Seguidores

Recanto das letras

terça-feira, 27 de outubro de 2020

CONSTRUÇÃO!

Constrói-se a vida, com profunda esperança,
De conservar no peito, a doçura da criança,
Fazer a nossa volta, alguma diferença,
Sem jamais perdermos, no amor, a crença...
 
Castelos erigimos, abrigando, nossos sonhos,
Os protegemos e para sempre, os guardamos,
Em pedras preciosas, joias esculpidas,
Com cujo brilho, iluminamos nossas vidas...
 
No caminho, pedaços de nós, deixamos,
São apenas cacos, de grandes desenganos,
Se os juntarmos, em nossas mentes os colaremos,
Passado inútil, que nem lembrar, queremos...
 
Assim, ao rasparmos, no final da longa estrada,
Dos rostos contraídos, a pele enrugada,
Nos restará, a essência de nossas almas, aquecidas,
Que resistiram a temporais, na calma, esquecidas,
De tantas árduas e longas... Despedidas...
 
 
            Lani (Zilani Celia)


25 comentários:

  1. Resta-nos a sempre renovada esperança.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Nel difficile cammino della vita, arriviamo stanchi agli ultimi suoi giorni, ma sempre con la speranza di momenti migliori...
    Cari saluti,silvia

    ResponderExcluir
  3. Como diz o Pedro, resta-nos a renovada esperança.
    Abraço e saúde

    ResponderExcluir
  4. Linda poesia e que pelos caminhos da vida a esperança não nos falte! beijos, lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  5. Mais um poema lindíssimo, e verdadeiro; adoro o seu poetar!
    Desejo-lhe um dia lindo, com saúde e muita paz!
    Beijnho com carinho, e um Fraterno abraço!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia de esperança, querida amiga Zilani!
    Ah! Amiga, como temos recordado o tempo de criança!
    Sonhos são sim pedacinhos de nós...
    Cada despedida foi muito bem descrita e poetada por você, querida...
    Lindo poema tecido no âmago do seu ser.
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno

    ResponderExcluir
  7. Linda poesia!
    São cacos sim, mas cacos de momentos e de vidas.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo poema que. Amei!! :))
    --
    Lembra-ste do meu primeiro sorriso?
    -
    Beijo, e um excelente dia...

    ResponderExcluir
  9. Poeticamente maravilhoso de ler. A esperança como mote de vida. Muito bonito mesmo.
    .
    Cumprimentos poéticos

    ResponderExcluir
  10. O que mais nos marca na vida são as despedidas. Deixam marcas muito além do corpo. O que perdemos pelos caminhos já não nos faziam falta e nem merecem tentativas de conserto. Creio que estamos sempre a construir, Zilani, mesmo sabendo que muitos dos nossos castelos não permanecerão. Apenas nos sonhos. Muito belo seu poema. Bjs.

    ResponderExcluir
  11. En tu poema expones lo que nos sucede a lo largo de la vida.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  12. Olá Zilani! Seu texto nos arremete a reflexões da alma. Excelente como sempre. Esperança é um balsamo para seguir em frente, sempre. Grande beijo.

    ResponderExcluir
  13. Em tua poesia, fico a imaginar o que seria da vida sem a esperança? Creio que a esperança motiva a vida! Lindo, inspirado e reflexivo!

    ResponderExcluir
  14. Oi Zilani! Seu poema a principio tem um traço de amargor, mas é tão cheia de construção, de vida que nos enche de paz. Cacos de momentos ruins, todos nós temos, nunca existiu quem não os tivessem, porém chegar ao final com a essência preservada, nem todos conseguem.
    Belíssimo, amiga, abração!

    ResponderExcluir
  15. Olá Zilani,
    A esperança não pode estar ausente em nossas vidas. Poema bem construído com aguçados sentires da alma. Lindo como sempre tudo o que vc escreve querida amiga.

    Bjss

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde Zilani. A esperança nunca pode morrer.

    ResponderExcluir
  17. Só nos resta ter esperança e sonhar e esperar que a coragem nos acompanhe nesta viagem.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde Zilani querida
    Aqui já comentei, passando pra desejar uma feliz tarde.
    bjss

    ResponderExcluir
  19. Um belíssimo e sentido poema, que traça uma leitura formidável, sobre nossos percursos de vida... resta-nos a esperança e a coragem, para irmos atravessando todas as nossas diferentes fases... e lidarmos o melhor possível, com as inevitáveis despedidas... mas apesar de tudo... devemos sempre sentir, que nosso percurso, junto com quem partilha/partilhou algumas etapas do nosso caminho... valeu sempre a pena!
    Beijinhos, Zilani! Estimo que tudo esteja bem por aí, e com Kandy melhorando!
    Saúde, para todos... e votos de um excelente fim de semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  20. Olá, Zilani!

    Nossa essência é de fato a única coisa que nos pertence, onde quer que estejamos.

    Um abraço
    Sônia

    ResponderExcluir
  21. Que bonito, adorei!

    Beijos,
    www.tammycezaretti.com.br

    ResponderExcluir
  22. Olá, Zilani!

    Descreveste mto bem todas as etapas da nossa vida, que está em construção, desde a infância ao estado adulto. Naturalmente que passamos por situações menos boas, mas temos de continuar o caminho com esperança.

    Beijos e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  23. Oi, Zilani!
    Sonhar é nosso bálsamo!Mesmo que os castelos sejam de areia!
    Linda poesia, como sempre!
    Beijo carinhoso, ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  24. Nossa vida é uma estrada que nos é dada crua, puro chão batido. Cabe a nós torná-la uma estrada calçada com o que há de melhor, lisa, sem buracos e toda sinalizada. Mas vai dar trabalho, como não? Um sobe e desce difícil, curvas perigosas... mas a gente escolhendo o material de qualidade, no fim a estrada será um luxo!!!
    Adorei esse seu poema, Zilani, muito reflexivo e de ótima construção.
    Beijinho, querida! Boa semana.

    ResponderExcluir
  25. Que belo poema! Que esses doces castelos imaginários nos habitem sempre, com toda a poesia dos contos de fadas.

    Um abraço em você!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.