Que setembro consiga colorir ainda mais os sonhos, que exista festa escancarada de bem querer no jardim de cada alma, que todos possam colher a flor do amor, da paz e da verdade. Que exista harmonia exagerada e que o fermento da vida cresça aguardando a linda primavera. Que venha setembro o querido mês juvenil. Que venha, que traga chuva de prosperidade, que as sementes plantadas no coração brotem com a chegada da menina primavera, a pupila do mestre setembro. E que venham as flores, os frutos com gosto de esperança, que a colheita de luz cubra cada alma que a vida sem querer pintou de cinza. Que neste novo mês de olhar primaveril nós possamos ver o outro com as lentes da mansidão e caridade. bjs
    Ana

    ResponderExcluir
  48. Que lindo poema. O passado já não volta mas cada amanhecer pode ser um novo começar.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  49. Que bela obra, Zilani!
    Sentimentos demonstrados com muita maestria!
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  50. Zilani , belo poema . O que nos poē em pé depois da queda é saber que o dia vindouro nos aguarda com muita luz . Agradeço a partilha . Beijos

    ResponderExcluir

  51. Olá Lani, e que tudo esteja bem!

    Como é perceptível nestes sentimentos cá expressos, nem tudo foi em vão!
    De uma maneira dorida sim, mas, nós aprendemos que ser feliz, receber amor e amar não há momento exato, amamos e pronto!
    Certamente nos próximos momentos não vai pensar duas vezes, e vai sentir-se feliz, e melhor que os que vivem a sofrer e nada aprende com o viver!
    Obrigado por compartilhar belos pensamentos, e também lindas imagens, e tua amizade também.
    E grato por tuas visitas e comentários sempre gentis eu desejo que seja sempre deveras intenso e iluminado o teu feliz viver, um grande abraço e, até mais!

    ResponderExcluir
  52. Belo demais, Zilani! Não há muito mais a dizer, eu creio. Boa semana.

    ResponderExcluir
  53. Ahnn, os "tarde demais" que me perseguem..
    Poesias tocantes, essa em especial parece que foi escrita inspirada em mim. E quando a leitura nos faz encher de lágrimas os olhos, eu fico.
    Sempre que o tempo me permitir, estarei aqui agora.
    Beijos no coração.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  54. Boa noite Zilani, que poema lindo...
    Muitas vezes nos "perdemos" de nós mesmos e deixamos que o "velho" e sábio tempo se encarregue de levar o que precisa ir e trazer o que precisa ficar... Sempre é tempo de amar! Uma linda semana! Muita paz! Abraços...

    ResponderExcluir
  55. BOA NOITE MINHA QUERIDA !
    HOJE AO ABRIR MEU BLOG FUI SURPREENDIDA COM SUA VISITA E COMENTÁRIO.E RETROCEDI NO TEMPO.LEMBRA-SE QUE UM DIA EU COBREI TUA PRESENÇA NELE?
    VALEU MUITO A PENA.POIS ERA DE PESSOAS HONESTAS E QUERIDAS QUE ESTAVA ATRÁS.
    HOJE VALEU,ABRI E LER TODOS QUE POR LÁ PASSARAM.VOCÊ FOI UM DELES
    AGRADEÇO O CARINHO DEIXADO LÁ.NEM TEM PREÇO,SABIAS ?
    DEPOIS VOLTAREI PARA COMENTAR TEUS BELOS POSTS.HOJE É MARCANDO PRESENÇA,RSRSRSRSRSR
    BEIJO GRANDE !!!!!

    ResponderExcluir
  56. Oi, Lani!

    Tudo bem? Seus filhos e Pedrinho?

    Tive um fim de semana um tanto ocupado, porque cheguei de férias e tive um montão de coisas para fazer, como é natural, nesses casos.

    Te desejo uma boa semana, com felicidade e amor.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  57. Oi Lani!

    Nunca é tarde para ser feliz.
    Que a vida lhe ponha no caminho um amor intenso e bonito de viver.

    Um belo e energizante Setembro pra ti!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  58. Olá, Zilani!

    Muito poesia aqui feita verdade, neste atravessar da vida descrito com realidade.E que bom seria ao início poder voltar, já com a lição aprendida...E só resta mesmo continuar a sonhar, para dar sentido à vida.

    Lindamente escrito, como sempre.

    Um abraço e boa semana.
    Vitor

    ResponderExcluir
  59. ¡¡Zuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuups!!
    Nunca... nunca es tarde si la dicha es buena, y menos para amar. Como siempre tu poema precioso querida amiga.
    Un beso muy grande de esta brujita MORIMÓ.

    ResponderExcluir
  60. Zilani, tem coisa mais dolorosa do que estar tão próxima do amor, e deixá-lo partir por não lhe dar a devida atenção? O mesmo sentimento, acredito, tomará conta dos pais que, na infância de seus filhos, sacrificavam o tempo que poderiam ter com eles fazendo qualquer outra coisa... Ao vê-los crescidos, apenas a saudades mas nem mesmo as lembranças de tardes no parquinho!
    Por fim, encontro em tua poesia um alerta para a vida que passa e que precisamos vivê-la HOJE, pois o amanhã não nos pertence e talvez não nos traga de volta aquilo que mais desejaríamos ter!
    Lindas, lindas palavras! Beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.