Seguidores

Recanto das letras

terça-feira, 4 de junho de 2013

O ARQUEIRO DA VIDA...


 Segurou o arco, com todas as suas forças e o retesou,
Sentiu a vibração da corda entregue, que se esticou,
Lançou a flecha, num rápido e certeiro movimento,
Ela subiu, vertiginosamente, rumo ao firmamento...

Ele maravilhado, de seu feito, perfeito, se vangloriava,
A flecha sumiu no horizonte da vida, ovacionada,
Para logo depois iniciar a caída, vertiginosa,
Ela descia e ele agora maduro, se preocupava ...

Quando a lançou, não pensou em sua célere volta,
Queria ser o guerreiro, que ganhara da vida, a aposta,
Garboso se orgulhava de sua grande façanha,
Vencedor, olhando o mundo de sobre uma montanha...

Quando viu a flecha, com suas cores, pois a lançou,
Manchada, do sangue da pequena vítima que alcançou,
Pela primeira vez triste, sua vitória não cantou,
O arqueiro se prostrou e desta vez... Sentido chorou...

     Lani

54 comentários:

  1. Lani, bem profundo e bonito texto!
    O Arqueiro da Vida teve então o seu tempo de avaliação... Olhar para trás e firmar os passos sempre...

    Um Beijo...

    ResponderExcluir
  2. Maravilha,Lani!! Lindo demais! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, Lani. Maravilhoso! Nem sempre as flechas que lançamos são para o bem, para o resgate de alguma coisa, ao contrário, fazem mal.
    Esse mal podemos reparar não lançando na mesma direção as flechar que vitimarão alguém.
    Que nossa pontaria seja bem melhor de uma próxima vez!
    Adoro tudoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo o que você escreve!
    És divina na arte das palavras, amiga.
    Beijos na alma e excelente semana.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lani!

    Todos nós lançamos arcos nas nossas vidas, umas vezes atingimos o alvo, outras não.
    É preciso saber enfrentar os desvios e os falhanços.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  5. Uma das flechas mais contundentes é a palavra! Você, Lani usou-a muitíssimo bem! Rica mensagem!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  6. Pois é... A flecha não volta atrás depois de lançada e se apraz para o que foi enviada.
    Bjkas doces

    ResponderExcluir
  7. Que coisa mais linda, Lani! Não me canso de aplaudir seu talento.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Para refletir e não lançar nossas setas a esmo pois nunca saberemos das dores que podem causar.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  9. Olá!Boa noite
    Lani
    Muito belo e reflexivo...
    Algumas vezes acertamos em nossas escolhas...Outras nós erramos drasticamente...Alguns momentos nunca devem ser esquecidos...Outros precisam ser apagados...Algumas vitórias marcam a alma...Outras ferem o coração...
    Obrigado pelo seu carinho de sempre
    Boa quarta feira
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Lindo, Zilani. A flechada é definitiva, assim com palavras ditas e atitudes tomadas. Muitas vezes não dá pra consertar... Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  11. UN TEXTO MUY REFLEXIVO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  12. para mim trata se de um mitologico ensaio sobre inocencia e descoberta da vida...

    ResponderExcluir
  13. Lani, temos que ter consciência de nossos atos, pois, por mais que ferimos o outro pensando que a dor só será deste, ela sempre voltará para nós de alguma forma. Bjos.

    ResponderExcluir
  14. Que lindo Lani!
    Sempre me emociona aqui.
    Você te a arte de poetar e brinca com as letras poetizando tão lindamente, adorei.
    Parabéns querida, bjs no coração.

    ResponderExcluir
  15. un texto profundo, elocuente .
    ¡FELICITACIONES ZILANI !!
    Besos de luz.

    ResponderExcluir
  16. A flecha lançada pelo belo texto, conseguiu atingir o alvo, que é o de encantar.

    ag

    ResponderExcluir
  17. A flecha foi lançada, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  18. Zilani, o guerreiro vitorioso é o que vence a si mesmo, ao contrário...será a própria vitima alvejada por seu ímpeto de poder.
    Texto magnifíco.

    Abs

    Ghost e Bindi

    ResponderExcluir
  19. Olá Lani, e que tudo esteja bem!

    Em nossa caminhada é importante conseguir nossos objetivos, mas é deveras importante que não deixemos quaisquer manchas para trás no caminho percorrido!

    Agradecido por compartilhar mais este nobre pensamento, e por tuas gentis visitas e comentários por lá, pela amizade, eu venho cá informar a você prezada amiga que incluí você e teu blog em um meme. É uma brincadeira de respostas que me foi enviada por Lisy do http://lisysantos.blogspot.com.br.

    Desde já espero que se divirta participando e, bem, para maiores detalhes sugiro que dê uma passada por lá e confira. Informo também que não desejando participar, é sua a escolha, e, bem nossa amizade vai continuar como sempre!

    Assim desejo que tenha em teu viver sempre esta intensa felicidade, um grande abraço, obrigado e, até mais!

    ResponderExcluir
  20. Melhor seria não ter sido lançada!
    Mas, guerreiros só existem para lançar flechas...
    E uma flecha sempre acaba ferindo alguém...
    Belos versos, como de costume, salpicados de melancolia...
    Abraços, Zilani!

    ResponderExcluir


  21. A ti que estás leyendo esto, te dejo las siguientes menciones...
    Que tengas un fin de semana colmado de bendiciones,
    para que tu corazón siga siendo un vergel de emociones.

    Que a donde mires veas amor, siendo un toque de esperanza
    y hacía donde camines encuentres la felicidad con templanza.

    Esta que te quiere
    y nunca te interfiere...
    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderExcluir
  22. Boa tarde Zilani. lindas poesias encontrei aqui já estou te seguindo .. escreves muito bem e com as rimas que tanto amo ..bjs e um lindo dia

    ResponderExcluir
  23. Querida amiga estou a retribuir a visita que fez no meu cantinho ,agora que aqui estou vou continuar a visitar porque amei demais o seu blog ,muitos beijinhos amiga

    ResponderExcluir
  24. Oi, querida Zi!

    Somos, também, muitas vezes o arqueiro vaidoso e arrogante. Principalmente quando jovens: disparamos nossas flechas indiscriminadamente. Lá adiante, na maturidade, se não somos suficientemente perspicazes, nos assustamos com os golpes que sofremos: sequer percebemos que são as flechas retornando à sua origem, né não?
    Bjssssssssssss, quérida, Deus a abençoa!

    ResponderExcluir
  25. Querida amiga

    Há vitórias
    que nos são
    tão dolorosas
    quanto as derrotas...

    A vida é feita
    dos sonhos que nos habitam.

    ResponderExcluir
  26. QUE MARAVILHA DE TEXTO DE REFLEXÃO,LANI!

    VC ME ACHOU NO MEU NOVO BLOG.

    O ANTERIOR FOI EXCLUÍDO.

    VOU COLOCAR O SEU NA MINHA LISTA DE BLOGS AMIGOS!


    BEIJOS ,OBRIGADA PELA VISITA


    DONETZKA

    ResponderExcluir
  27. Mi querida Zelani, no me funciona el traductor, pero me las he ideado para entender algo:
    Ocupó el arco con toda su fuerza y se puso rígido,
    Sintió la vibración de la cuerda dada, que se extendía,
    Con autorización de la flecha, un movimiento rápido y preciso
    Ella subió abruptamente, hacia el cielo ...

    Se maravilló, su hecho, perfecto, se jactó,
    La flecha desaparece en el horizonte de la vida, empezó a aplaudir,
    Para comenzar poco después de la caída vertiginosa,
    Ella bajó y ahora madura importaba ...

    Cuando se inicia, sin pensar en su vuelta rápida,
    Quería ser el guerrero que ganó la vida de la apuesta,
    Dapper estaba orgulloso de su hazaña,
    Winner, mirando al mundo en una montaña ...

    Cuando vio la flecha, con sus colores, ya que la marcha
    Stained, la sangre llegó a la pequeña víctima,
    En primer lugar triste, su victoria no cantaba,
    El arquero cayó y esta vez ... Sense gritó ...
    Entiendo que es una historia de un arco y su destino,la presa, en la que les das vida propia y se entristece el arco de dar muerte a su víctima y por primera vez no siente el placer de su victoria.
    No sé si lo he sabido interpretar.
    Gracias
    Con ternura te dejo un beso
    Sor.Cecilia

    ResponderExcluir
  28. Lani, vim p abraçá-la com um grande abraço...

    BOM FINAL DE SEMANA! MUITA PAZ E SAÚDE!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  29. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
    li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
    gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
    Deixo-lhe a minha bênção.
    E que haja muita felicidade e saúde em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
  30. Parabéns tem um blogue lindo e escreve divinamente.
    Vim ter aqui através do meu amigo Emanuel.

    beijinho

    ResponderExcluir
  31. Boa noite Lani :)
    Tudo que vc escreve é maravilhoso,
    e esse texto foi um dos meus preferidos.
    Certamente a intenção do arqueiro não era fazer uma vítima,
    porém serviu de aprendizado.
    Bjs \o/

    ResponderExcluir
  32. Olá, querida Zilani
    Ele acertou na pontaria mas errou no alvo... daí se entristeceu muito!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  33. ¡¡Zuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuups!!
    Ulises fue el mejor arquero y el mas certero. Allá donde ponía el ojo atinaba su flecha. Pero las flechas son rápidas, mortíferas, pueden subir a gran fuerza y velocidad, pero también terminan por caer. La gloria llega a lo mas alto, pero a la vez puede ser efímera. Si utilizas tus flechas para la vida no hagas daño, pueden ser tan mortal como el bumerang, en donde al final serás tu la propia víctima.
    Precioso poema amiga querida, sirve para aprender en no herir a nadie.
    Un beso grande, de la brujita amiga MORIMÓ.

    ResponderExcluir
  34. O ARQUEIRO LAMENTOU
    A LESADA VÍTIMA
    IMOLADA.
    MEU ABRAÇO.
    MS.

    ResponderExcluir
  35. Olá, Lani!


    Tudo bem?
    Passando pra te desejar um bom fim de semana, com amor.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  36. Olá boa tarde !!!
    Amigas talentosa a gente aplaude de pé
    e vc será sempre assim elogiada pelo belo
    postado sempre

    Abraços de bom final de semana
    Bjuss
    Rita!!!!!
    (¯`v´¯)
    `·. ¸.·´
    ☻/
    /▌

    ResponderExcluir
  37. OI LANI QUERIDA
    Temos que pensar antes de joga a flexa.Que lindo muito bem feito a sua colocação. A paciência é uma qualidade fugaz.
    Queremos o que queremos quando queremos.
    Felizmente, nossas vontades só são realizadas
    no momento certo.
    Mas a espera nos dá a impressão de que nossas preces
    não foram ouvidas.
    Precisamos acreditar que a resposta virá na hora certa.
    Já pensou como nossas vidas seriam diferentes
    Um beijinho
    Ana

    ResponderExcluir
  38. Oi,Zilani.


    Ainda bem que salvo os links dos blogs amigos!


    Excluíram meu antigo,mas criei outro e estou bem.


    Seu blog continua nos meus favoritos,para receber atualizações.


    Obrigada pela visita,por me seguir de novo.

    Beijos e lindo fim de semana,amiga


    Donetzka

    ResponderExcluir
  39. Lani,

    Muitas vezes apontamos, mas nem sempre acertamos.
    Há um alvo que só é alcançado mediante concentração.

    Beijos

    ResponderExcluir
  40. Lindos versos que eu li comprazer.
    Bom domingo

    ResponderExcluir
  41. Bom dia,querida amiga!
    Bom domingo!
    Trabalho como esse merece destaque...maravilhoso.
    ,Parabéns...beijos
    veraportella

    ResponderExcluir
  42. Olá, Zilani!

    Esta vida não é um jogo, e nem tudo pode ser objecto de aposta - mesmo que para satisfazer a nossa vaidade...

    Bonita metáfora!

    Boa semana, um abraço
    Vitor

    ResponderExcluir
  43. Que texto maravilhoso para refletir sobre a vida!!
    Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  44. Esse é pra se ler e reler. Muito bom, Lani.
    A imagem que vai se formando à medida que lemos é impressionante. E fica cravada em nossa mente uma lição que dá o que pensar. Amei. Parabéns.

    beijinhos de boa semana!

    Rosa Mattos
    http://contosdarosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  45. Sensível e emocionante, Lani; belo texto! Boa semana.

    ResponderExcluir
  46. Oi Zilani!Seus versos traduzem o que se passa na vida real,muito bonito seu post!Obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  47. Passando para te desejar uma ótima terça..Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  48. O arqueiro tem que está sempre atento, mirar bem o alvo. Célia lindo texto, passando pra te desejar uma ótima terça feira, beijos.
    Lucimar Estrela da Manhã

    Divulgue seu blog no Face

    Fan Page

    Faço Afiliação de Comentários

    ResponderExcluir
  49. As vezes difícil alvo da vida....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  50. Boa tarde de terça feira!!

    Que a beleza que você tem seja sempre
    elogiada, pelo bons amigos e amigas que
    passam e deixam uma mensagem carinhosa
    Parabéns ser uma pessoa especial a todos e tenha
    sempre o carinho de minha amizade
    E que o dia dos namorados seja lindo a você
    Abraços
    Rita!!!!
    ¸.•°❤❤⊱彡

    ResponderExcluir
  51. Querida Lani
    Belíssimo o seu poema! Muito bem articulado.Uma lição para a vida.
    Nem sempre as flechas que lançamos são como as de Cupido. Há que pensar antes de agir.Depois,pode ser tarde demais.Pelo menos,este arqueiro sentiu remorsos.As minhas felicitações pela sua postagem.
    Uma ótima semana.
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderExcluir
  52. Querida amiga
    Passando para te desejar um feliz dia dos namorado. Que este dia seja comemorado todos os dia em sua vida. Um bj
    Ana

    ResponderExcluir
  53. Oi querida Lani, vim lhe desejar uma semana maravilhosa e feliz dia dos namorados!
    Beijos e fica com Deus!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.