Seguidores

Recanto das letras

quinta-feira, 7 de junho de 2018

CERROU-SE A PORTA!

 
 Do outro lado, havia sonhos,
Felizes, muitos de amor, outros tristonhos,
Fechei-me em concha, sem coragem, de vivê-los,
Deixei assim, que se tornassem, meus pesadelos...

Hoje, os vejo ali inertes, empoeirados,
Reminiscências de tempos idos, ultrapassados,
Num relicário, no coração, sempre guardados,
Da menina que sonhou, mas, não ousou realizá-los...

Nada mais valem, são agora devaneios,
Uma singela história, pueris anseios,
Não choro mais, posso agora, até revê-los,
Cerrou-se a porta mas, me nego a esquecê-los...

A cada um, peço perdão, com um afago,
Os anulei e condenei, mesmo assim, ainda os guardo,
Mutilados, como sem as asas, um passarinho,
Neguei-lhes o direito, de voarem, ao próprio ninho...
  
           Lani(Zilani Celia)

59 comentários:

  1. Boa noite, querida amiga Zilani!
    Belíssimo!
    Estava a pouco a ler sobre nossos sonhos e a me encher de esperança em concretiza-los... não se pode fechar a porta para eles...
    Amei passar aqui e fortalecer ainda mais este pensamento...
    Enrijecer sonhos!
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem
    😚😍💟

    ResponderExcluir
  2. As memórias, boas e más, enriquecem a nossa vida.
    Bfds

    ResponderExcluir
  3. Um poema lindo demais!! Amei!!


    Beijo. Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Tutti abbiamo sogni che non siamo riusciti a realizzare e alcuni certe volte diventano rimpianti.
    Buon weekend, un abbraccio
    enrico

    ResponderExcluir
  5. Uma poesia que encanta do início ao fim.Envolvente, tocante.LINDA! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Una serie di versi raffinati, che ho molto apprezzato per il loro contenuto
    Un saluto,silvia

    ResponderExcluir
  7. Querida poeta Zilane, sempre encantador estar aqui, tuas palavras em poesia faz a vida mais feliz, e se no passado não se concretizaram sonhos, através de tua poesia é possível ver a beleza do perdão e o bem que nos faz para seguir-mos em frente, mesmo com sonhos perdidos no tempo. A vida vale a pena e poesia é vida.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  8. Olá Zilane. Toda a vida é feita de sonhos. Graças a Deus realizei muitos dos meus bons sonhos. Casei com o meu sonho, tivemos os nossos 5 sonhos, e os nossos 9 sonhinhos. A vida foi correndo mais com bons do que com maus sonhos (estes acabam por desvanecer).
    Deus levou o meu Marido mas é dos sonhos que tivemos juntos que hoje vou... vivendo

    ResponderExcluir
  9. Um poema triste,mas repleto de sensibilidade amiga Zilani!
    Sonhos todos nós o temos,mas muitas vezes não conseguimos idealizá-los.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  10. Que lindo! Um poema cheio de sentimentos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Poema sublime. Adorei:))

    Hoje, do Gil António... Amor por entre nuvens de distância .

    Bjos
    Votos de uma boa noite.

    ResponderExcluir
  12. Amiga, que lindo poema! Sonhos triste mas com a esperança viva. Uma amor inesquecível.Amei! Abraços, feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
  13. Sei, por experiência própria que, sempre haverá um tempo de acolher, e dar asas aos nossos sonhos... Entregá-los à realidade da vida renovarão nossas energias. Abra-se a porta!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  14. Um belo poema, me identifiquei muito com ele. Estamos sempre a reviver nossas emoções de sonhos passados, realizados ou não, eles escrevem a nossa vida. Um grande abraço Zilani.
    Sempre bom voltar aqui.

    ResponderExcluir
  15. Tristes e belos versos.
    Um ótimo fim de semana para ti.
    Abração com carinho

    ResponderExcluir
  16. Oi Zilani! Lindo e tocante o seu poema!!
    Quando o tempo está nosso favor não nos damos conta do quanto podemos, mas é assim mesmo, não dá para voltar no tempo e abrir a gaiola dos sonhos passados.
    Sempre muito bom ler por aqui!
    abraço!

    ResponderExcluir
  17. Querida Zilani, penso que todos os que passarem por aqui se reverão neste teu poema. Para todos nós, a cada instante que passa, uma porta se cerra e outra se abre, ou melhor, de certeza que uma se cerra, mas nada nos garante que uma nova se abra; nunca sabemos qual o instante da última despedida, amiga!. Muita coisa foi sonhada por nós até ao dia de hoje e nem tudo conseguimos; tristezas e alegrias fizeram parte do nosso passado e tanto umas quanto outras construiram a pessoa que somos hoje, mas nem sempre é agradável voltarmos a esse passado, amiga. O melhor é tentar colocar um filtro nessas lembranças, deixando que passem aquelas que não queremos esquecer. Lindo, como sempre, o teu poema. Obrigada! Um beijinho e bom fim de semana
    Emilia

    ResponderExcluir
  18. Não cerres a porta aos teus sonhos
    Põe neles o teu maior carinho.
    Tu terás uns dias mais risonhos,
    Mas guarda o Amor sempre em teu ninho.


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  19. Todos fomos meninos e sonhámos com um mundo cor-de-rosa, para encontrarmos um mundo cinzentão, onde nos perdemos daquilo que sonhamos e vivemos como podemos. Mas as lembranças estão por cá guardadas numa qualquer gaveta da memória e por vezes a saudade vem e ficamos tristes. Como este poema.
    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderExcluir
  20. Oi, Zilani, sonhos, sonhos são. Valem pelo sabor que dão à vida...se fossem realizados perderiam a sua condição mágica e sabe-se lá o que seriam! melhor deixá-los assim na sua condição de "se"...
    um abraço

    ResponderExcluir
  21. Alguns sonhos deixamos para trás...mas não percamos nunca a capacidade de sonhar.
    Que a vida nos ensine, sempre, a abrirmos uma janela após cerrarmos uma porta...pois são muitos os caminhos que conduzem ao viver feliz.
    Um doce domingo!

    ResponderExcluir
  22. Bela poesia!
    Nós nos arrependemos muito mais pelo que deixamos de fazer do que pelo que fazemos.
    Bom domingo, Zilani.

    ResponderExcluir
  23. olá, lani!

    Grata por tua vista e palavras. Minhas mãos continuam doentes e brevemente vou estar OFF para repouso.

    Qto ao teu poema, como sempre mto bem escrito, concluo k nunca devemos adiar, nem mutilar nossos sonhos. Eles nos fazem viver, mesmo depois de mto tempo.

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  24. A vida vai encerrando alguns dos nossos sonhos, por isso, é importante deixarmos abertas as janelas da esperança, para que novos possam entrar.
    Nostálgico e belo poema
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  25. Que bom que é conhecer você, poetisa!
    Obrigada por visitar o meu blog, Letras Que Se Movem, estou seguindo você também.
    Um abraço e ótima semana!

    ResponderExcluir
  26. Os sonhos não morrem. Por isso serão recuperados pelo menos dentro do coração…
    Um poema intenso e muito belo.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Desta bela postagem, Zilani destaco algo que muito me marcou: às vezes, amiga, os sonhos que não tivemos coragem de viver tornam-se, realmente, os nossos pesadelos! Lindo post, boa semana.

    ResponderExcluir
  29. Numa poética das mais sublimes, uma sensória elucidação sobre os sonhos vividos e que ficaram sepultados na memória. Sensacional, Lani! Parabéns e um grande abraço.

    ResponderExcluir
  30. Querida Lani
    Um belo poema! Acho que posso dizer que...nunca é tarde: há sempre uma possibilidade de concretizar sonhos.
    Gostei imenso da poesia: a amiga já me habituou a esta facilidade de expressão poética, que tanto admiro.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  31. Lindo poema! Descrevestes de modo excepcional o nosso amadurecimento, que resulta na mudança de planos, objetivos e sonhos. Porém, para um grande sonhador, como nós poetas, os sonhos passados sempre tem seu lugarzinho a nos encher de emoção e animo. Abraços!

    ResponderExcluir
  32. Que maravilha Lani.
    Tão bela construção que nos faz penetrar nas palavras e ver que ali mesmo estamos.
    Uma bela arte da poesia, que voce sempre sabe como usar e inspirar-se. Sentimentos que fluem e vão se moldando em cada verso e belamente encaixam o todo.
    Aplausos amiga.
    Beijo de paz e que sua semana esteja bela e leve.

    ResponderExcluir
  33. olá, lani!

    na tua poesia, por vezes, há portas, que se fecham, mas a tua está sempre aberta para os amigos.

    Mto obrigada pela tua passagem pelo meu blog e votos, que deixaste. Pra ti e família, tudo de bom.

    Beijos e um abraço sincero. Qdo voltar, aviso.

    ResponderExcluir
  34. Muito lindo, Lani, verdade, há sonhos que não se realizam, e os tive muitos, porém só pelo fato de sonhar já estava feliz, tive bons momentos. Faz parte da vida esses sonhos afogados...
    Beijo, amiga!

    ResponderExcluir
  35. Boa tarde, Lani. A sua poesia continua linda e profunda.
    Deixar de viver os sonhos é muito ruim, parte de nós se esvazia.
    Certos sonhos não se realizam, feliz ou infelizmente, contudo, o importante é nunca deixar de sonhar, caso contrário, raiz de amargura levaremos para o coração.
    Parabéns.
    Beijos na alma e lindo dia.

    ResponderExcluir
  36. Bonito poema. Sonhar e sonhar sempre... Hoje é tempo de avivar sonhos e dar asas a outros...
    Bjs e obrigada pelo alô por lá... Foi muito bom...

    ResponderExcluir
  37. Olá Zilani
    Belo poema, bjs querida.

    ResponderExcluir
  38. Sempre com belíssimas palavras, Zilani. Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  39. Olá, Zilani

    Um poema lindíssimo.
    É mesmo. Os sonhos, mesmo que não se realizem, continuam pela vida fora a povoar os nossos desejos, a nossa vontade. É uma recordação entre o doce e o amargo, não é? Mas fazem parte de nós.

    Beijinhos.

    Olinda

    ResponderExcluir
  40. Um belo poema Zilani!
    A vida anulou muitos de meus sonhos, mais vou vivendo e seguindo cheia de esperança. Enquanto há vida, há esperança...
    Continuação de boa semana!
    Um abraço!
    Escrevinhados da Vida

    ResponderExcluir
  41. Um poema majestoso, amei!
    Feliz dia!

    ResponderExcluir
  42. Oi, Lani
    Este teu lindo poema diz-me muito (como, penso, dirá à maior parte das pessoas que o lerem).
    Quem não teve sonhos que, por um motivo ou outro, teve que abandonar, e os mantém guardados na memória para todo sempre?
    Às vezes, quando vêm à lembrança, até causam uma dor fininha…
    Fazem parte da vida…

    Bom Fim-de-semana
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


    ResponderExcluir
  43. Olá Zilani, td bem com vc?

    Nem sempre realizamos tudo aquilo que sonhamos, às vezes por medo, impossibilidade, descaso ou tbm por desistência. São muitos os motivos, mas os sonhos nos fazem pensar em coisas das quais queremos realizar, por mais difícil ou longínquo estejam. Lindo demais o seu poema.

    Boa semana pra vc!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  44. Os sonhos que temos são propriedade nossa; não interessa se a sua concretização é efectiva.



    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  45. Boa semana, Zilani; aguardo o próximo post.

    ResponderExcluir
  46. Um poema muito belo, e introspectivo... um pouco triste... mas tão real e verdadeiro!...
    Quantos de nós, ainda conservam num canto do coração, os sonhos que não tiveram coragem, ou que as circunstâncias não permitiram realizar...
    Magnífico, como sempre, Zilani!
    Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  47. Bom dia, se a vida fosse fácil para ser vivida era certamente desinteressante, na vida os sonhos fazem parte, se a concretização dos mesmos são conseguidos com maior ou maior dificuldade a motivação é manter, fechar a porta é uma opção para ser repensada.
    O poema é lindo, relata na perfeição momento.
    Continuação de feliz semana,
    AG

    ResponderExcluir
  48. Boa tarde, querida Zilani,
    seu poema me encantou ao mesmo tempo que me emocionou, pois
    penso que todos deixamos sonhos para trás, e ao olharmos no caminho que ficou sentimos
    que devíamos ter seguido em frente. Fechamos a porta para muitos sonhos que sequer entendemos, e vem o dia que nossa memória nos lembra e, aí, a tristeza pesa. Lindo poema. Beijos!

    ResponderExcluir
  49. Oi Zilani! Belo poema mesmo triste. As vezes fechar certas portas, é um alivio para a alma. Devemos ter esperanças que outras se abrirão , e novos passarinhos irão bater suas asas enfeitando nosso céu. Deixo um grande beijo e abraço.

    ResponderExcluir
  50. É Zilani. Muitos são os sonhos que, apesar de pretéritos, insistem em ficar em nossa lembrança como lendas da infância que a vida sepulta na memória. Meus sinceros parabéns por tão linda poética e um cordial abraço.

    ResponderExcluir
  51. Está no tempo de abrir janelas,
    Deixar entrar a luz e um novo ar.
    Desilusões? Nem te lembres delas!
    Há sempre um tempo de recomeçar.


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  52. Boa semana, Zilani; aguardo o próximo post!

    ResponderExcluir
  53. Muy bonito.
    Besos.

    https://anna-historias.blogspot.com/2018/06/perdido-entre-los-versos.html?m=1

    ResponderExcluir
  54. Boa tarde Zilani,
    Um poema tão lindo!
    Um beijinho.
    Ailime

    ResponderExcluir
  55. Mais belos versos!
    Não dá para só sonhar, sem realizar. Um dia olhamos para trás e temos a sensação que a vida passou em branco... Gosto dos seus poemas, trazem uma tristeza e reflexão.

    Obrigada pelo carinho com meu Projeto e também pelo elogio. Pode ter certeza que faz sim a diferença reciclar. Onde moro, há muitos catadores que vivem disso. Infelizmente, pouco é feito a respeito. Acredito que poderia existir uma cooperativa e locais com orientação para que todos reciclassem o lixo e ainda ajudassem no sustento dessas famílias. O meu, reciclo desde 94 qdo ele começou um Projeto com crianças de time de futebol. Depois disso, nunca mais parei de levar para o sucatão. Agora estou na campanha para os Peludos. Preciso de muito, mas a união faz a força!

    Abraços esmagadores e dias felizes.

    ResponderExcluir
  56. Ele é marido. Ele começou o Projeto com a turminha do futebol.

    ResponderExcluir
  57. " do outro lado havia sonhos...". Os sonhos devem sempre comandar a vida, mesmo quando nos parece que adormeceram dentro de nós. Tão lindo Zilani. Beijinho.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!

Seu comentário é sempre bem-vindo!

Beijos, Zilani Célia.